A2OFFICE

A2OFFICE

A2OFFICE
A2OFFICE
Número incorreto. Por favor verifique o indicativo do país, da cidade ou número de telefone.
Ao clicar 'Enviar' eu confirmo que li os Política de privacidade e aceitei que a minha informação seja processada para responder a um pedido.
Nota: Poderá anular o seu consentimento enviando email para privacy@homify.com com efeito futuro.
Enviado!
Este profissional irá responder-lhe brevemente!

APARTAMENTO VdC01 – Remodelação

Ano: 2012

Localização: Vila do Conde, Portugal

Arquitectura e Coordenação: Alberto Dias Ribeiro

Decoração: Alexandra Marques

Obra: In-Proov

Fotografia: © AL.MA Fotografia

O objectivo central da intervenção era o de valorizar um apartamento T3 situado num último piso recuado, com 18 anos de vida e com um interior escuro e pesado, realizando o melhor trabalho possível, enquadrado num orçamento curto, definido à partida.

Há duas dezenas de anos atrás, o projecto inicial não previu a necessidade de uma instalação sanitária que se situasse na zona social da casa e servisse as visitas e o uso quotidiano. Foi preciso, portanto, realizar simultaneamente uma divisão e uma multiplicação (dependendo do ponto de vista): uma das instalações sanitárias foi dividida em duas; uma das instalações sanitárias deu lugar a duas. E com esta necessidade, surgiu uma nova porta na casa: um acontecimento!

De resto, o apartamento estava já muito bem dividido, as zonas sociais e privadas da casa bem organizadas e hierarquizadas. Faltava aproveitar da melhor forma alguns espaços residuais transformando-os em armários de arrumação, e aumentar a noção visual do espaço: o espelho.

Todas as carpintarias foram aproveitadas e pintadas de branco. Mesmo na cozinha (praticamente) tudo se aproveitou. Trocou-se a pedra da banca e adicionou-se à parede o verde do mar ali tão perto.

Todas as cerâmicas dos sanitários foram aproveitadas de uma forma económica: os pretos e beges deram lugar ao branco dominante, pintado. Aqui, os tectos fizeram aparecer lanternins, que a imaginação faz crer que são de luz natural.

O pavimento cerâmico existente nas zonas sociais da casa foi todo coberto e homogeneizado. O novo pavimento cobriu hall de entrada, cozinha, lavandaria, despensa, sala e só terminou nas paredes do novo sanitário. Na zona dos quartos manteve-se o soalho existente.

Ainda no interior, foi implantado criteriosamente mobiliário já existente, previamente medido e previsto em projecto, e adicionadas novas peças escolhidas à posteriori.

No exterior, o objectivo foi igualmente o de valorizar uma varanda e terraço com cerca de 110m2 de área útil. Foi trazida a madeira, e consigo o seu cheiro e conforto: o exterior como extensão do interior. A vista de 270º fez o resto…

Admin-Area