Ladrilhadores - Vila Nova De Gaia: Encontre os melhores profissionais | homify

0 Ladrilhadores em Vila Nova de Gaia

Área servida
A sua pesquisa não obteve resultados. Seja o primeiro a carregar fotos nesta categoria.

Ladrilhadores em Vila Nova de Gaia

Vila Nova de Gaia insere-se na Área Metropolitana do Porto e é uma das cidades mais importantes da Região Norte. Situada na margem sul da foz do rio Douro, é especialmente conhecida pelas famosas caves do vinho do Porto que preenchem a paisagem e atraem milhares de turistas. 

Nos últimos anos, a zona ribeirinha da cidade foi modernizada, tendo-se tornado num agradável local para corridas, passeios a pé ou de bicicleta ou para se usufruir de uma deliciosa refeição num dos muitos restaurantes com vista para o rio. Nesta zona, foram, ainda, construídos alguns prédios de luxo.

O concelho é conhecido pela costa que se estende ao longo de 17 quilómetros e por ter o maior número de praias distinguidas com o prémio Bandeira Azul atribuído pela Fundação para a Educação Ambiental. Em anos recentes, foi construído, nesta área, um passadiço que liga Espinho à praia dos Lavradores.

É Vila Nova de Gaia que acolhe, a Norte, os estúdios da RTP. O município esteve, além do mais, na origem de inúmeras empresas de referência nacional em diferentes sectores. É, também, nesta cidade que se encontra o Hospital da Arrábida, um dos primeiros hospitais privados do país.

Se procura um ladrilhador em Vila Nova de Gaia para valorizar os interiores da sua casa – ou de qualquer outro espaço – então tome nota das informações que incluímos neste artigo.

1. O que fazem os ladrilhadores?

Os ladrilhadores são, como o nome sugere, os profissionais responsáveis por assentar ladrilhos e, também, azulejos. Estes dois materiais divergem, sobretudo, no formato. Os ladrilhos são peças pequenas e os azulejos são peças de cerâmica maiores, por norma quadradas – embora existam noutros formatos – e com uma face vidrada. Por esta razão, os ladrilhadores são, igualmente, denominados como assentadores ou colocadores de azulejos.

Os ladrilhos e os azulejos, para além de protegerem as superfícies, também as decoram, sendo que, hoje em dia, a escolha é ampla e variada. Quase todas as casas – e edifícios comerciais e públicos – têm paredes e/ou pisos nos quais estes materiais são aplicados, pelo que esta profissão, apesar de pouco falada, não deve ser menosprezada. Na verdade, os ladrilhadores têm conhecimentos muito extensivos. Sabem, por exemplo, ler e interpretar as representações gráficas dos espaços que vão intervencionar, tirar adequadamente as medidas, fazer os cálculos de forma a encomendar os produtos nas quantidades correctas, para além de conhecerem bem as características dos materiais que utilizam. Referimo-nos não só aos ladrilhos e aos azulejos como também às argamassas e aos selantes.

Os ladrilhadores distinguem-se dos assentadores de revestimentos pela especificidade do trabalho que desenvolvem. Os assentadores de revestimentos trabalham com soalhos de madeira, alcatifas, vinílicos, laminados, e assim por diante. Os ladrilhadores, pelo contrário, debruçam-se apenas sobre a aplicação de ladrilhos e de azulejos.

Como o ladrilhador trabalha amiúde em casas de banho e em cozinhas, é conveniente ter algumas noções de base no que diz respeito às áreas com as quais o seu trabalho interfere como, por exemplo, a electricidade e a canalização. Deve, no mais, actualizar-se no que toca às tecnologias e às tendências.

2. Quando se deve contratar um ladrilhador em Vila Nova de Gaia?

Para aplicar azulejos e ladrilhos: esta é, naturalmente, a principal função de um ladrilhador. Para colocar os azulejos e os ladrilhos, os ladrilhadores devem, antes de mais, interpretar as plantas dos espaços – que podem ser concebidas por arquitectos ou por designers de interiores – e medir as superfícies que vão receber estes materiais. Depois, estão em condições de calcular as quantidades e de comprar a argamassa própria para o tipo de material que vai ser utilizado. Note-se que há argamassas de tipos distintos – AC-I, AC-II, AC-III e AC-IIIE – e que a escolha da argamassa errada pode gerar, mais tarde, alguns problemas, como a não adesão das peças ou a deslocação das mesmas. Os ladrilhos e os azulejos devem ser colocados sobre superfícies limpas, niveladas e sem defeitos estruturais (humidade, fissuras, entre outras). Para assentar as peças sobre a argamassa, estes especialistas recorrem a espaçadores e preenchem os espaços vazios com a argamassa de acabamento (o rejunte). No fim, aplicam um selante.

Para manter e reparar superfícies: embora não pareça, os ladrilhos e os azulejos são materiais deveras resistentes. No entanto, não estão imunes ao surgimento de alguns problemas: podem manchar, rachar, partir, deslocar-se ou ganhar manchas de mofo inestéticas nas juntas por estas não terem sido devidamente impermeabilizadas. Para resolver a situação, é oportuno contratar um ladrilhador. No caso de se ter que substituir um ou mais azulejos, é preferível contratar alguém que o faça sem que, no final, a parede ou o piso fiquem com um aspecto remendado.

Restaurar azulejos antigos: o restauro e a conservação de azulejos é uma área de nicho, pelo que nem todos os ladrilhadores têm competências para levar a cabo este trabalho. Porém, Portugal é rico em azulejaria e os azulejos antigos e com valor devem ser conservados. Se a sua casa tiver azulejos que queira preservar, mas que precisem de ser restaurados, então procure um ladrilhador que esteja ao corrente das técnicas de intervenção ajustadas para o efeito e que já conte com alguns anos de experiência na área.

3. Como escolher azulejos e ladrilhos?

Actualmente, e como acima mencionámos, a oferta, em termos de revestimentos, é vasta. A evolução tecnológica em muito contribui para que tal aconteça.

Os ladrilhadores, bem como os arquitectos e os designers de interiores, podem ajudá-lo a tomar as melhores decisões para os espaços que pretende revestir com estes materiais. No entanto, enquanto cliente, é importante ter algumas ideias que orientem esta escolha.

Considere as seguintes questões:

Resistência: a resistência e a funcionalidade devem ser privilegiadas. Os azulejos e os ladrilhos são quase sempre usados em divisões que estão sujeitas a um grande desgaste e que concentram altos níveis de humidade. Por esta razão, é preferível investir em materiais resistentes. É um investimento que compensa a médio e a longo-prazo. Para uma escolha segura, esteja aberto ao aconselhamento do ladrilhador.

Estética: a estética não pode, obviamente, ser descurada. Na galeria da homify, há centenas de espaços com paredes e pisos revestidos por azulejos e ladrilhos. Pode inspirar-se nessas imagens, mas lembre-se sempre que nem tudo o que vemos e de que gostamos fica bem em nossa casa. Opte por materiais que se harmonizem com o estilo do espaço ou da casa onde vão ser aplicados. 

Tamanho: o tamanho e o formato das peças são pontos incontornáveis. As superfícies de espaços pequenos devem ser revestidas com peças pequenas e vice-versa. Revestir o piso ou as paredes de uma cozinha pequena com peças grandes porá em evidência a exiguidade da divisão. A excepção pode ir para uma placa de cerâmica única e de grande escala.

Leia mais sobre o assunto: Placas cerâmicas em grandes formatos (Lisboa)

Cor: nos últimos anos, os tons neutros foram os mais populares. São versáteis, têm o poder de alterar a percepção espacial e de gerar ambientes luminosos. Não obstante, têm vindo a partilhar, recentemente, a popularidade com cores mais expressivas e saturadas que produzem atmosferas luxuosas, arrojadas e acolhedoras. Há a ideia de que os espaços pequenos têm, necessariamente, que incorporar cores claras. Todavia, há outros factores que influem a escolha da cor como, por exemplo, a iluminação natural e artificial. As casas de banho, por serem mais pequenas e não terem tanto uso como uma sala de estar ou um quarto, são boas divisões para se pensar fora da caixa e experimentar cores mais vibrantes. Contudo, se não se quiser comprometer, pode escolher azulejos coloridos apenas para uma superfície, de forma a criar um contraste. Os designers de interiores e os arquitectos podem dar-lhe uma ajuda valiosa neste sentido.

Juntas: parece um preciosismo, mas, na verdade, a cor das juntas pode fazer toda a diferença. Quando se pretende pôr em destaque as linhas que separam os azulejos, as juntas devem ser escuras. Pelo contrário, para uma composição mais discreta, favoreça uma cor que seja igual à dos azulejos.

Textura: se não é adepto de cores garridas ou de padrões, pode optar por azulejos texturados ou até tridimensionais. É uma forma interessante de elevar um espaço sem ter que recorrer a padrões ou a cores demasiado vivas.

Acabamentos: os ladrilhos e os azulejos podem ter um acabamento mate, polido ou ser fabricados a partir de pedras naturais. Para áreas da casa onde se querem materiais fáceis de limpar, os acabamentos polidos são a melhor escolha. Se os azulejos e os ladrilhos forem aplicados com fins meramente decorativos numa parede que não está muito exposta a sujidade, pode-se optar por um acabamento mate ou por pedra natural.

Tendências: não é aconselhável deixarmo-nos inebriar pelas tendências, mas elas podem, sem dúvida, ser uma boa forma de actualizar a estética de um espaço. Na homify, estamos atentos e damos-lhe sempre conta das tendências mais fortes para cada ano, não só em termos de decoração, como de cores e de design. Esteja atento aos nossos artigos.

4. Quanto custa contratar um ladrilhador em Vila Nova de Gaia?

Os materiais utilizados, as especificidades da obra, o prestígio dos profissionais, a dimensão dos espaços e o estado de conservação dos mesmos são factores que têm impacto no custo final. Logo, os preços que se seguem são, apenas, aproximados:

A colocação de ladrilhos e de azulejos sobre pladur rondará os 22€/m2. Por outro lado, se a aplicação for feita sobre uma superfície em alvenaria, o valor ascenderá aos 30€/m2.

5. O que considerar antes de contratar um ladrilhador em Vila Nova de Gaia?

Antes de contratar um ladrilhador, pondere os pontos seguintes:

Qualificações e experiência: à partida, quanto mais qualificado e experiente for o ladrilhador, melhor, sobretudo se se tratar de um projecto complexo ou de um espaço amplo. Para avaliar a qualidade dos projectos já levados a cabo por ladrilhadores em Vila Nova de Gaia, analise, cuidadosamente, vários portefólios. 

Orçamento: no que toca ao orçamento, temos dois conselhos para si: primeiro, defina quanto pretende gastar. Os ladrilhadores deverão saber de que meios os clientes dispõem antes de iniciarem a obra. Em segundo lugar, peça sempre mais do que um orçamento. Só assim terá uma ideia em relação aos preços praticados. 

Referências: a presença on-line conta e os profissionais sabem-no. Nos tempos que correm, é caso para desconfiar se não encontrarmos qualquer referência ao profissional on-line. Privilegie um ladrilhador que tenha página de Facebook, Instagram ou site e procure, nestas plataformas, as opiniões deixadas por antigos clientes.

Garantias e seguros: tente saber se o serviço prestado inclui algum tipo de garantia. Se incluir, esta deve estar prevista no contrato. Para além da garantia, certifique-se de que todos os profissionais envolvidos na obra estão cobertos por um seguro de acidentes de trabalho. 

6. Como encontrar um ladrilhador em Vila Nova de Gaia?

Encontrar um ladrilhador em Vila Nova de Gaia não será tarefa difícil. Trata-se de uma cidade bastante desenvolvida que tem, ainda para mais, uma panóplia de outras cidades na vizinhança como o Porto, a Maia e Matosinhos.

A sua procura pode começar aqui pela homify. Na nossa plataforma, damos-lhe a conhecer milhares de projectos portugueses – e não só – nas áreas da construção, do design de interiores, da arquitectura e da decoração. As imagens que integram a galeria da homify estão todas creditadas e os profissionais inscritos têm a sua própria página no nosso site. Nestas páginas, encontra os projectos por eles concretizados, assim como as informações de contacto.

Nas lojas de cerâmica – e nas lojas que vendem materiais e ferramentas usadas pelos ladrilhadores – também pode pedir uma indicação. Por vezes, estas lojas prestam este serviço, mas, por norma, as pessoas que a ele recorrem têm que se restringir às marcas que estas superfícies comercializam.

Não se esqueça de fazer uma pesquisa no Google e nas redes sociais através das palavras-chave ladrilhadores em Vila Nova de Gaia ou colocadores/assentadores de azulejos/ladrilhos em Vila Nova de Gaia. No Facebook, Twitter ou Instagram, pode fazer uma publicação, no seu perfil, a pedir uma recomendação.