3 Jardineiros em Loures

Área servida

Jardineiros em Loures

Loures pertence ao Distrito de Lisboa e tem cerca de 26 000 habitantes. A cidade é, no entanto, sede de um município com 205 054 habitantes. Nas imediações, tem Arruda dos Vinhos, Sintra, Odivelas, Mafra e Lisboa, a capital.

O desenvolvimento económico de Loures não se pode dissociar do de Lisboa. Aliás, a expansão das cidades-satélite é profundamente impactada pela capital. O facto de, por exemplo, muitas pessoas terem saído de Lisboa à procura soluções de habitação mais baratas levou a que Loures – entre outras cidades na cercania – adquirisse o estatuto de dormitório, tendo crescido, por vezes, de forma desordenada e dispersa. Uma das prioridades da autarquia é, assim, investir no ordenamento e na requalificação urbana. A criação de mais parques e de espaços verdes faz, necessariamente, parte do plano, sendo estas áreas essenciais para proporcionar uma boa qualidade de vida às populações. Os jardineiros e empresas de jardinagem, bem como os arquitectos paisagistas têm um papel fundamental nesse sentido.

 

Se mora em Loures e tem uma casa, com um jardim que já viu melhores dias, então não abra mão da contratação de um jardineiro. Este profissional ajudá-lo-á a devolver o brio ao seu espaço exterior. Contudo, não contrate sem, primeiro, ler os nossos conselhos. Tome nota!

1. O que faz um jardineiro?

Os jardineiros são os profissionais responsáveis pelo cultivo e pela manutenção de jardins, tanto em espaços residenciais como públicos. São os jardineiros que ajudam a escolher as melhores espécies para cada jardim, em função de inúmeros factores como o clima, o estilo do espaço, o tipo de solo, a disponibilidade do cliente para fazer a manutenção (caso o cliente queira assumir esta tarefa), a exposição solar, entre outros. O trabalho de um jardineiro é contínuo, isto é, depois de cultivar o jardim, o jardineiro deve continuar a ser contratado para cuidar dele para que as plantas sejam devidamente preservadas e atinjam o seu potencial. As tarefas de manutenção incluem, por exemplo, a poda, o tratamento contra pragas, a rega e a adubação.

 

2. Qual é a diferença entre um jardineiro e um arquitecto paisagista?

É importante saber distinguir a actuação dos profissionais de cada uma destas áreas que se tocam e complementam em alguns aspectos, mas que divergem em tantos outros

Ao contrário de um jardineiro, o arquitecto paisagista intervenciona os espaços de forma mais abrangente.

Quando se adjudica um projecto ao arquitecto paisagista, este profissional faz um estudo prévio que inclui simulações do jardim e uma estimativa orçamental básica. Depois de aprovado o estudo prévio, prossegue-se para a fase de execução que compreende vários pormenores de construção: pérgolas, pavimentos, iluminação, piscinas, sistema de rega, plano de plantação e assim por diante. Neste último ponto, o jardineiro pode cooperar com o arquitecto, ajudando a fazer uma lista das plantas apropriadas para o espaço. Aliás, os jardineiros integram as equipas que levam a cabo os projectos delineados pelos arquitectos paisagistas.

Posto isto, cabe mencionar que as empresas de jardinagem de grande dimensão prestam, geralmente, serviços mais amplos, ou seja, podem assumir alguns trabalhos que são, normalmente, executados por arquitectos paisagistas porque dispõem de meios e de equipas para tal.

 

3. Quais são as vantagens de contratar um jardineiro? 

Com as revistas e os blogues de jardinagem, os canais de YouTube dedicados ao tema e os DIY que chegam até nós diariamente, é normal que nos sintamos tentados a arregaçar as mangas e a cuidar sozinhos dos nossos jardins.

Estar em contacto com a natureza faz bem ao corpo e à mente. Logo, qualquer actividade que nos aproxime dela deve ser estimulada. Cuidar do nosso próprio jardim de ervas aromáticas, plantar em vasos as nossas flores preferidas ou ter uma pequena horta para comermos os vegetais que semeamos são coisas que facilmente se aprendem a fazer. No entanto, a ajuda de um jardineiro é valiosa. Os conhecimentos que este profissional possui são vastos, detalhados e consolidados pela experiência.

Entre as principais vantagens inerentes à contratação de um jardineiro, destacaríamos as seguintes:

Experiência: e é, precisamente, pela experiência que começamos. Um jardineiro com alguns anos de actividade saberá olhar para a sua propriedade com outros olhos e determinar aquilo que pode ser feito para que o seu jardim seja maravilhoso. Além do mais, o traquejo destes profissionais permite-lhes encontrar soluções eficazes para fintar os imprevistos e dar resposta a eventuais problemas.

Custo: a questão do custo anda de mãos dadas com a da experiência. A contratação de um profissional minimiza erros, logo evita gastos desnecessários. Sabia que muitas pessoas gastam imenso dinheiro a substituir plantas porque as que tinham não singraram? E que, não raras as vezes, voltam a cometer o mesmo erro porque compram novamente sem certezas? Um jardineiro profissional, para além de saber escolher as plantas, tem todas as ferramentas necessárias para fazer o seu cultivo e manutenção, logo, não precisa de os comprar (e alguns são muito caros, como as máquinas de cortar relva).  

Abordagem artística: um bom jardineiro saberá criar um jardim que tenha a ver com o estilo da casa e combinar, harmoniosamente, as espécies. Uma das fases do projecto passará por fazer um plano que determina onde cada planta, árvore ou arbusto deve ser colocado. De nada lhe adianta ter um jardim rico em espécies se, visualmente, for uma salgalhada. 

Valorização da casa: um jardim bonito e cuidado valoriza qualquer casa. Se está a planear pôr a sua à venda, lembre-se que um jardim garboso pode convencer um interessado a comprar a casa. Além do mais, pode vendê-la por um preço mais avultado.

 

4. Quanto custa contratar um jardineiro em Loures?

Definir um tecto orçamental deve ser o primeiro passo antes de se proceder à contratação de um profissional. Se um cliente só tiver disponibilidade para gastar dentro de determinado valor, então pode excluir logo os orçamentos que o ultrapassem – pelo menos, de forma significativa – e afunilar, assim, o leque de escolhas, simplificando a procura.

O preço a pagar por este serviço é relativo: depende do tipo de trabalho requisitado, do prestígio do jardineiro ou da empresa de jardinagem, da qualificação da equipa de jardinagem, entre outras coisas.

No entanto, e como referência, vale saber que, em Portugal, um serviço de jardinagem ronda os 15€ por hora, podendo, no entanto, flutuar entre os 7€ e os 30€.

 

5. Como encontrar um jardineiro em Loures?

Se procura um jardineiro em Loures, conte com a homify para o ajudar na pesquisa. Temos jardineiros de vários pontos do país, registados no nosso site. Sem ter que sair dele, tem acesso aos álbuns com as fotografias dos projectos já concretizados, assim como aos contactos telefónicos, ao e-mail e à morada.

Para além da homify, faça uma pesquisa na Internet. Através das palavras-chave jardineiros em Loures, chegará, por certo, a vários resultados. Quanto mais forte for a presença online da empresa, melhor. As empresas com sites e páginas com redes sociais transmitem mais confiança. O online, além do mais, agiliza a comunicação entre cliente e profissional/empresa.

Pode, também, fazer uma publicação no Facebook e no Instagram, a pedir o contacto de um bom jardineiro. É muito provável que alguém na sua rede de contactos conheça um profissional da área ou já tenha recorrido a este serviço.

Não se esqueça, ainda, de folhear revistas da área – nas quais os projectos vêm creditados – e de pedir indicações em estufas, em floristas e nas lojas que vendem produtos e equipamento de jardinagem.

Depois de chegar a algumas conclusões, encontre-se presencialmente com os profissionais que mais o cativaram e aproveite a oportunidade para tirar todas as suas dúvidas. Contrate alguém que tem um estilo com o qual se identifica, que seja disponível e não faça uma escolha sem analisar, pelo menos, três orçamentos. Nunca celebre um contrato com profissionais que não estejam cobertos por um seguro de trabalho.