Ladrilhadores - Coimbra: Encontre os melhores profissionais | homify

0 Ladrilhadores em Coimbra

Área servida
A sua pesquisa não obteve resultados. Seja o primeiro a carregar fotos nesta categoria.

Ladrilhadores em Coimbra

Coimbra é uma das mais importantes cidades portuguesas e a mais proeminente da Região Centro. A cidade, atravessada pelo Mondego, é conhecida por acolher a mais antiga universidade portuguesa que está entre as melhores instituições na Europa. Para além disso, conta com o prestígio dos hospitais da universidade. A saúde e a educação são dois pilares fundamentais e Coimbra pode orgulhar-se de oferecer excelentes serviços nas duas frentes.

O custo de vida, em Coimbra, é – ainda – muito sedutor, por oposição ao que é praticado nos grandes centros urbanos, designadamente em Lisboa e no Porto. No mais, oferece uma rede de transportes que alcança toda a cidade e acomoda uma panóplia de espaços verdes que garantem a qualidade de vida e o bem-estar da população.  

  O património físico e cultural é inquestionável. Escrever sobre Coimbra faz-nos pensar, de imediato, na bela Quinta das Lágrimas, no Portugal dos Pequeninos, nos edifícios que constituem a universidade e na Mata do Choupal eternizada por poetas como Vitorino Nemésio, Eugénio de Castro e Natália Correia.

Se tem o privilégio de morar em Coimbra e procura um ladrilhador, não o faça sem, primeiro, considerar as informações que reunimos neste texto.

1. O que fazem os ladrilhadores?

Os ladrilhadores são os profissionais que revestem superfícies com ladrilhos e azulejos. Estes especialistas intervêm em espaços interiores e exteriores. Os azulejos e os ladrilhos são utilizados amiúde em cozinhas e em casas de banho, mas são também uma escolha popular para terraços, piscinas e áreas de serviço como garagens e lavandarias.

Para além de ter que conhecer os materiais com os quais trabalha, o ladrilhador deve possuir noções numéricas que são essenciais para tirar correctamente as medidas, calcular a quantidade de material e ler e interpretar as representações gráficas dos espaços que são executadas por arquitectos, designers de interiores e construtores. Os ladrilhadores devem, igualmente, estar a par das tendências para interiores de modo a poderem orientar os clientes no que concerne à escolha dos materiais, das cores, das texturas e dos padrões.

Estes profissionais estão, no mais, aptos a reparar azulejos e ladrilhos. Há ladrilhadores que integram empresas de construção civil e os que optam por trabalhar autonomamente.

2. Os ladrilhadores assentam apenas ladrilhos? O que distingue os ladrilhadores dos assentadores de revestimentos?

Não. Embora, no dicionário, o ladrilhador venha definido como aquele que assenta ladrilhos, trata-se de um profissional que, com o tempo, teve que se adaptar às circunstâncias e às necessidades do mercado, desenvolvendo, hoje em dia, uma actividade com maior alcance. Para além de ladrilhos, trabalha com azulejos e pastilha fabricados a partir de todo o tipo de materiais (cerâmica, vidro, porcelana e pedras naturais como o mármore). Pode, também, especializar-se numa área mais de nicho como o restauro e a conservação de azulejos antigos.

Os ladrilhadores distinguem-se dos assentadores de revestimentos pela especificidade do trabalho que levam a cabo. Os assentadores de revestimentos instalam uma miríade de revestimentos como, por exemplo, alcatifas, vinílicos, laminados, soalhos de madeira, entre outros. Se pretender apenas que sejam aplicados ladrilhos e azulejos numa ou mais divisões da sua casa, então é mais preferível contratar um ladrilhador.

3. Que etapas percorre o trabalho de um ladrilhador?

  • Em primeiro lugar, o ladrilhador dirige-se ao local da obra. Nesta primeira visita, estes profissionais tiram as medidas e discutem os materiais a utilizar. Se for o caso, fazem a leitura das plantas delineadas pelos arquitectos ou pelos designers de interiores.
  • Antes de colocarem os revestimentos, os ladrilhadores devem assegurar-se de que as superfícies não apresentam quaisquer problemas estruturais e que estão limpas e niveladas. Se não for o caso, estes problemas devem ser resolvidos a priori. Se houver, por exemplo, danos provocados por humidade, pode ser preciso recorrer ao serviço de um canalizador.
  • Depois de os materiais chegarem, aplica-se a argamassa e assentam-se as peças sobre elas. Para se assegurarem que os ladrilhos e os azulejos são colocados e espaçados consistentemente, os ladrilhadores usam ferramentas como espaçadores (um objecto em forma de cruz que garante espaços iguais entre as peças) e niveladores a laser.
  • É muito provável que os ladrilhadores tenham que cortar as peças de forma a adaptá-las às especificidades e ao perímetro dos espaços, assim como aos objectos nele existentes. Numa casa de banho, por exemplo, as peças assentadas em torno de um vaso sanitário devem ser cortadas de forma a encaixar na base do mesmo.
  • Após a colocação dos ladrilhos e dos azulejos, aplica-se, com a ajuda de uma espátula, a argamassa que forma as juntas. Quando a argamassa seca, devem-se retirar os excessos das superfícies com uma esponja húmida.
  • Por fim, as juntas são seladas para prevenir o aparecimento de mofo. O selante deve ser reforçado cerca de três vezes por ano.

Vale realçar que os ladrilhadores também têm as ferramentas e o equipamento de segurança necessários para remover revestimentos pré-existentes.

4. Como se pode preparar antes de receber um ladrilhador em Coimbra?

Quando se faz uma obra, é conveniente haver um trabalho de preparação. Se o cliente não habitar o espaço no qual a obra vai ter lugar, então não há muitas razões para se preocupar. Contudo, se mora numa casa cuja cozinha ou única casa de banho vai ser remodelada, deve organizar, atempadamente, os dias. Os ladrilhadores não costumam demorar muito tempo a concluir os projectos, mas se demorarem mais do que o esperado, pode ter que se dormir noutro sítio durante alguns dias ou fazer as refeições fora se a divisão intervencionada for a cozinha.

5. Porquê optar por ladrilhos e azulejos?

Não é por acaso que os ladrilhos e os azulejos são usados nas áreas da casa que estão sujeitas a um grande desgaste e que concentram altos níveis de humidade.

Conheça as vantagens inerentes a estes materiais:

Durabilidade: não é exagero afirmar que, quando bem instalados e mantidos, os azulejos podem durar centenas de anos. Há, aliás, várias provas disso, designadamente em monumentos. Os azulejos e os ladrilhos têm alta performance, sendo resistentes ao impacto, à força, ao fogo, à água e a químicos.

Resistência à água: as placas cerâmicas são categorizadas em função do grau de absorção de água. Quanto menor a absorção, maior a resistência.

A classificação pode ser feita da seguinte forma:

  • Porcelanato: baixa absorção / resistência mecânica alta
  • Grés: baixa absorção / resistência mecânica alta
  • Semi-grés: baixa absorção / resistência mecânica média
  • Semi-porosos: alta absorção / resistência mecânica baixa
  • Porosos: alta absorção / resistência mecânica baixa

Fácil manutenção: por norma, basta passar um pano seco ou húmido para se removerem manchas da superfície dos azulejos e dos ladrilhos. Se as manchas forem mais difíceis, pode-se usar um produto de limpeza próprio ou vinagre, uma opção ecológica e inócua para o ambiente. Quando o ladrilhador instalar o revestimento, aproveite para perguntar quais são os melhores produtos para fazer a limpeza.

Benéfico para a saúde: parece uma qualidade algo inusitada, mas os revestimentos cerâmicos, por terem uma superfície sólida e dura, quase não atraem, tampouco retêm, alérgenos e sujidade.

Preço: a oferta é, actualmente, muito variada, pelo que não será difícil encontrar materiais que se enquadrem no seu orçamento. Os preços baixos destes materiais têm levado a que muitas pessoas escolham cerâmica a imitar o aspecto da madeira ou de pedra natural em vez de optarem pelos materiais reais.

5. Algumas sugestões para escolher revestimentos cerâmicos para a parede e para o piso

Paredes:

Quanto à impermeabilidade: favoreça materiais de baixa ou média absorção para áreas que estão diariamente expostas a uma grande quantidade de água.

Quanto à resistência mecânica: os revestimentos com absorção de água acima de 10% são aconselhados para revestir paredes devido ao baixo impacto que sofrem neste tipo de colocação.

Pisos:

Quanto à impermeabilidade: em casas de banho e cozinhas, é aconselhável o uso de revestimentos com menor absorção de água. Quando se trata de ambientes que não estão em contacto com água, o acabamento pode ser de média absorção.

Quanto à resistência mecânica: para o piso, é fundamental escolher um revestimento altamente resistente ao impacto. É o piso que suporta o peso de objectos pesados e a passagem constante de pessoas. Evite revestimentos porosos e semi-porosos.

5. Quanto custa o serviço de um ladrilhador em Coimbra?

Os preços podem variar em função de inúmeros factores. No entanto, deixamos-lhe alguns valores que podem servir como referência:

A colocação de azulejos e de ladrilhos sobre uma superfície em pladur custará cerca de 22€/m2. Se a superfície for em alvenaria, o valor rondará os 30€/m2.

Assentar tijoleira na parede e no chão, numa área de 45m2 (mão de obra + material) andará à volta de 1620€. A criação de um mosaico terá um custo de 1400€ num espaço com as mesmas dimensões. 

O revestimento de paredes exteriores com azulejos de 20 x 20 cm deverá chegar aos 28,29€/m2.

6. O que considerar antes contratar um ladrilhador em Coimbra?

Analisar portefólios: deve começar por analisar os portefólios de ladrilhadores que trabalhem na sua área de residência (neste caso, Coimbra). Seleccione os três portefólios de que mais gostou. Não convém dispersar-se para não tornar a sua escolha muito confusa.

Reunir com os profissionais: agende um encontro com os ladrilhadores por si escolhidos e aproveite a reunião para colocar questões, discutir possibilidades no que toca aos materiais, indagar sobre as qualificações e a experiências e, acima de tudo, perceber se tem empatia com o profissional.

Consultar referências deixadas por antigos clientes: se os antigos clientes estiverem satisfeitos, não há razões para acreditar que o trabalho não correrá bem consigo. No Facebook e no Google My Business, encontram-se, facilmente, as avaliações deixadas por pessoas que já recorreram a este serviço.

Indagar sobre garantias e seguros de acidentes de trabalho: é uma mais-valia contratar um profissional que lhe ofereça uma garantia de um ou dois anos. Certifique-se de que todos os intervenientes estão protegidos por um seguro de acidentes de trabalho.

Pedir mais do que um orçamento: peça, pelo menos, três orçamentos e analise-os do ponto de vista da abrangência do serviço prestado e da relação qualidade/preço. Pagar mais pode valer a pena se usufruir de um serviço mais completo.

Assinar um contrato completo e redigido com clareza: os contratos apalavrados não têm qualquer valor. Não avance sem assinar um contrato escrito que inclua o tipo de obra, o prazo, os preços e a questão da garantia (se for o caso).

7. Onde encontrar um ladrilhador em Coimbra?

A homify é uma das formas mais eficazes para procurar um ladrilhador em Coimbra. No nosso site, reunimos projectos de profissionais das áreas da construção, da arquitectura, do design de interiores e da decoração. Os ladrilhadores estão, claro está, entre eles. Cada profissional inscrito na nossa plataforma tem o seu perfil individual que inclui álbuns com os projectos já concretizados, assim como as informações de contacto e a morada. Se quiser entrar falar com um ladrilhador sem ter que sair da homify, basta clicar sobre a etiqueta verde onde se lê ’contactar’. Ao fazê-lo, abrir-se-á uma caixa na qual pode escrever a sua mensagem e deixar os seus dados (nome, número de telefone e e-mail) para o especialista o poder contactar de volta.

Esperamos que encontre a pessoa que procura na homify, mas, se não for o caso, não hesite em fazer uma pesquisa num motor de busca e nas redes sociais através das palavras-chave ladrilhadores em Coimbra ou assentadores de azulejos em Coimbra. Nas redes sociais, pode, ainda, fazer uma publicação a pedir uma recomendação.

Não se esqueça, também, de pedir uma indicação aos seus amigos, familiares, vizinhos e colegas de trabalho, bem como nas lojas que comercializam revestimentos ou materiais de construção.

  • Recomendado:

Azulejos de cozinha: como a cerâmica transforma um espaço