Pintores - Amadora: Encontre os melhores profissionais | homify

5 Pintores em Amadora

Área servida

Pintores na Amadora

A Amadora pertence ao distrito e à área metropolitana de Lisboa, sendo a sede de um dos municípios mais pequenos de Portugal. Paradoxalmente, acomoda cerca de 175 136 habitantes nos seus parcos 23.79 km2, o que a torna na quarta cidade mais populosa do país.

A Amadora é, contudo, uma cidade residencial. À semelhança do que aconteceu com tantas outras localidades na cercania de Lisboa, também a Amadora adquiriu o rótulo de dormitório. Ainda assim, a cidade acomoda empresas proeminentes a nível nacional, bem como indústrias e parques comerciais. Um dos maiores centros comerciais da Europa – o Dolce Vita Tejo – fica na Amadora. A gigante sueca, IKEA, também escolheu o município para abrir uma das suas lojas. Foi, igualmente, neste concelho que se fixaram algumas empresas internacionais famosas, como a Siemens.

O boom populacional reflectiu-se na paisagem, que foi crescendo de forma desorganizada. Por este motivo, a autarquia tem, hoje, como prioridade, a reabilitação urbana. Conservar e valorizar o edificado é urgente para alterar a imagem da cidade que se quer mais coesa, moderna e cuidada.

Se mora na Amadora e precisa de um pintor para interiores ou exteriores, então não contrate sem, primeiro, ler as informações que se seguem.

 

1. O que fazem os pintores?

Os pintores são os profissionais responsáveis por preparar, manter e decorar as superfícies interiores e exteriores dos edifícios e estruturas através da aplicação de tinta e de outros produtos, como vernizes e primers. Para o efeito, utilizam uma miríade de ferramentas e de equipamento como pincéis, rolos, pulverizadores, trinchas, tabuleiros de pintura, entre outros.

Trabalham, por norma, autonomamente, mas podem, também, integrar uma empresa de construção. Note-se que os pintores são, igualmente, requisitados para pintar mobiliário.

 

2. Que tipo de pintores existem?

 Por uma questão de perfeccionismo, pode-se contratar um pintor específico para cada trabalho. É possível categorizar os pintores em três grupos:

Pintores de construção: são, como o próprio nome indica, os que se dedicam a pintar as superfícies interiores e exteriores dos edifícios. Há pintores de construção que se dedicam a projectos residenciais e outros que se debruçam, especialmente, sobre trabalhos de grande dimensão. Para além de aplicarem a tinta, os pintores de construção têm que preparar a superfície se esta apresentar danos estruturais (fendas, humidade, etc.) ou for irregular.

Pintores de manutenção: estes pintores são solicitados para retocar e manter as superfícies já pintadas. A manutenção não implica que as superfícies tenham que levar uma nova demão, não obstante a condição em que se encontrem. Pode, tão-somente, passar por uma lavagem e limpeza das paredes. 

Pintores artesãos: são pintores que aplicam técnicas decorativas nas paredes. Quando, por exemplo, o cliente idealiza uma imagem pintada à mão, deve contratar um pintor que tenha aptidão e talento para tal.

 

3. Quais são as vantagens de contratar um pintor?

Alterar a cor de uma ou mais paredes é uma das formas mais fáceis de mudar a atmosfera de uma divisão. Tomadas pelo entusiasmo de dar um novo élan à casa, não raras são as pessoas que arregaçam as mangas e pintam, elas próprias, as paredes. Apesar de sair mais barato dispensar a contratação de um pintor – pelo menos, a curto-prazo – e de ser gratificante olhar para um trabalho que fizemos sozinhos, há muitas vantagens em contratar um profissional.

Entre elas, destacaríamos as seguintes:

Qualidade: a qualidade é, sem dúvida, a principal vantagem inerente à contratação de um pintor. Os pintores preparam as paredes, sabem quais são as melhores tintas para cada material e divisão, aplicam os acabamentos e podem aconselhar os clientes em relação à escolha das cores

Eficiência: a experiência, aliada ao conhecimento e às ferramentas necessárias, permitem que os pintores concluam os trabalhos bem e com rapidez. Quando se trata de um trabalho de grande escala, como pintar a casa toda, torna-se ainda mais pertinente contratar profissionais, sob pena de a obra se arrastar por demasiado tempo, provocando constrangimentos na rotina diária.

Tempo: o tempo e a eficiência andam de mãos dadas. Para, por exemplo, pintar uma sala de estar, há uma série de coisas a fazer: arredar e proteger os móveis, cobrir o piso com plásticos, jornais ou panos, colocar fita de pintura em todos os rodapés, esquinas e tomadas, ir à loja comprar as tintas e as ferramentas, e assim por diante. Uma tarefa que, à partida, parece que vai demorar uma tarde, pode demorar dois ou três dias e não ser concluída na perfeição.

Equipamento: para se conseguir um trabalho notável, é importante ter o equipamento necessário, o que sai caro. Um profissional não leva apenas tintas, rolos e pincéis para o local da obra. Tem, também, escadas, lixas, equipamento de segurança – como capacete, óculos, máscara – primários, solventes, entre muitas outras coisas.

 

4. Quanto custa contratar um pintor na Amadora?

O preço para contratar um pintor pode, naturalmente, variar mediante factores como a complexidade do serviço ou a dimensão da área a pintar. Se, além do mais, o cliente pedir um trabalho de pormenor (como o desenho de um padrão floral, por exemplo) ou for preciso reparar as paredes, mais avultada será a importância a pagar. Os custos de deslocação serão, também, tidos em conta. Por esta razão, é aconselhável, sempre que possível, contratar localmente. Dito isto, recomendamos, veementemente, que peça sempre mais do que um orçamento para poder comparar preços.

O preço médio para um trabalho de pintura é de cerca de 800€, podendo, todavia, oscilar entre os 500€ e os 2400€. Tudo depende da ambição do projecto e dos factores já acima mencionados.

 

5. Como posso economizar na contratação de um pintor?

Para economizar, prepare o espaço antes da chegada do pintor. Se o profissional – e, eventualmente, a respectiva equipa – tiverem que retirar os móveis e as cortinas, proteger as superfícies e aplicar as fitas de pintura, terão mais trabalho, demorarão mais tempo e, subsequentemente, cobrarão mais. Com a ajuda de amigos, de familiares e até de vizinhos, desimpeça o espaço e resguarde-o para os pintores poderem começar a trabalhar mal cheguem. Se decidir preparar as superfícies sozinho, então assegure-se de que o trabalho fica pronto antecipadamente. Estas questões podem e devem ser combinadas com o pintor, antes de se iniciar o trabalho.

Lembre-se, ainda, que a escolha das tintas influenciará o preço. Se tiver um orçamento limitado, aconselhe-se junto do pintor em relação ao assunto. Este profissional pode ajudá-lo a escolher as melhores tintas, dentro dos valores que está disposto a pagar e conhecer os fornecedores que praticam os preços mais competitivos.

 

6. Onde encontrar um pintor na Amadora?

Está à procura de um pintor na Amadora? Então, chegou ao sítio certo. Pode começar a sua pesquisa, aqui mesmo, pela homify. No nosso site, temos registados pintores de vários pontos do país. Pode ver todos os projectos por eles levados a cabo e aceder aos contactos telefónicos, ao e-mail e à morada das empresas. 

Para além da homify, recorra à Internet. Através de uma pesquisa no Google, com as palavras chave pintores na Amadora, chegará a vários resultados úteis. Utilize, também, as redes sociais. O Facebook e o Instagram têm o poder de chegar a muitas pessoas em simultâneo, pelo que uma simples publicação a pedir uma indicação, pode ser o suficiente para obter várias respostas.

Não se esqueça de indagar junto de lojas de tintas, de construção e/ou de bricolagem. É lá que os pintores se abastecem. Tente a sua sorte e pergunte aos funcionários se conhecem alguém. A própria loja pode prestar esse serviço.