3 Designers de cozinhas em Loures

Área servida

Loures – a explosão demográfica marca a paisagem

Loures, terra desde sempre ligada a Lisboa. Dali vieram lavadeiras, artesãos, agricultores e comerciantes que, todos os dias, entravam na cidade para vender o fruto do seu trabalho e que eram fundamentais ao abastecimento da capital.

Os seus ares saudáveis fizeram da região um lugar de eleição, para lazer ou fuga das doenças que proliferavam na cidade, para monarcas e nobres. A sua importância económica e estratégica fez com que Loures ficasse englobada na capital, desde D. Afonso Henriques até ao reinado de D. Maria II, tendo sido elevada a concelho, em 1886.

Em termos arquitectónicos, a cidade tem alguns edifícios interessantes mas, atualmente, a sua urbe é marcada pelo crescimento desenfreado de prédios de habitação e pela construção ilegal.

Apesar de ser visto como uma cidade satélite de Lisboa e um mero dormitório, Loures tem uma economia intensa, com um crescimento significativo e com o comércio e a indústria em destaque. A prova disso é a instalação de grandes superfícies na região, com destaque para o gigante sueco do mobiliário, IKEA.

Em Loures, há muitos serviços e os designers de cozinhas não são excepção, uma vez que a proximidade de Lisboa, com bons acessos e rendas mais baixas, põe à disposição dos profissionais um mercado muito vasto.

Designers de cozinha – necessidade ou moda?

Os designers de cozinha são profissionais que se dedicam, exclusivamente, à concepção e ao planeamento de cozinhas. Muitas vezes, fazem também o acompanhamento da construção, da instalação e a execução dos detalhes decorativos finais.

Podem comparar-se, em tarefas, aos designers de interiores, mas com uma especialização em cozinhas.

Pode nunca ter pensado nisso, mas o design de cozinhas é um mundo, que obriga a vários conhecimentos, desde as características técnicas dos vários materiais (madeira, contraplacados, laminados, azulejos, pedras… ) à arquitectura básica, passando pela criação de designs. Devido à actualização de tendências e modas, os designers de cozinhas têm muito que saber e muito que actualizar. E a própria natureza das cozinhas, com tarefas que implicam a produção de calor e de vapor de água, a manipulação de gorduras e os eternos salpicos, faz com que a escolha dos elementos e dos layouts seja crítica, abrindo espaço para essa especialização.

Como é que o designer de cozinhas vai intervir no meu projecto?

Para começar, o designer de cozinhas pode fazer nascer o seu projecto! Sabe aquela ideia difusa sobre o que gosta e o que precisa para a cozinha da sua casa? O designer de cozinhas vai trabalhá-la e melhorá-la, tendo como base os seus gostos e necessidade, e vai dar-lhe forma através de plantas ou renders.

Depois há vários caminhos possíveis:

  • A intervenção do designer de cozinhas acaba aqui. Neste caso, cliente fica com o ónus de procurar empresas que fabricam cozinhas para construir todos os elementos planeados e empresas para tratar de canalizações e outras instalações. Esta é, normalmente, uma opção pouco usual;
  • O designer de cozinhas é responsável pela contratação das equipas, pela encomenda do fabrico dos móveis, por supervisionar os trabalhos e por fazer cumprir os desejos dos seus clientes. Esta é a opção mais usual, que muitas vezes adiciona também uma garantia pós-venda.

Tarefas planeadas pelo designer de cozinhas

  • Layout do projecto, com áreas de trabalho e áreas de passagem, para as tornar totalmente funcionais;
  • Aproveitamento racional de todas as potencialidades do espaço;
  • Armários e bancadas, não só no que respeita ao desenho, mas também aos materiais, à arrumação e aos acessórios funcionais;
  • Revestimentos de chão, tecto e paredes;
  • Móveis auxiliares, como mesas e cadeiras;
  • Ajuda na escolha dos electrodomésticos, com especial foco na exaustão;
  • Iluminação e tomadas;
  • Estilo e decoração.

Há designers de cozinhas em Loures? Tenho vantagens em contratar alguém na zona?

Há, com toda a certeza, designers de cozinha na região de Loures, mas é importante saber que nem todos podem ostentar essa designação. Muitas vezes estes profissionais trabalham para empresas que constroem cozinhas ou para empresas fornecedoras de materiais, pelo que a designação é a da empresa para a qual trabalha. Se for contratar uma empresa destas, certifique-se de que oferece os serviços de um designer de cozinhas experiente.

Contratar na região tem vantagens, nomeadamente a redução das despesas com deslocações e transportes, mas também porque facilita a verificação de referências in loco. Mas não precisa de se ficar apenas pela cidade de Loures, pois a proximidade com Lisboa e também com outras cidades relevantes, como Odivelas, abre-lhe muito os horizontes de pesquisa, sem perder os benefícios referidos.

Como posso encontrar o designer de cozinhas certo para o meu projecto em Loures?

Embora haja várias formas de procura, estas podem agrupar-se em três categorias:

  • Pesquisa na internet – esta é a nossa preferida ou não fôssemos um site onde pode encontrar um imenso número de profissionais para o ajudar a ter a sua casa perfeita. Na homify, encontra uma ferramenta de pesquisa preciosa, com milhares de imagens de trabalhos de profissionais e os respectivos contactos. Mas há mais sites para visitar, não se fique por um só;
  • Visitas a lojas de empresas fabricantes de cozinhas, com recolha de panfletos e acompanhamento por parte dos vendedores;
  • Através de familiares e amigos, no famoso passa palavra que continua a funcionar muito bem.

Etapas usuais do trabalho do designer de cozinhas

  • Ouvir os clientes para perceber as suas necessidades e expectativas;
  • Inspeccionar o espaço a intervir para recolher todas as informações relevantes;
  • Conceber planos detalhados, de preferência mais do que um, para oferecer mais opções aos clientes. Este trabalho pode ser feito sob a forma de esboços, plantas ou renders;
  • Fazer eventuais alterações pedidas, para ir ao encontro dos desejos dos clientes;
  • Elaborar cadernos com todas as especificações do projecto, para facilitar a sua execução, incluindo materiais a usar e respectivas técnicas de aplicação;
  • Orçamentar os seus serviços e todos os detalhes acordados para o projecto; 
  • Fazer um acompanhamento atento do projecto no seu todo e, se ficar expresso em contrato, dar o necessário acompanhamento ao trabalho acabado, por um tempo razoável.

Como posso fazer a minha escolha de maneira fundamentada

  1. Faça uma pesquisa rigorosa, procurando os profissionais com trabalhos mais compatíveis com os seus gostos. Na homify, encontra a funcionalidade livro de ideias que é muito útil nesta fase.
  2. Estude os portefólios com mais atenção, peça referências e confirme-as, se possível.
  3. Peça orçamentos e esteja atento a outros detalhes que não apenas o preço. Compare o acompanhamento proposto, as características dos materiais a utilizar, os prazos e os graus de envolvimento dos profissionais.
  4. Opte por profissionais que demonstrem zelo por todas as fases do projecto e que, habitualmente, tenham as mesmas empresas nos seus trabalhos.