Tiago do Vale Arquitectos

Tiago do Vale Arquitectos

Tiago do Vale Arquitectos
Tiago do Vale Arquitectos
Número incorreto. Por favor verifique o indicativo do país, da cidade ou número de telefone.
Ao clicar 'Enviar' eu confirmo que li os Política de privacidade e aceitei que a minha informação seja processada para responder a um pedido.
Nota: Poderá anular o seu consentimento enviando email para privacy@homify.com com efeito futuro.
Enviado!
Este profissional irá responder-lhe brevemente!

Apartamento em Caminha

Uma Reabilitação Gráfica junto ao Mar

Construído nos anos 80 e apresentando tanto nas suas infraestruturas como na sua organização o peso da passagem do tempo, este apartamento necessitava já de um número de intervenções importantes. A estratégia adoptada para esta reabilitação passou por tirar o máximo partido das potencialidades da construção, trazendo a experiência de a ocupar para padrões mais contemporâneos.

Apenas 40 m2 de superfície, uma escolha de materiais menos criteriosa, 30 anos de uso intenso e uma compartimentação pouco qualificada (mas própria do seu tempo) resultaram num pequeno apartamento junto ao mar que não era especialmente convidativo.

Era requisito do cliente fazer uma actualização funcional e infraestrutural da construção a baixo custo, mas mantendo a sua organização original (com um quarto independente).

O ponto de partida da intervenção foi o de maximizar a percepção da luz e do espaço no apartamento, recorrendo a uma abordagem mínima e à repetição da cor branca.

A peça central do projecto é, no entanto, um volume azul que resolve simultaneamente as portas do apartamento e o desenho da cozinha, num gesto integral que traz cor e, sobretudo, uma expressão lúdica a todo o apartamento. Com cabides integrados para os acessórios de praia, este painel cerúleo traz o verão para o interior da habitação.

Metade da parede entre o espaço de dormir e a sala foi transformada num grande painel de correr, mantendo em simultâneo a localização da porta original do quarto. Esta solução permite tanto uma experiência de open space -que serve particularmente bem a área diminuta do apartamento- como uma experiência mais convencional, de acordo com a discrição do cliente.

Embora com detalhes claramente contemporâneos, houve uma vontade de manter superfícies texturadas e pormenores capazes de humanizar a escala dos espaços. Tal conseguiu-se observando os anos 80 da construção inicial, mantendo o desenho original das sancas de gesso e introduzindo uma forte superfície cerâmica estampada na área da cozinha.

Este pequeno apartamento oferece agora um uso relaxante, com a praia no seu seio, e está apto para mais 30 anos de utilização animada e simples.

Dimensões totais
40 m² (Área)
Local
Caminha

Admin-Area