Marceneiros - Coimbra: Encontre os profissionais ideais | homify

0 Marceneiros em Coimbra

A sua pesquisa não obteve resultados. Seja o primeiro a carregar fotos nesta categoria.

Marceneiros em Coimbra

Não estamos certos de que Coimbra tenha mais encanto na hora da despedida. A cidade, banhada pelo Mondego, faz-nos, na verdade, querer ficar. É, afinal de contas, uma das mais importantes cidades portuguesas. Para além das raízes históricas ricas, tem um posicionamento geográfico privilegiado – entre o Porto e Lisboa – e oferece serviços variados e distingue-se na área do ensino e das tecnologias ligadas à saúde.  

Os preços, em Coimbra, são muito mais aliciantes do que os praticados nos grandes centros urbanos. Nesta cidade, os valores atinentes ao arrendamento e à compra de casa ou terreno estão, ainda, dentro de uma média razoável, ao contrário do que acontece nos dois maiores centros urbanos.

Coimbra tem muitas atracções. Num passeio pela cidade, pode-se ir conhecer a universidade, com o belo Portal da Capela de S. Miguel no Paço das Escolas, a Sé Velha, o Mosteiro de Santa Cruz, o Portugal dos Pequeninos e, claro está, a idílica Quinta das Lágrimas.

Se tem o privilégio de morar em Coimbra e procura um marceneiro para valorizar, ainda mais, a sua casa, então tome nota das informações que incluímos neste texto.

1. O que fazem os marceneiros?

O marceneiro é o profissional responsável pela construção de peças em madeira como, por exemplo, móveis, portas, janelas, frontões de lareiras, guarda-corpos, treliças, corrimões, entre outras. Antigamente, o trabalho de um marceneiro era todo feito à mão, mas, com o passar do tempo, tornou-se importante a utilização de tecnologia. A maquinaria e os programas de computador vieram ajudar a diversificar e a melhorar os produtos confeccionados e a produzir em maior quantidade. Estes profissionais, para além de fabricarem objectos, peças de decoração e elementos estruturais para casas, podem, também, participar na produção de lojas e de espaços comerciais para os quais criam prateleiras, expositores, gôndolas ou balcões.

No que toca à formação, os marceneiros começam a aprendizagem em oficinas, podendo, mais tarde, ficar a trabalhar nessas mesmas oficinas, estabelecer-se por conta própria ou trabalhar para uma empresa de construção civil. Em simultâneo, podem e devem valorizar o seu currículo através de cursos ligados à área, como o de Conservação e Restauro de Mobiliário ou o de Design de Mobiliário. Quanto mais qualificado for um marceneiro, mais se destacará entre os seus pares. 

2. O que distingue os marceneiros dos carpinteiros?

O marceneiro trabalha a madeira de forma mais leve, precisa e ornamental do que o carpinteiro. Ao contrário do carpinteiro, que utiliza madeira em bruto, o marceneiro faz uso de madeiras nobres. Como acima mencionámos, os marceneiros são muito requisitados para o fabrico de elementos para casa. Ora, estes elementos são produzidos pelos marceneiros, mas, posteriormente, instalados pelos carpinteiros no local da obra. O trabalho do carpinteiro é mais industrial e pesado, o que exige, ao profissional, força física. No entanto, este deve também possuir noções numéricas e científicas para fazer cálculos, tirar medidas e saber ler as representações gráficas dos edifícios que vai intervencionar.

3. Como escolher a madeira certa para o fabrico de um móvel ou de qualquer outra peça?

Um marceneiro, pela experiência e conhecimento que detém, pode, obviamente, ajudá-lo a escolher a madeira certa para o fabrico de um móvel ou de outra peça. Quase todos nós conhecemos os nomes das madeiras mais famosas, mas, porventura, não as sabemos reconhecer, tampouco que características elas possuem.

Se pretende mandar fazer uma peça de mobiliário, um dos pontos de partida para a escolha da madeira passa por considerar os móveis que já tem, as cores dos mesmos e os tipos de madeira de que são feitos. A madeira do novo móvel não tem, necessariamente, que ser a mesma, mas é oportuno que se harmonize com a madeira dos seus móveis, de modo a não destoar no conjunto. Por outro lado, se idealizou uma peça que crie um contraste ou que seja pintada, terá mais liberdade de escolha.

É, acima de tudo, importante escolher uma madeira com qualidade para não comprometer a durabilidade do móvel.

As madeiras que se seguem são algumas das melhores e das mais populares:

Carvalho: trata-se de uma madeira resistente, densa e bonita. Pode ser encontrada em castanho muito claro ou num tom avermelhado, sendo este último um pouco mais pesado. É utilizada amiúde na construção civil, no fabrico de móveis e em objectos de uso diário como tábuas de cozinha.

Cedro: o cedro é uma madeira extremamente elegante. É durável e fácil de manter. Utiliza-se, com frequência, em pavimentos, obras de entalhe, móveis, portas, esquadrias, entre outras coisas. Em boa verdade, é muito versátil no que ao uso diz respeito. Tem um envolvente tom castanho avermelhado.

Nogueira: refinada e dispendiosa, a nogueira é uma excelente escolha para o fabrico de um móvel. Caracteriza-se pelo tom chocolate ou avermelhado rico e pela superfície na qual sobressaem os anéis de crescimento da árvore. É uma madeira mais difícil de trabalhar – por não ser tão leve – o que pode levar a que o marceneiro cobre mais.

Mogno: o mogno é, tal como a nogueira, uma madeira cara. Aliás, os móveis de mogno estão entre os mais caros do mundo. A cor pode ir do castanho, numa intensidade média, ao castanho avermelhado. Na escala de dureza Janka, está classificada como um 6, num intervalo de 1 a 10. Trabalhá-la com ferramentas e máquinas não é, por isso, muito difícil. Além do mais, é uma madeira flexível. 

Cerejeira: tem uma tonalidade profunda, em vermelho escuro, e um grão perceptível. É densa e resistente, pelo que raramente se risca ou amolga.

Agora que conhece melhor as características de algumas madeiras, pode fazer uma escolha mais informada. Esteja, no entanto, aberto aos conselhos do marceneiro.

4. Porquê contratar um marceneiro em Coimbra?

Criatividade: estes profissionais têm uma veia artística apurada. Quando se pretende mandar fazer uma peça em madeira que tenha um verdadeiro impacto na decoração, é a um marceneiro que o trabalho deve ser confiado.

Qualidade: à criatividade está aliada a qualidade. Não menosprezando as peças que se vendem, de forma massificada, em grandes superfícies comerciais, uma peça feita exclusivamente para si, por um profissional atento ao detalhe, terá outra qualidade.

Experiência: um marceneiro, com alguns anos de experiência e boas qualificações, pode aconselhá-lo, como já referido, em relação à escolha da madeira. Além do mais, trabalhará rápido e eficazmente e saberá quais são as melhores soluções para quaisquer imprevistos que possam surgir.

Custo: pedir a alguém inexperiente para lhe fabricar um móvel ou levar a cabo um projecto DIY, pode sair-lhe ainda mais caro se a peça ficar mal feita. Confie a tarefa a quem sabe e a quem já tem as ferramentas e a maquinaria. Lembre-se, além do mais, que o marceneiro pode ajudá-lo a escolher a melhor madeira, dentro do orçamento de que dispõe. 

5. O que considerar antes de contratar um marceneiro em Coimbra?

Orçamento: peça, no mínimo, três orçamentos. Se optar pela primeira proposta que receber, arrisca-se a gastar mais dinheiro, desnecessariamente. Isto não significa que deva optar pelo marceneiro que lhe propuser o preço mais baixo. Analise, cuidadosamente, todos os orçamentos para perceber o que é que abrange a proposta que cada profissional lhe apresentou. Um marceneiro pode cobrar um pouco mais, mas oferecer um serviço mais abrangente, por exemplo.

Referências: procure o feedback deixado por antigos clientes. Se a oficina de marcenaria tiver página nas redes sociais ou em plataformas como o Google My Business, encontrará, facilmente, uma secção dedicada apenas à avaliação por parte das pessoas que já recorreram ao serviço.

Portefólio: não deve contratar um marceneiro sem, primeiro, consultar o portefólio e/ou ver, ao vivo, os móveis e todas as outras peças que o profissional já produziu.   

6. Como encontrar um marceneiro em Coimbra?

Procura um marceneiro em Coimbra? Chegou ao sítio certo. Pode iniciar a sua pesquisa na homify! Através da nossa plataforma, pretendemos mostrar-lhe o que de melhor se faz em Portugal e no mundo, em termos de decoração, de design de interiores, de arquitectura e de construção. Propomo-nos, além disso, a estabelecer uma ponte entre os leitores e os profissionais inscritos no nosso site. Todas as imagens estão devidamente creditadas, pelo que é muito fácil saber que empresa é responsável por cada projecto. Lembramos que todas as empresas ou profissionais têm as suas próprias páginas dentro da homify. Nestas páginas, que são actualizadas com regularidade, partilham os projectos já levados a cabo e as informações de contacto.

A sua procura não tem que se limitar à homify. A Internet é uma ferramenta poderosa. Se inserir as palavras-chave marceneiros + Coimbra ou marcenaria + Coimbra no campo de pesquisa do Google ou do Facebook, depressa chegará a vários resultados. Os que aparecem em primeiro lugar são, por norma, os mais populares. No LinkedIn, é provável que também encontre o que procura. O LinkedIn é uma rede social profissional e de negócios, onde pessoas de milhares de áreas estão registadas. A rede é muito fácil de usar. Pode registar-se gratuitamente e começar a navegar!

É, ainda, oportuno indagar junto das lojas de construção e de bricolagem, onde estes profissionais compram muitas das suas ferramentas e materiais. Não se esqueça, igualmente, de perguntar aos seus amigos, familiares e colegas de trabalho. Mesmo que nunca tenham precisado deste serviço, é provável que conheçam alguém que o preste. 

Pesquisar imagens relacionadas