RRJ Arquitectos

RRJ Arquitectos

RRJ Arquitectos
RRJ Arquitectos
Número incorreto. Por favor verifique o indicativo do país, da cidade ou número de telefone.
Ao clicar 'Enviar' eu confirmo que li os Política de privacidade e aceitei que a minha informação seja processada para responder a um pedido.
Nota: Poderá anular o seu consentimento enviando email para privacy@homify.com com efeito futuro.
Enviado!
Este profissional irá responder-lhe brevemente!

Casa na Comporta

Como uma imensa tela, o horizonte alentejano funde-se em

harmoniosos planos despojados.

A moradia situa-se numa ampla propriedade localizada na Comporta. O terreno apresenta-se completamente límpido, apenas definido por um plano de solo arenoso, dotado de uma vegetação espontânea rasteira e fortemente pontuado pelas linhas verticais de inúmeros pinheiros.

Perante este cenário, o objectivo primordial do arquitecto Rui Pinto Gonçalves do atelier RRJ Arquitectos foi desenhar uma peça que se enquadrasse em pleno no local. Registar na paisagem um gesto, sem o destacar. Fundir o objecto arquitectónico com o perfil da natureza existente.

Procurando perseguir estas premissas, o processo conceptual resultou na composição de duas caixas, ligadas entre si por um volume menor. Duas caixas vazadas, que deixam o exterior circular pelo interior e que se diluem no mesmo.

O conjunto assenta no terreno, como se deste fizesse parte, horizontal e mimético, pela escala, materiais e cores, em peças de rigor geométrico, que abrem janelas para o próprio cenário e que simultaneamente difundem perspectivas do mesmo nos seus reflexos.

A linguagem contemporânea marca toda a existência do edifício, desenhado por linhas puras e por jogos minimalistas de planos e materiais.

Os volumes principais são dois paralelepípedos em betão à vista, fundamentalmente encerrados por uma caixilharia cinzenta de expressão mínima. O volume que os liga é revestido com painéis de Viroc Negro (painel de base cimentícia e fibras de madeira), de modo a ter a menor expressão possível.

Uma das grandes preocupações na concepção do projecto foi a protecção solar, a intenção de tornar a casa o mais permeável possível, de fundir os espaços interiores com os exteriores, originando grandes envidraçados obrigatoriamente protegidos da incidência da luz solar. Assim, todos os planos de vidro são recuados e possuem telas de sombreamento.

Os interiores procuram seguir a mesma linha de coerência, destacando-se um ambiente puro e despojado, onde predominam as transparências e os materiais nobres.

Valorizam-se os planos brancos, que vestem quase todo o interior, sobre um pavimento de madeira natural serrada. 

Acompanhando a filosofia do atelier RRJ, o edifício responde às características do lugar, ponto de partida para a criação de soluções irrepetíveis.

Admin-Area