Designers de cozinhas - Viana Do Castelo: Encontre os melhores profissionais | homify

0 Designers de cozinhas em Viana Do Castelo

Área servida
A sua pesquisa não obteve resultados. Seja o primeiro a carregar fotos nesta categoria.

Designers de cozinhas em Viana do Castelo

A bela Viana do Castelo é capital do distrito homónimo e situa-se no Alto Minho. O concelho tem, como vizinhos, Barcelos, Esposende, Ponte de Lima e Caminha. A Oeste, está o Oceano Atlântico. Na zona costeira, encontram-se algumas das melhores praias nortenhas como a Praia da Arda, a Praia de Paçô, a Praia de Carreço ou a Praia de Afife.

O centro histórico vianense é historicamente rico e, por isso, muito interessante. Esta zona da cidade mistura edifícios de estilos distintos, entre eles o barroco, o manuelino, o renascentista e o Art Déco. A cidade estende-se ao longo do rio Lima e tem como principais pontos de interesse a Capela das Almas, a Igreja Matriz, a Capela da Misericórdia e o edifício da antiga autarquia e a Praça da Rainha com uma fonte em granito datada do século XVI. Nas imediações da cidade, destaca-se a Igreja do Sagrado Coração de Jesus que tem vista para o mar e para o rio.

O município organiza várias festas, entre as quais se notabiliza a famosa romaria em honra de Nossa Senhora da Agonia que atrai milhares de visitantes curiosos para ver o desfile das mordomas que carregam o ouro ao peito e os seus trajes tradicionais.

Apesar da História centenária do concelho, Viana é um dos municípios mais empreendedores do país, tendo já sido distinguido com um exemplo de modernização e de apoio aos investidores.

Tome nota das informações que incluímos neste texto se procura um designer de cozinhas em Viana do Castelo.

1. O que fazem os designers de cozinhas?

Os designers de cozinhas são os profissionais responsáveis por projectar cozinhas que vão ao encontro das necessidades dos clientes, considerando aspectos como os armários, os revestimentos, as bancadas, a iluminação, a ventilação, os electrodomésticos e o posicionamento dos mesmos, o estilo, as cores, o isolamento das paredes e, não menos importante, o layout. Estes especialistas, para além das cozinhas residenciais, também projectam as cozinhas que fazem parte de restaurantes, cafés, hotéis, hospitais, entre outras. São tipos de cozinhas muito diferentes não só no que toca ao uso que lhes é dado como também no que concerne às normas de higiene e de segurança que são, como é natural, muito apertadas nas cozinhas de hospitais e de estabelecimentos.

Aos designers de cozinhas não bastam os conhecimentos técnicos. À semelhança de outros especialistas da área, os designers de cozinhas devem ter boas habilidades interpessoais porque vão lidar com clientes diferentes e coordenar equipas compostas pelos técnicos necessários à obra (canalizadores, electricistas, carpinteiros, entre outros). Devem, no mais, saber utilizar softwares de modelagem 3D para dar uma resposta mais eficaz aos clientes, estar ao corrente das tendências e atentos aos detalhes.      

Este profissional pode ser contratado para planear uma cozinha de raiz e para projectos de remodelação que podem ser mais intrusivos ou superficiais, consoante o estado de conservação do espaço e o objectivo do cliente. No caso de se querer, por exemplo, demolir uma parede para abrir a cozinha para as salas adjacentes (de estar e de jantar), é muito recomendável recorrer a um designer. A mudança de configuração requer certos cuidados visto que a cozinha tem que se integrar com os outros espaços e têm que se tomar medidas para evitar que os odores, vapores e os fumos se espalhem pelo ambiente.

2. Porquê contratar um designer de cozinhas em vez de um designer de interiores?

É provável que alguns dos nossos leitores nunca sequer tenham ouvido falar sobre esta profissão. O design de cozinhas é, na verdade, uma ramificação do design de interiores. Sendo certo que se pode contratar um designer de interiores para intervencionar a cozinha, não é menos verdade que é preferível procurar alguém especializado nesta área da casa e que tenha um conhecimento aprofundado sobre ela. No fundo, é como na medicina: não recorremos ao mesmo médico para tudo.

Note-se que a cozinha, a par com a casa de banho, é uma das divisões mais delicadas e exigentes, para além de ser também uma das que tem mais uso e que, por conseguinte, mais se desgasta. Um mau planeamento deste espaço pode gerar problemas muito aborrecidos e levá-lo a incorrer em despesas avultadas para alterar o que ficou mal feito de origem.

3. Quanto custa remodelar uma cozinha em Viana do Castelo?

Não podemos dar-lhe um valor certo, mas podemos assegurar que esta divisão é a que sai quase sempre mais cara. O preço pode, claro está, variar largamente em função do tipo de cozinha, da escolha dos materiais, dos armários e dos electrodomésticos.

Aqui, na homify, recomendamos sempre que os clientes peçam, pelo menos, três orçamentos. Deste modo, têm a possibilidade de comparar os preços praticados na região onde moram e de escolher a proposta que parecer mais razoável sustentada na sua relação qualidade/preço.

Ainda assim, partilhamos consigo alguns valores aproximados que pode usar como referência: a remodelação de uma cozinha mediana custará cerca de 3500€, a menos que a remodelação não preveja a substituição dos armários. Neste caso, será mais barata e andará à volta dos 1600€. Por sua vez, uma cozinha de luxo que incorpore tecnologia de ponta e acabamentos caros pode ascender aos 8000€ – 10000€.

4. Porquê contratar um designer de cozinhas em Viana do Castelo?

Há várias vantagens inerentes à contratação de um designer de cozinhas em Viana do Castelo. Entre elas, destacaríamos as seguintes:

Poupança de tempo: actualmente, há uma panóplia de opções para equipar e decorar uma cozinha. O designer de cozinhas, baseado no seu briefing, conseguirá afunilar significativamente o seu leque de escolhas. Em vez de ter, por exemplo, que optar entre centenas de revestimentos para as paredes, o designer apresentar-lhe-á apenas os que acha que se enquadram no projecto e que têm as características essenciais tendo em conta o espaço. O mesmo se aplica aos electrodomésticos, ao tipo de armários, e assim por diante. Se confiar plenamente no designer, pode até delegar-lhe esta tarefa, libertando o seu tempo para outras coisas. Cabe, ainda, mencionar que estes profissionais estão habituados a trabalhar de forma a cumprir prazos e a encontrar soluções rápidas para quaisquer imprevistos que possam surgir. Para além disso, já têm, por norma, as próprias equipas com as quais estão habituados a trabalhar, o que significa que os clientes não têm que estar sozinhos a contratar os outros especialistas envolvidos na obra. 

Poupança de dinheiro: a partir do momento em que o designer de cozinhas toma conhecimento do limite orçamental do cliente, fará as melhores escolhas considerando essa informação. Gerir um orçamento não é nada fácil, sobretudo para quem nunca se envolveu numa obra desta natureza. É muito comum as pessoas entusiasmarem-se com determinado elemento – um revestimento caro, por exemplo – e comprarem por impulso, ficando com pouco dinheiro para o resto. Os designers, pelo contrário, conseguem distribuir e aplicar sensatamente os meios de que dispõem porque estão habituados a fazê-los. Para além disso, têm acesso a descontos exclusivos das melhores marcas. Lembramos, também, que uma cozinha projectada por um bom designer de cozinhas é uma cozinha de qualidade e que, dificilmente, o vai obrigar a entrar em despesas futuras para consertar ou reestruturar o que quer que seja.

Imóvel valorizado: as cozinhas são muito importantes na venda de uma casa. Uma boa cozinha pode mesmo convencer um eventual comprador a fechar o negócio. Se acha que há a hipótese de vir a vender o seu imóvel, lembre-se que, se tiver uma boa cozinha, pode fazê-lo por um preço muito mais interessante e, muito possivelmente, tornar a venda mais célere.

Softwares de modelagem 3D: já tocámos neste ponto, mas nunca é demais recordar que, actualmente, o grosso dos designers e dos arquitectos trabalha com softwares de modelagem 3D. Através destes softwares, é possível criar representações tridimensionais dos espaços e experimentar diferentes configurações, cores, acabamentos, texturas, entre outras coisas. É uma ferramenta muito útil já que permite visualizar como tudo vai ficar antes de se prosseguir para a fase da execução. Assim, evitam-se surpresas desagradáveis.

Segurança: terminamos com a questão da segurança que, na verdade, está acima de tudo. A cozinha é a divisão da casa onde ocorrem mais incidentes. No entanto, se for bem projectada, diminui-se esse risco.

5. O que considerar antes de contratar um designer de cozinhas em Viana do Castelo?

  • Em primeiro lugar, analise os portefólios de designers de cozinhas da região. Tenha em conta a criatividade demonstrada nos projectos, a atenção ao detalhe e o estilo preconizado por cada um. Deve favorecer um profissional que já tenha assumido projectos dentro daquilo que procura.
  • Consulte as opiniões deixadas por antigos clientes. Nas páginas de Facebook das empresas e em plataformas como o Google My Business, por exemplo, é provável que encontre uma secção dedicada apenas ao feedback de quem já recorreu ao serviço prestado pelo profissional.
  • Reúna-se com os profissionais de cujos portefólios mais gostou – seleccione entre três a cinco – para colocar as suas questões e para conhecer melhor a pessoa que tem à sua frente. Ao tomar a sua decisão, não tenha apenas em conta o lado técnico e criativo. É importante haver empatia entre profissional e cliente.
  • Peça mais do que um orçamento e tenha em conta o valor proposto e a abrangência do serviço prestado. Pode valer a pena pagar um pouco mais para usufruir de um serviço mais completo.
  • Assine um contrato redigido com clareza e que seja justo para as partes envolvidas. O contrato, entre outras coisas, deve conter o tipo de projecto, os valores, os prazos e, se for o caso, a garantia dada pelo profissional.
  • Certifique-se de que todos os profissionais estão salvaguardados por um seguro de acidentes de trabalho.

6. Onde posso encontrar um designer de cozinhas em Viana do Castelo?

Pode começar a sua procura por um designer de cozinhas em Viana do Castelo aqui na homify. A homify não faz projectos, mas dá a conhecer quem os faça. Na nossa plataforma, reunimos milhares de projectos portugueses nas áreas do design, da arquitectura, da decoração e da construção. Todas as imagens que compõem a nossa galeria e os artigos que, diariamente, partilhamos na nossa página de Facebook, estão devidamente creditadas, pelo que é muito fácil aceder aos nomes das empresas e dos profissionais responsáveis por cada projecto. Cada profissional tem o seu próprio perfil, dentro do nosso sitem onde partilha os trabalhos já executados, bem como as informações de contacto.

E sabe que mais? Enquanto leitor, também se pode registar, sem custos, na homify. Assim, poderá criar os seus próprios álbuns e utilizá-los para guardar as imagens de que mais gosta. Neste caso, se anda à procura de ideias para a cozinha, pode criar um álbum só dedicado ao espaço e salvar nesse álbum as fotografias das mais bonitas cozinhas que encontrar na homify.

Pode, naturalmente, alargar a sua pesquisa, recorrendo aos motores de busca, como o Google, e as redes sociais. O Facebook, o Twitter e o Instagram são óptimas plataformas para encontrar informações e pedir recomendações. Através de uma simples publicação na sua página, consegue alcançar todos os seus contactos ou seguidores.

Informe-se, também, junto das lojas que comercializam linhas para cozinhas. É possível que as próprias lojas tenham uma equipa de designers ou que conheçam um profissional que o possa ajudar. Afinal de contas, é nestas lojas que os designers procuram aquilo de que precisam para equipar a cozinha.

Não se esqueça de pedir uma dica aos seus amigos e familiares – sobretudo aos que remodelaram ou construíram casa há pouco tempo – e esteja atento às revistas portuguesas da especialidade nas quais se encontram sempre bons projectos acompanhados pelos nomes dos profissionais. 

Recomendado:

Pesquisar imagens relacionadas