Marceneiros - Almada: Encontre os melhores profissionais | homify

3 Marceneiros em Almada

Área servida

Marcenarias que ajudam a preservar o seu património em Almada

Almada encontra-se na margem direita do Rio Tejo e desfruta de uma vista soberba para Lisboa, como se pode constatar nos miradouros da Boca do Vento, no Cristo-Rei e no Castelo.

Curiosamente, a proximidade com o Rio Tejo constituiu um fator decisivo para a fixação de novos habitantes, desde os tempos mais remotos, da pré-história.

Apesar desta cidade auferir um grande desenvolvimento agrícola, militar e piscatório, há ainda espaço para outras áreas profissionais. Por exemplo, as áreas da construção civil e arquitetura têm sido fundamentais para a preservação e desenvolvimento da cidade. Há muitos lugares aprazíveis que requerem grandes cuidados arquitetónicos, que passam pela arte da carpintaria e da marcenaria. Por exemplo, a Casa da Cerca e o seu Centro de Arte Contemporânea, o histórico Solar dos Zagalos ou, ainda, o Castelo de Almada. Mas a casa de cada Almadense também promove o património urbanístico, por isso, cabe a cada um responsabilizar-se por ele. Promover o património urbanístico é importante, não só pelos 8 milhões de visitantes que visitam anualmente Almada, mas também por si. 

Assim, convidamo-lo a conhecer mais sobre uma das profissões que está contemplada na página da homify: os marceneiros.

Em que consiste o trabalho de um marceneiro?

A marcenaria surge naturalmente da carpintaria, sendo que ambas trabalham com madeira. No entanto, o trabalho dos marceneiros prende-se, particularmente, com a criação ou restauro de peças de mobiliário. Além disso, trabalha mais com madeiras nobres, tal como a cerejeira, o carvalho, o pinho, o castanheiro, o plátano, a oliveira entre outros.

Podemos dizer que é um profissional muito ligado ao artesanato, por ser bastante manual e criativo.

Se tiver uma peça de mobiliário para criar sob medida, nomeadamente para um espaço mais peculiar da sua casa, como no vão das escadas, num espaço com teto inclinado ou, simplesmente, se precisar que a peça de mobiliário preencha toda a parede, o marceneiro será, certamente, o profissional com o perfil adequado. 

Que formações deve ter um marceneiro?

Não fique admirado se vir que os marceneiros que está a pensar contratar, possuem diferentes tipos de formação. De facto, um marceneiro pode exercer a profissão de diversas maneiras.

Nalguns casos, os profissionais iniciam o seu percurso numa oficina, como ajudante e aprendiz. É possível que o marceneiro fique empregado na oficina onde começou, por já ter adquirido as competências essenciais. Em certos casos, são jovens estudantes que estão a estagiar e a complementar um curso profissional.

O marceneiro profissional pode iniciar a sua carreira através de ações de formação específicas ou em workshops, que enriquecem o seu curriculum vitae e que o especializam em certas áreas, como por exemplo, no restauro de móveis.

O IEFP – Instituto Emprego e Formação Profissional, o Instituto de Artes e Ofício, entre outros institutos reconhecidos, têm cursos de formação na área da marcenaria e da carpintaria.  

Além das formações, é importante perceber o percurso desenvolvido pelo especialista. O seu conhecimento, a sua experiência e a sua qualificação são fundamentais para um trabalho criativo e bem-sucedido. 

Que cuidados devo ter antes de contratar um marceneiro?

Antes de contratar um marceneiro deve ter cuidado com alguns aspetos, como:

  • obter algumas referências acerca do profissional que pensa contratar. Existem fóruns online, onde antigos clientes partilham a sua experiência. A página do Facebook do profissional, também poderá ter alguma informação nesse sentido;
  • Verifique se o marceneiro apresenta uma carteira profissional;
  • Peça para ver alguns projetos já realizados, através de fotografias, por exemplo.

Como contratar um marceneiro perto da minha casa, em Almada?

Dê um toque pessoal à sua casa e tenha o móvel com que sempre sonhou. Contrate um marceneiro experiente e avaliado, através da homify – se quiser entrar em contacto com os marceneiros através da nossa plataforma, poderá obter um orçamento gratuito. Quanto mais pedidos fizer (no mínimo 3), mais escolha terá para encontrar o profissional que mais se adapta às suas ideias. Aproveite toda a experiência e capacidades do seu marceneiro e encontre a solução perfeita para a sua casa!

Se quiser tirar ideias e inspirações de móveis para criar à medida ou restaurar, pode recorrer à nossa revista, pois temos vários artigos dedicados a esta arte!

Existem outros meios para encontrar um marceneiro?

Embora a homify seja a plataforma mais fácil e o meio mais seguro para obter informações acerca de profissionais, uma vez que tem acesso a trabalhos e experiências de outros clientes, pode sempre enriquecer a sua pesquisa noutros lugares. 

Por exemplo:

Use as redes sociais para fazer um apelo. Se tiver conta no Facebook, Instagram Snapchat ou Twitter, pode usá-las para este propósito. Afinal, são elaboradas para isso mesmo. Assim, pode perguntar a todos os seus amigos, familiares e colegas de trabalho, de uma só vez e sem grandes complicações. De certeza que já viu alguém à sua volta usar esta estratégia, não foi? Hoje, é a sua vez!

A Câmara Municipal de Almada, uma loja de bricolage da zona ou a Administração dos seus Condomínios terá, provavelmente, um contacto de um marceneiro para partilhar consigo. Pergunte sem constrangimentos. Como diz o ditado, quem tem boca, vai a Roma!

O que deve contemplar o contrato com o marceneiro?

É verdade que devemos celebrar um contrato para tudo ou quase tudo na nossa vida. Porquê? Porque é um meio que protege ambas as partes (profissional e cliente). Além disso, permite pensar, atempadamente, em mal-entendidos e prever situações debilitantes para ambos os intervenientes, durante e após o processo. Vamos analisar alguns critérios que devem figurar no contrato:

Fatura detalhada – não se deixe levar por um valor generalista ou preços aproximados. Deve saber, à partida, com o que contar. Imagine que o orçamento que escolhe era o mais baixo de todos, mas no final do trabalho, é surpreendido com um preço muito mais inflacionado. Por isso, é importante pedir preços discriminados e um valor pré-determinado. Claro que, podem existir ajustes posteriores, mas estes deverão ser justificados e partilhados consigo, antes de ocorrer o quer que seja;

Prazos – é importante, no contrato, ficarem claros os prazos de início e de entrega do trabalho. Poderão acontecer atrasos e, por isso, é preciso alguma flexibilidade. Mas a boa comunicação entre o profissional e o cliente ajudam, nesse sentido;

Materiais – que material irá ser usado – puxadores, tipos de madeira, rodas, acabamento, etc. O marceneiro deve partilhar consigo os materiais e acabamentos que pretende, de forma a definir a peça que irá ser criada;

Estilo – há muitos estilos, desde o moderno ao mais clássico. E quando falamos numa peça de madeira, a definição do estilo é fundamental, porque é ele que irá criar todo o design. Linhas mais simples e depuradas definem mais um estilo moderno, enquanto que frisos e linhas rebuscadas enquadram-se mais num estilo clássico;

Garantias – o contrato de trabalho deve incluir determinadas garantias. Escolha um marceneiro que lhe dê garantias, depois do trabalho ser entregue. Determine, também, o cumprimento da legislação vigente, quanto à segurança e higiene no trabalho. O profissional deve usar proteção, como botas de segurança, luvas, óculos, etc. Todas estas questões são importantes, porque assim não terá que se responsabilizar por problemas ou acidentes de trabalho.  

Que outros profissionais podem ser úteis para a minha casa de Almada?

Já que está a preencher a sua agenda de contactos, possivelmente, precisará, nos próximos tempos, de um eletricista, pintor ou jardineiro, em Almada. Bem sabemos que uma casa dá sempre muito trabalho e muita despesa. Mas o importante é vivermos bem e em boas condições.

Como sabe, pode encontrar todos estes e outros profissionais, na plataforma da homify. Consulte-os.