ABPROJECTOS

ABPROJECTOS

ABPROJECTOS
ABPROJECTOS
Número incorreto. Por favor verifique o indicativo do país, da cidade ou número de telefone.
Ao clicar 'Enviar' eu confirmo que li os Política de privacidade e aceitei que a minha informação seja processada para responder a um pedido.
Nota: Poderá anular o seu consentimento enviando email para privacy@homify.com com efeito futuro.
Enviado!
Este profissional irá responder-lhe brevemente!

Casa em Espiunca

Esta intervenção localiza-se em Espiunca, aldeia pertencente ao concelho de Arouca, local de lazer e recreio,
situado na margem esquerda do Rio Paiva, que ainda hoje preserva as suas características de ruralidade.

O terreno existente, de orografia acidentada e orientado a poente, está pontuado por dois edifícios construídos em alvenaria de xisto e com coberturas tradicionais em lousa a diferentes cotas – originalmente, um era destinado a palheiro e outro a habitação rural composta por dois pisos.

A intervenção consistiu na reabilitação e ampliação destes edifícios, com o objetivo de os adaptar às necessidades de habitabilidade e de conforto atuais, para um alojamento turístico rural.

O projeto de reabilitação procurou respeitar a imagem, volumetria e características originais dos edifícios. Para
isso foi necessário demolir acrescentos posteriores que não respeitavam o traçado da arquitetura tradicional. A intervenção efetuada na casa mãe pretende preservar a memória do antigo, integrando-o na paisagem, mas destacando a ampliação com um material leve e translúcido. Assim, as paredes exteriores existentes mantiveram-se em xisto aparelhado e, a nova intervenção, o mais translúcida possível, em caixilharia de ferro. Esta imagem exterior reflete a distribuição do programa no seu interior. O pré-existente destina-se à parte privada da habitação e, a ampliação, destina-se às zonas sociais, cozinha e sala, que se interligam num único espaço com uma profunda relação com o exterior. A zona privada, onde se encontram as suites, é composta por três dormitórios, dois de iguais dimensões no piso superior e um terceiro no piso inferior, rebaixado 50cm em relação com o exterior, de forma a ter um pé direito regulamentar de 2,40m. A comunicação dos dois pisos faz-se pela escada na zona sul que liga o hall do piso 1 ao piso 0.

O edifício do palheiro, dadas as suas reduzidas dimensões, foi adaptado para a instalação de um estúdio.
Trata-se de um edifício com dois pisos, cujo acesso é feito na cota mais alta do terreno ao nível da cobertura da casa principal, tendo-se colocado o quarto e a casa de banho no piso superior, e no piso inferior a zona de estar e uma pequena zona de refeições relacionadas com a eira no exterior. Pretendeu-se que a intervenção preservasse integralmente o aspeto exterior do palheiro, conservando a sua imagem. Assim, as paredes exteriores existentes mantiveram-se em xisto aparelhado e a cobertura, de forma regular, foi totalmente recuperada, quer no que diz respeito à técnica, quer aos materiais aplicados. O interior, todo em madeira de riga, confere a este miradouro sobre a paisagem um ambiente bastante acolhedor.

Local
Arouca

Admin-Area