Marceneiros - Matosinhos: Encontre os melhores profissionais | homify

2 Marceneiros em Matosinhos

Área servida

Marceneiros em Matosinhos

Matosinhos pertence ao distrito do Porto e tem cerca de 175 mil habitantes num perímetro de 62,42 km2. É, sem dúvida, uma das cidades mais importantes da Região Norte. Acomoda um dos maiores portos do país – o porto de Leixões – que liga Portugal aos portos de todo o mundo e é uma cidade com uma actividade industrial forte. 

O mar, a marginal cheia de vida e a boa gastronomia matosinhense atrai muitos turistas. Matosinhos tem, aliás, o maior aglomerado europeu de restaurantes por metro quadrado, reunindo uma oferta gastronómica incomparável. Nos últimos anos, têm-se construído inúmeros prédios de luxo, ao longo da zona costeira. Esta urbanização nobre valorizou e deu uma nova cara à cidade, tornando-a mais moderna e cosmopolita. 

É, também, em Matosinhos que fica a Exponor – o maior recinto de feiras e congressos em Portugal – e dois dos maiores centros comerciais do país: o Mar Shopping e o Norte Shopping.

Se mora nesta cidade vibrante e em expansão e procura um marceneiro, então tome nota das informações que incluímos neste texto.

1. O que fazem os marceneiros?

Os marceneiros são profissionais que transformam a madeira em móveis, em peças decorativas ou em elementos estruturais para a casa como, por exemplo, rodapés, painéis de parede ou corrimões.

O trabalho de um marceneiro tem lugar numa oficina – a marcenaria – e era, em tempos, essencialmente artesanal. Porém, hoje em dia, os marceneiros já utilizam maquinaria e sistemas de controlo de produção e fabrico. A tecnologia veio dar força às valências destes profissionais que podem, actualmente, levar o seu trabalho mais além e criar produtos diversificados num período mais curto.

Os marceneiros imiscuem-se em projectos residenciais, mas podem, igualmente, envolver-se na produção de lojas e de espaços comerciais para os quais criam balcões, expositores, prateleiras, entre outras coisas. 

Para além da madeira, é conveniente os marceneiros saberem trabalhar com os materiais que possam vir a ser incorporados nas peças que confeccionam.

2. Que tipo de formação têm os marceneiros?

Os marceneiros, por norma, iniciam o percurso em oficinas enquanto aprendizes e ajudantes. Em profissões desta natureza, a prática é, incontestavelmente, mais importante do que qualquer aula teórica. Após adquirir as competências indispensáveis ao exercício da profissão, o marceneiro pode ficar a trabalhar na mesma oficina, estabelecer-se por conta própria ou integrar uma empresa de construção.

Não obstante, este profissional deve enriquecer o seu currículo através de um curso profissional, de pequenas formações e de workshops. O curso profissional não tem que ser, obrigatoriamente, de marcenaria. Pode ser uma boa opção tirar um curso de Design de Mobiliário e/ou de Restauro. Quanto mais qualificado for um marceneiro, mais probabilidades tem de se destacar no mercado de trabalho.

O cliente, antes de proceder à contratação de um marceneiro, deve indagar sobre as qualificações e a experiência do mesmo e, claro está, consultar o portefólio para ver as imagens de trabalhos por ele já executados.

3. O que distingue os marceneiros dos carpinteiros?

A linha que separa ambas as profissões é fina e a percepção que as pessoas delas têm é nebulosa. Não é surpreendente que assim seja, visto que são ofícios que se complementam e tocam em vários aspectos e que a marcenaria é uma ramificação da carpintaria.

De forma resumida, pode-se afirmar que um carpinteiro desenvolve um trabalho mais industrial e que o trabalho de um marceneiro apela a uma veia mais artística e criativa.

Os carpinteiros trabalham a madeira maciça e os marceneiros usam madeiras nobres e caras como o carvalho, o plátano ou a cerejeira. Recorrer a madeiras de alta qualidade é fundamental para garantir a qualidade dos móveis e das peças de decoração fabricadas.

O trabalho dos carpinteiros é levado a cabo no local da obra e o dos marceneiros tem lugar numa oficina.

Cabe mencionar que os marceneiros fabricam peças que são, posteriormente, instaladas pelos carpinteiros (portas, janelas, caixilharia, etc.). 

Por fim, mas não menos importante, os carpinteiros devem ter conhecimentos de matemática e de geometria e saber ler as plantas dos edifícios.

4. Que trabalhos posso pedir a um marceneiro?

Entre os trabalhos de marcenaria mais requisitados, destacaríamos os seguintes:

Restauro: na homify, há vários projectos de espaços modernos pontuados por peças de mobiliário antigas. O contraste proporcionado por estas peças é encantador. Siga a tendência e não se desfaça dos seus móveis antigos. Mande-os restaurar e dê-lhes uma segunda oportunidade e, quem sabe, um novo propósito.

Móveis: no que toca aos móveis, a oferta é abundante nas mais variadas lojas. No entanto, se tem em mente uma peça especial, pode fazer um esboço da mesma ou levar uma fotografia de uma peça semelhante, para o marceneiro ver e trazer à vida o seu pedido. Lembramos, ainda, que os marceneiros são os profissionais indicados para fabricar móveis à medida e embutidos.

Objectos de decoração: é, também, a um marceneiro que deve recorrer para o fabrico de peças de decoração ou ornamentais como molduras, caixas para jóias ou esculturas em madeira.

Talhas: entalhar é gravar ou esculpir adornos ou decorações na madeira. Uma cabeceira de cama lisa ou as pernas de uma mesa podem ser entalhadas e ganhar, assim, outro valor e impacto. Podem-se, igualmente, fazer placas de madeira em talha para decorar as paredes.

Elementos que compõem a casa: para a casa, os marceneiros podem fabricar portas, janelas, caixilhos, escadas, guarda-corpos, corrimões, treliças, frontões de lareiras, e assim por diante. Como explicámos anteriormente, os marceneiros produzem estes elementos que são, depois, instalados pelos carpinteiros.

5. O que considerar antes de contratar um marceneiro em Matosinhos?

Se procura um marceneiro em Matosinhos, considere as questões que se seguem:

Experiência e qualificações: quanto mais complexo for o trabalho que precisa, mais recomendável é a contratação de um marceneiro que tenha alguns anos de experiência e boas qualificações. Consulte portefólios e escolha um profissional que já tenha feito trabalhos dentro da área que precisa. Se, por exemplo, pretende restaurar uma peça, é oportuno privilegiar um marceneiro que tenha experiência em restauro. 

Orçamento: defina quanto pretende gastar e peça mais do que um orçamento para poder comparar diferentes propostas. Escolha aquela que lhe parecer mais justa e não, necessariamente, a mais barata. No orçamento, deve constar o tipo de serviço pedido, o preço e os prazos. 

Referências de antigos clientes: actualmente, os profissionais sabem o quão importante é terem página nas redes sociais. Nestas páginas, é provável que encontre o feedback deixado por antigos clientes. Se as referências forem boas, então pode avançar mais seguro para a contratação.

6. Onde encontrar um marceneiro em Matosinhos?

A homify é uma plataforma online, onde pode encontrar centenas de projectos na área da construção, da arquitectura, da decoração e do design. Todas as imagens que integram a nossa vasta galeria estão creditadas, pelo que é fácil chegar ao nome do profissional ou da empresa por elas responsáveis. Os profissionais inscritos na homify têm, cada um deles, a sua própria página dentro do nosso site, onde partilham os projectos e as informações de contacto.

Para além da homify, utilize a Internet para fazer a sua pesquisa. O Google e as redes sociais, como o Facebook e o Instagram, são profícuos para encontrar profissionais e pedir referências.

Não se esqueça de pedir recomendações a amigos, familiares e colegas e junto das lojas de construção e de bricolagem. É nestas superfícies comerciais que estes profissionais compram materiais e ferramentas, pelo que os funcionários que lá trabalham podem ter boas sugestões.

Pesquisar imagens relacionadas