Designers de interiores e decoradores - Setubal: Encontre os profissionais ideais | homify

13539 Designers de interiores e decoradores em Setubal

Glim - Design de Interiores
A trabalhar na área de design há dois anos, a Glim é composta por uma equipa jovem, dinâmica e versátil que abrange as áreas
Margarida Bugarim Interiores
Margarida Bugarim Interiores é um atelier de arquitetura de interiores, design e decoração sedeado em Lisboa. Dedicamo-nos
STOOL INTERIORS
A STOOL Interiors é uma empresa de decoração de interiores direccionada a particulares e empresas. O desafio de materializar
Victor Guerra.Design
Victor Guerra é o responsável pelos projetos deste estúdio multicriativo, especializado na concepção e design de interiores
ÀS DUAS POR TRÊS
O atelier Às Duas por Três nasceu do sonho de duas criativas que há muito se apaixonaram pelo mundo dos interiores. O percurso
Rafaela Fraga Brás Design de Interiores & Homestyling
Rafaela Fraga Brás, Design de Interiores & Homestyling é um atelier de Design de Interiores, localizado na Rua Braancamp
MY STUDIO HOME - Design de Interiores
Colocar no mercado produtos de qualidade com preocupação de sustentabilidade, inovação no design, acompanhamento das tendências
Red Centre - Interiors Harmony, by Design
A Red Centre - Interiors Harmony, by Design nasceu em 2013 com o intuito de se tornar no parceiro ideal para a implementação
IP Decor Design & Concept
Com um longo percurso em moda e design, a decoração de interiores desde sempre fez parte do caminho. No nosso atelier temos
Maqet
A Maqet presta serviços de visualização 3D, design de interiores e remodelação de espaços públicos e privados.
Inêz Fino Interiors, LDA
Inez Fino, é uma empresa que trabalha a nível internacional na área de serviços de design de interiores
Designed by marta
A designed by marta surge da paixão por espaços, e da organização dos mesmos, acreditamos que o design organizado é a base
Traço Magenta - Design de Interiores
A Traço Magenta nasceu da ideia de duas designers que em 2006 lançaram a marca com o objectivo de criar projectos de decoração
Atelier Dream Project
O Atelier Dream Project está vocacionado para a criação de Interiores Personalizados e á medida do cliente. A Designer de
Sandra Batista Rodrigues
A Decoração é uma paixão, é algo que me faz vibrar. Ver o potencial de um espaço, ter ideias fantásticas e poder concretizá-las
CRISTINA AFONSO, Design de Interiores, uNIP. Lda
A Cristina Afonso é uma empresa direccionada para a decoração, com foco na comercialização de mobiliário, iluminação, tapetes
CUSH CUSH Comporta Spirit
A CUSH CUSH é uma marca portuguesa de almofadas feitas à mão. Almofadas de todos os tamanhos, de todas as cores, com todos
Ana Andrade - Design de Interiores
Há mais de 10 anos descobri o que me apaixona. Há 8 anos concretizei a paixão em trabalho com a abertura do atelier Veludo
Hortelã Pimenta Interiores
O nosso estúdio cria projectos tailor made nas áreas de design e arquitectura de interiores. Todos os nossos trabalhos são

Designers de interiores e decoradores em Setúbal

Pertence à área metropolitana de Lisboa, é capital de distrito e conta cerca de 100 mil habitantes no seu perímetro urbano. Referimo-nos a Setúbal, uma cidade que nasceu do mar e do rio e que conheceu um grande desenvolvimento durante o período da ocupação romana. No entanto, os vestígios de ocupação remontam à pré-história, designadamente ao período do Neolítico.

O concelho é especialmente conhecido pela bela baía que acolhe algumas das mais pitorescas praias nacionais. É o caso do famigerado Portinho da Arrábida, uma das 7 Maravilhas Naturais de Portugal, da Praia da Figueirinha, da Praia dos Galapos ou da Praia do Albarquel. A região de Setúbal é, sem dúvida, ideal para quem aprecia actividades ao ar livre.   

No que toca à economia, Setúbal evidencia-se pela indústria de construção e da reparação naval, do papel, da celulose e da energia termoeléctrica. O Porto de Setúbal desempenha, também, um papel estratégico na economia do concelho. Situa-se em 4º lugar entre os portos portugueses. Em 2018, foram anunciadas obras de ampliação para este porto.

Se mora em Setúbal e procura um designer de interiores ou um decorador para tornar a sua casa - ou qualquer outro espaço - ainda mais especial, então considere as informações que se seguem.

O que separa os decoradores dos designers de interiores?

Decoradores: a decoração é a ciência e a arte de tornar os espaços interiores mais agradáveis e funcionais. Apesar de o exterior também poder ser tratado pelos decoradores, é mais comum estes profissionais se debruçarem sobre os interiores. Os decoradores têm um sentido estético apurado e embrenham-se no desenvolvimento conceptual e na execução do seu design. Para exercerem a profissão, não precisam de educação formal, embora lhes seja benéfico enriquecer o currículo com cursos na área, inclusive sobre temas específicos como, por exemplo, têxteis, cores, modelação 3D, entre outros. O trabalho destes profissionais passa, essencialmente, pela escolha de um estilo, de uma paleta cromática, do mobiliário, das peças de decoração, dos tratamentos para as paredes e janelas, e assim por diante. Em linhas gerais, são os decoradores que cuidam do aspecto dos espaços, melhorando-os visualmente. Durante os projectos, é comum trabalharem com outros profissionais como estofadores, marceneiros, pintores, e assim por diante.

Designers de interiores: os designers de interiores têm um trabalho mais abrangente, na medida em que estão habilitados a alterar estruturalmente os ambientes. Estes especialistas privilegiam, acima de tudo, a funcionalidade, sendo os profissionais mais indicados para solucionar problemas de natureza estrutural: alterar a configuração das áreas, abrir janelas de forma a permitir a entrada de mais luz natural, substituir os revestimentos, considerar os isolamentos e a iluminação, entre outras coisas. Os designers de interiores são requisitados para trabalhos particulares, mas não só. Hoje em dia, a oferta feroz obriga os proprietários de lojas, de hotéis, de restaurantes ou de cafés a apostar na criação de ambientes que conciliem estratégias de composição visual e sensorial e as necessidades funcionais.

Estes profissionais possuem um background em Design de Interiores, curso que lhes proporciona um conhecimento amplo em áreas distintas: escolha de materiais e de sistemas de construção, estratégias para se conseguir conforto lumínico, térmico e acústico e dinâmicas dos estilos. Estão, além do mais, a par das condicionantes legais e habituados a coordenar equipas dos profissionais necessários aos projectos (construtores, electricistas, canalizadores, entre outros).

2. Devo escolher um decorador ou um designer de interiores?

Aclarados que estão os conceitos, estamos certos de que será mais fácil perceber que tipo de profissional o pode ajudar. Ainda assim, não podemos deixar de mencionar que estas áreas não são estanque. Há designers de interiores requisitados apenas para projectos de decoração e há decoradores que têm as competências necessárias para ir mais além e mudar os espaços no que à estrutura concerne. Acima de tudo, os clientes devem definir o tipo de projecto e analisar portefólios de forma a escolher alguém que tenha experiência a fazer o que precisam.

Ainda assim, pode basear-se nestas duas premissas aquando da sua escolha:

Quando devo contratar um decorador?

Quando devo contratar um designer de interiores? Imagine que pretende, por exemplo, demolir uma parede de forma a unir a sala de estar e a cozinha, criando, assim, um open space. Um projecto deste tipo, ou seja, que envolva uma intervenção estrutural e arranjos no layout, deve ser executado e supervisionado por um designer de interiores.

Quando devo contratar um decorador? Se aquilo que quer fazer é apenas dar um novo élan à decoração da sua casa para ter um espaço à sua medida, actualizado e que acompanhe as tendências, então, o mais indicado é contratar um decorador que o ajude a escolher um estilo e a trabalhar a decoração a partir daí.

3. Que etapas percorre o trabalho de um designer de interiores e de um decorador?

Apesar das diferenças, o trabalho de um designer de interiores e de um decorador percorre, sensivelmente, as mesmas etapas.

São elas:

Encontro com o cliente: em primeiro lugar, estes profissionais reúnem-se com os clientes. Este encontro é fundamental para ambas as partes. Por um lado, os clientes devem aproveitar o momento para transmitirem as expectativas que têm para os espaços e até para mostrar imagens de ambientes com os quais se identificam. Para o efeito, podem utilizar a homify. No nosso site, há milhares de imagens de projectos com qualidade de excelência e ideias inspiradoras! O decorador ou o designer de interiores, por sua vez, fica a conhecer melhor o cliente e pode dar sugestões e mostrar o portefólio com trabalhos já por ele executados. É importante abordar a questão do limite orçamental e os prazos que o cliente tem em mente.

Estudo prévio e projecto de execução: quando um projecto é adjudicado, começa-se por fazer um estudo prévio (plano geral do projecto, algumas simulações e uma estimativa orçamental básica). Depois de aprovado pelo cliente, passa-se ao projecto de execução que já compreende vários pormenores e um orçamento mais detalhado que inclui, entre outras coisas os preços facilitados pelos fornecedores ou profissionais subcontratados. Há clientes que pedem o projecto a um atelier e entregam a execução a outrem. Do nosso ponto de vista, é preferível ser o mesmo profissional a acompanhar o processo, do início ao fim.

Contrato: não se deve proceder à obra sem, primeiramente, se assinar um contrato que inclua todos os pormenores inerentes à mesma. O contrato deve ser redigido com clareza e, claro está, ser justo para ambas as partes. Se tiver dúvidas em relação a algum ponto, não deixe de as esclarecer. Lembramos, também, que deve favorecer um profissional que lhe dê algum tipo de garantia. Assim, se surgir algum problema (não provocado por si) depois da obra estar concluída, não terá que entrar em despesas. Sublinhamos, igualmente, a importância de se certificar de que todos os profissionais envolvidos estão protegidos por um seguro de trabalho.

Execução: segue-se a fase mais trabalhosa, mas também mais acutilante: a execução! Começar a ver tudo a ganhar forma é, sem dúvida, entusiasmante. Nesta etapa, o decorador ou designer de interiores está incumbido de supervisionar o progresso, de gerir o caderno de encargos e de coordenar todos os profissionais envolvidos. O cliente fica, deste modo, libertado destas tarefas. Deve, no entanto, ser vigilante e acompanhar a evolução dos trabalhos.

4. Quais são as vantagens de contratar um designer de interiores ou decorador em Setúbal?

Custo: há a ideia de que dispensar o serviço destes profissionais e enveredar por um DIY leva, automaticamente, a que se consiga poupar dinheiro. No entanto, é uma percepção falaciosa. Nem sempre as pessoas sabem exactamente o que estão a fazer, muito menos onde encontrar os melhores materiais, móveis ou peças de decoração aos melhores preços. Os decoradores e designers de interiores, pelo contrário, sabem exactamente onde comprar e conhecem os preços praticados, para além de terem acesso a produtos exclusivos e a descontos. Além do mais, a experiência que possuem evita que cometam erros básicos no projecto que levem, mais tarde, a despesas de reparação avultadas. Encare a contratação destes profissionais como um investimento.

Tempo: o tempo que despenderá a procurar a pessoa certa será compensado. Um projecto de decoração ou de design de interiores é muito mais trabalhoso do que se possa pensar. É preciso fazer uma curadoria de todos os elementos que vão compor o espaço, gastar horas em lojas e a ver catálogos, ir aos fornecedores, comparar preços e, no geral, tomar decisões importantes. Para algumas pessoas, este processo não é compatível com a vida pessoal e profissional que levam. Com um profissional ao seu lado, evitará estas dores de cabeça.

Stresse: numa obra, seja ela de que natureza for, é comum surgirem imprevistos e problemas. Há profissionais que se revelam merecedores de pouca confiança, materiais ou móveis encomendados que nunca mais chegam, um cano que rebentou, uma parede que afinal não pode ser demolida, e assim por diante. Resolver estes problemas sem ter conhecimentos na matéria é difícil e até perigoso. Os decoradores e os designers de interiores, para além de os conseguirem antecipar, encontram, facilmente, soluções engenhosas e criativas para os contornar.

Abordagem profissional: o projecto perfeito depende da boa execução de inúmeras variáveis: que tipo de materiais escolher para cada espaço, que configuração é a mais confortável para um uso diário, quais as melhores estratégias para dar resposta às necessidades dos clientes, e assim por diante. Os decoradores e designers de interiores estão atentos a todos estes detalhes e as ideias que colocam em cima da mesa podem mesmo fazer toda a diferença, em termos de originalidade e de praticidade. 

5. Quanto custa contratar um decorador ou um designer de interiores em Setúbal?

Como imaginará, não há um preço certo associado a este serviço. O valor final dependerá sempre de inúmeros factores como a envergadura da obra, a reputação do profissional e o grau de envolvimento do mesmo, dos materiais escolhidos, da especificidade do projecto, entre outras coisas.

No entanto, podemos deixar-lhe alguns valores pelos quais se pode guiar:

Em Portugal, o custo médio de um projecto de design de interiores rondará os 600€, num intervalo entre os 250€ (para pequenas mudanças) e os 1000€. Para um projecto de decoração, o valor médio anda à volta dos 500€, podendo ir até aos 2500€.

A nossa sugestão é que peça, pelo menos, três orçamentos. Lembre-se que o mais importante, ao analisar os orçamentos, são os serviços que estão incluídos. Pagar menos pode não ser a melhor escolha se o serviço prestado for demasiado limitado. Pondere cuidadosamente.

6. Onde encontrar decoradores e designers de interiores em Setúbal?

Se procura decoradores ou designers de interiores em Setúbal, chegou ao sítio certo. Na nossa plataforma, estão registados decoradores e designers de todo o país. Setúbal não é excepção. Estes profissionais têm, dentro da nossa plataforma, os seus próprios perfis onde partilham os projectos por eles já executados, bem como os contactos telefónicos, as moradas e os links para as suas páginas nas redes sociais ou sites. Na homify, não executamos projectos, mas damos-lhe a conhecer quem o faça. O nosso propósito é estabelecer uma ponte entre os mais talentosos profissionais e os nossos leitores. Se tiver alguma dúvida em relação à forma como o nosso site funciona, não deixe de nos mandar mensagem.

Para além da homify, faça uma pesquisa no Google e em redes sociais como o Facebook, o Twitter, o Instagram e o LinkedIn (está última, se ainda não conhece, é uma rede social apenas dedicada a negócios). Nas redes sociais, pode fazer uma publicação a pedir uma recomendação aos seus contactos.

Vale, também, a pena indagar junto de lojas de decoração e, claro, dos seus amigos e familiares, sobretudo dos que já precisaram destes serviços.

Esteja, igualmente, atento às revistas portuguesas da especialidade que, por norma, são ricas em referências que vale a pena reter. 

Pesquisar imagens relacionadas