Pintores - Almada: Encontre os profissionais ideais | homify

13 Pintores em Almada

Pintores em Almada

Almada pertence ao distrito de Setúbal e é a sexta cidade mais populosa de Portugal. Na cercania, tem o Seixal, Sesimbra, Oeiras e, claro está, Lisboa. Há muitas pessoas que trabalham em Lisboa, mas moram em Almada, onde, apesar de tudo, os preços de arrendamento e de compra de terreno são, consideravelmente, mais baixos.

O concelho orgulha-se das suas praias – da Costa da Caparica à Fonte da Telha – que oferecem as condições ideais para a prática de desportos náuticos, como o surf e o bodyboard. Os restaurantes e bares, que abundam nestes 13 km de costa, oferecem a melhor gastronomia local. A Zona Ribeirinha, banhada pelo Tejo e com uma vista privilegiada sobre Lisboa, é, também, um ponto importante no concelho.

Se procura um pintor em Almada, então tome nota das sugestões que lhe deixamos neste texto.

1. O que fazem os pintores?

Os pintores são os profissionais contratados para aplicar tinta nas superfícies interiores e exteriores de uma casa particular ou de um edifício público. Podem, além do mais, dedicar-se a tarefas de menor dimensão, como a pintura de peças de mobiliário e de decoração e dos vários elementos que compõem uma casa (as janelas, as portas, as divisórias, entre outros). 

Para trabalharem, os pintores utilizam uma panóplia de ferramentas, como pincéis e rolos de diferentes tamanhos e formatos, trinchas, recipientes para tinta e tabuleiros de pintura. No caso de terem que aceder a pontos altos e/ou pintarem superfícies exteriores, levam, para o local da obra, escadas, assim como os painéis necessários para a montagem de andaimes.

Estes especialistas, pela experiência que detêm, possuem um conhecimento abrangente em relação aos tipos de tintas existentes no mercado, às cores que podem ou não funcionar nos espaços e aos produtos utilizados para a preparação de paredes, das madeiras e dos metais. 

2. Que tipos de pintores existem?

Os pintores podem especializar-se numa determinada área, de forma a dar resposta às necessidades específicas de alguns clientes e de sobressaírem entre os colegas. 

Surgem, assim, diferentes categorias de pintores, que se podem dividir da seguinte forma:

 

Pintores de construção: os pintores de construção debruçam-se sobre a pintura de paredes interiores e exteriores e estão entre os mais requisitados. Esta categoria pode, no entanto, bifurcar-se entre os pintores que se dedicam, essencialmente, a projectos residenciais e os pintores industriais, que pintam e mantêm edifícios de grande dimensão, o que inclui pontes e túneis. Note-se que a pintura altera o aspecto dos espaços, mas também protege as superfícies da erosão e desintegração causadas pelo uso, pela passagem dos anos ou pelo mau tempo. Estes especialistas têm, necessariamente, que saber preparar as diferentes superfícies antes de aplicarem a tinta. Só assim obterão um resultado uniforme.

Pintores de manutenção: nem sempre nos lembramos disso, mas as paredes, tal como as outras superfícies da casa, também se sujam. O pó acumula-se, a gordura impregna-se e os fumos geram manchas. Por esta razão, devem ser mantidas. A manutenção pode passar, apenas, por uma limpeza ou envolver a aplicação de uma ou mais demãos de tinta.

 

Pintores artísticos: os pintores artísticos ou pintores artesãos são a escolha perfeita para os clientes que pretendam a aplicação de uma técnica decorativa na parede. Se deseja que a sua parede tenha um determinado desenho, um padrão ou até uma palavra ou frase manuscritas, deve contratar um pintor que tenha uma veia mais artística.

 

3. Em que é que um pintor lhe pode ser útil?

Já quase todas as pessoas arregaçaram as mangas e pintaram uma ou mais paredes em casa. Não é uma tarefa extremamente difícil, mas, para um resultado harmonioso, é preferível contratar um pintor.

Em que é que um pintor o pode ajudar?

A desocupar e a proteger o espaço: se o espaço a ser intervencionado tiver mobiliário e peças de decoração, então o pintor pode ajudá-lo a remover estes elementos e a proteger todas as superfícies onde a tinta não pode chegar (piso, tomadas, caixilharia, entre outras). Contudo, se quiser economizar, é preferível preparar a área antes de o pintor chegar.

A escolher as tintas: antigamente, escolher a tinta significava, essencialmente, escolher uma cor. Hoje em dia, já não é assim. Há tintas com acabamentos e propriedades distintas que vale a pena conhecer. Sabia que há tintas-antibacterianas, anti-insectos, anti-salitre e anti-fungos? Sabia que pode escolher uma tinta mate ou semi-mate, com um acabamento acetinado ou brilhante? Os pintores estão a par das novidades e podem aconselhá-lo em relação ao melhor tipo de tinta, de acordo com o espaço e as necessidades de quem o usa.

A calcular as quantidades: para se calcularem as quantidades, deve-se tirar a medidas da parede, em m2. À medida total, subtrai-se o espaço ocupado pelas portas e pelas janelas. No rótulo do balde da tinta escolhida, encontra-se o rendimento da mesma por demão, o tempo de secagem e a quantidade das demãos aconselhadas para se obter o resultado pretendido. É comum as pessoas inexperientes comprarem tinta a mais ou a menos porque não são devidamente orientadas no processo, nem prestam atenção aos rótulos. Um pintor saberá, ao certo, de que quantidades precisa, evitando que o cliente gaste dinheiro desnecessariamente.

A preparar as paredes: se as paredes estiverem em bom estado, basta passar-lhes um pano húmido para remover a poeira. Esta última dificulta a aderência da tinta. Todavia, se as paredes apresentarem problemas estruturais, como humidade, buracos ou fissuras, devem ser reparadas e alisadas antes de se começar a pintar. Nas lojas de tintas, vendem-se produtos para o efeito (primários, argamassas de reparação, etc.)

A aplicar a tinta: a aplicação da tinta é a parte mais desejada, mas desengane-se quem pensa que não requer técnica. Não é por acaso que existe uma panóplia de rolos e de pincéis: eles permitem uma pintura detalhada. As zonas junto aos rodapés e em torno das tomadas não são esquecidas.

A limpar e a arrumar tudo, no fim: um pintor com brio, deixará o espaço limpo e arrumado, a menos que receba indicações em contrário.

4. Quem fornece a tinta?

O fornecimento da tinta dependerá do acordo que o cliente fizer com o pintor. Os pintores podem oferecer o pacote completo ou deixar que a escolha e a compra da tinta fiquem ao critério do cliente. Cabe mencionar que os pintores mais prestigiados podem recusar-se a utilizar tintas que considerem de má qualidade ou impróprias para o espaço e que possam pôr em causa a qualidade do serviço prestado e, subsequentemente, a sua própria reputação.  

5. Quanto custa um pintor em Almada?

O orçamento apresentado por um pintor pode variar acentuadamente. Uma pintura de interiores não tem a mesma exigência que uma pintura de exteriores. Pintar uma moradia não é o mesmo que pintar um prédio. Um espaço em bom estado não apresenta as mesmas dificuldades do que um espaço que exiba problemas estruturais. Um pintor prestigiado não cobrará o mesmo que um pintor em início de carreira. Como vê, os factores que influem o preço são inúmeros e variados.

No entanto, para os serviços mais comuns, o preço médio anda à volta dos 450€, num intervalo que vai dos 200€ aos 900€.

6. Como posso encontrar um pintor em Almada?

Pode procurar um pintor em Almada – e nas cidades adjacentes – aqui na homify. No nosso site, reunimos projectos de profissionais de diferentes especialidades, na área da construção e da habitação.

Todas as fotografias que integram a nossa extensa galeria estão associadas ao nome de uma empresa ou de um profissional. Se, por exemplo, vir a fotografia de uma sala de estar que lhe encheu as medidas, basta carregar sobre a imagem e, depois, clicar sobre o nome do profissional para ser direccionado para a página do mesmo, aqui na homify. Nessa página, encontrará todos os contactos úteis e, na maior parte das vezes, os links para os sites oficiais e para as redes sociais.

O nosso propósito é, assim, dar a conhecer os projectos e estabelecer uma ponte entre os profissionais e os leitores.

Recordamos que os leitores da homify se podem registar, gratuitamente, no nosso site e criar álbuns nos quais podem guardar as imagens de que mais gostarem. Se procura ideias de esquemas cromáticos para pintar a casa, crie um álbum só para guardar as fotografias de espaços cujas paredes foram pintadas com cores que vão ao encontro do seu estilo.

Para além da homify, faça uma pesquisa no Google e nas redes sociais. Nestas últimas, pode fazer uma publicação a perguntar, directamente, se alguém conhece um pintor.

Não se esqueça, ainda, de indagar junto das lojas de construção e das lojas que vendem tintas.

Pesquisar imagens relacionadas