Encontre os Designers de cozinhas ideais | homify

1,240 Designers de cozinhas


Designers de cozinhas

A cozinha tem vindo a conquistar um papel cada vez mais relevante, no contexto habitacional. Os hábitos das famílias foram-se alterando, com o passar dos anos e o espaço que, anteriormente, era visto apenas como utilitário, ganhou uma nova dimensão e passou a ser encarado como um espaço de família, de partilha e de prazer.

A importância que a cozinha parece ter conquistado, justifica a necessidade de contratação de um designer de cozinhas para planear a divisão da melhor forma.

O designer de cozinhas é um profissional que trabalha juntamente com o cliente na projecção, construção ou remodelação da cozinha. É com ele que são discutidos e decididos os materiais a utilizar, as cores e padrões para o ambiente em questão, assim como a configuração e a disposição dos elementos no espaço. Ao longo do processo, será necessária a instalação da iluminação, do piso, dos electrodomésticos, das bancadas, dos móveis e assim por diante. Para que o projecto chegue a bom porto, é crucial que haja uma coordenação e cooperação com trabalhadores externos – como carpinteiros, electricistas, canalizadores, pintores, entre outros – e esse elo será, também ele, da responsabilidade do designer contratado.

Lembramos, ainda, que a cozinha, por tudo o que contém, é a divisão mais cara da casa. O preço é muito relativo, mas uma cozinha de gama média, com cerca de 25m2, custará cerca de 8000€ com tudo incluído. Quer mesmo investir esse dinheiro num espaço, sem a ajuda de um profissional?

 

Por que devo contratar um designer de cozinhas?

Não temos dúvidas de que um bom arquitecto, ou designer de interiores, pode planear com competência uma cozinha. Porém, um designer de cozinhas tem um conhecimento aprofundado em relação ao espaço, conseguindo ir mais além, no que toca a equipá-lo e decorá-lo.

E que outros préstimos trazem, afinal, os designers de cozinhas? Destacaríamos os seguintes:

Oferecem experiência e conhecimento: tal como noutras áreas do design e da arquitectura, também neste caso a experiência e o conhecimento são fundamentais para se chegar a um bom resultado. Os designers de cozinhas oferecem essa experiência e são capazes de criar soluções eficazes a todos os níveis. Com o auxílio de um destes profissionais vai descobrir opções que nem sabia existirem e garantir uma cozinha de grande qualidade estética e funcional.

Ajudam na escolha do estilo a seguir: se não tem a certeza do estilo a seguir e daquilo que mais combina com a sua casa e o seu gosto pessoal terá, no designer de cozinhas, o apoio perfeito para a uma decisão. Este profissional perceberá, junto de si, as melhores escolhas a fazer e irá ajudá-lo a afunilá-las, de forma a que o projecto faça sentido. Assim, será possível seguir o estilo que pretende e, ao mesmo tempo, afiançar a funcionalidade que um espaço destes exige.

Optimizam o orçamento: a contratação de um designer de cozinhas deve ser vista como um investimento que o faz ter a certeza de que irá escapar-se a alguns erros que o farão poupar muito dinheiro. Não tendo conhecimentos e/ou experiência, é normal cometer erros e ultrapassar, facilmente, o orçamento inicialmente previsto. O designer saberá manter-se dentro dos valores discutidos e, ainda assim, projectar a melhor cozinha possível. Para além de tudo isto, tendo a marca de trabalho de um designer na sua cozinha, irá beneficiar de um aumento do valor total do imóvel, o que poderá ser bom numa eventual venda.

Optimizam o tempo do projecto: se tentar levar a cabo o projecto, por sua conta e risco, é muito provável que, tal como acontece com o orçamento, também os prazos definidos para a obra sejam largamente ultrapassados. Pelo contrário, o designer está habituado a gerir o tempo e os prazos. Com a ajuda de um destes profissionais especializados pode poupar muito do tempo que perderia à procura de inspiração, dos fornecedores, dos materiais que condizem com o seu gosto, e assim, sucessivamente. E acredite: há tanta, tanta oferta para a cozinha que é fácil perdermo-nos no meio do que nos é posto à frente, o que pode resultar em escolhas precipitadas.

 

O que devo considerar antes de contratar um designer de cozinhas?

Onde posso procurar um designer de cozinhas: nos dias que correm, são cada vez mais os designers que se especializam em cozinhas, pelo que não será complicado descobrir aquele que se enquadra na sua ideia de projecto. Pode optar por pedir algum apoio à loja onde pensa adquirir os materiais/electrodomésticos, que vai utilizar na cozinha, pode pedir referências a conhecidos que já tenham abraçado projectos idênticos ou pode, tão-somente, procurar o profissional ideal online, em páginas como a homify e até revistas da especialidade. Aqui, na nossa plataforma, damos-lhe a oportunidade de conhecer o perfil do profissional, ver os trabalhos por ele já realizados e entrar em contacto directo com o gabinete.

Conhecer o portefólio e criatividade do designer de cozinhas: antes de contratar, qualquer que seja o profissional, é fundamental conhecer-lhe as capacidades criativas. O ideal, no que se refere a designers de cozinhas, é começar por perceber há quanto tempo o profissional está a trabalhar na área, em que zonas o fez, que tipo de projectos desenvolveu e certificar-se que lhe são mostrados exemplos de trabalhos criados, anteriormente. Desta forma, ser-lhe-á possível garantir a contratação de um designer criativo e competente para o projecto em causa.

Reconhecer os conhecimentos técnicos e de produto do designer: tendo em conta a especificidade do trabalho em causa e da área onde ele se vai centrar (cozinha), é elementar que o profissional envolvido possua amplos conhecimentos técnicos e de produto.

Além do conhecimento específico, relacionado com o espaço da cozinha, o designer deve ter conhecimentos gerais de arquitectura e de construção, de forma a ser capaz de trazer ao projecto mais-valias técnicas que façam da cozinha um espaço moderno e prático. Tão importante como o conhecimento técnico é o conhecimento do produto, ou seja, o conhecimento de produtos e equipamentos que serão fulcrais ao bom funcionamento da cozinha. O conhecimento dos modelos e das marcas de mobiliário e electrodomésticos mais adequadas será profícuo, não só em termos de funcionalidade mas, também, no que diz respeito a garantir a longevidade dos mesmos e o aproveitamento do orçamento.

Confirmar a experiência do profissional: tal como noutras áreas de trabalho, especialmente técnicas e/ou artísticas, a experiência é um factor fundamental para a avaliação de um possível profissional a contratar. Tendo em conta o volume do investimento que implica a construção de uma cozinha, a experiência do designer será, de certa forma, uma garantia de segurança e de um trabalho feito de forma competente e eficaz.

Procurar testemunhos de antigos clientes: qualquer profissional trabalha para um cliente, de forma a responder aos seus problemas e ir ao encontro das suas necessidades e desejos. Assim sendo, como complemento de tudo o que acima foi referido, nada melhor do que pedir/procurar feedback de antigos clientes do designer em questão. Assim, poderá garantir que, para além de contratar um designer com um portefólio de qualidade, está a contratar também alguém que comunica bem com os clientes e deixou uma impressão positiva nos projectos em que trabalhou.

Quanto custa o trabalho de um designer de cozinhas?

É impossível dar-lhe uma resposta exacta para esta questão. O preço pedido por um designer da cozinha é determinado em função de vários factores, que podem variar largamente: tipo e tamanho do espaço, pretensões do cliente, localização do projecto, prestígio do profissional contratado e assim por diante. O que lhe sugerimos é que escolha entre três a cinco designers de cozinha cujo trabalho gostou e peça um orçamento a todos eles. Não deve pedir apenas um orçamento porque ficará sem margem para comparação e corre o risco de perder uma melhor oferta.

Tipos de designers de cozinhas

Designers associados a uma marca ou loja: um designer, com associação profissional a uma determinada marca ou loja de produtos é, habitualmente, um profissional com um conhecimento mais aprofundado sobre os produtos que representa e pode, por isso mesmo, apresentar uma mais-valia em determinadas situações. Por exemplo, se pretende renovar a instalação eléctrica e a iluminação da sua cozinha, terá vantagem em contratar um profissional associado a uma marca ou loja da categoria de produtos que necessita, visto que encontrará ao seu dispor um profissional que desempenhará não só o papel de designer, mas também o de revendedor.

Designers associados a uma grande empresa de design: ao invés de contratar um designer de cozinhas, pode contratar uma grande empresa de design ou de construção e trabalhar directamente com os profissionais que eles colocam ao seu dispor. Esta é claramente uma opção mais cómoda, mas, ainda assim, antes de tomar uma decisão, proceda à verificação das capacidades dos profissionais da empresa. Ao escolher esta opção, ser-lhe-á oferecida uma experiência de múltiplos serviços, o que significa que terá ao dispor todos os profissionais de que necessita para o seu projecto, sem ter que contactar mais alguém.

Designers independentes: o designer independente é um profissional que desfruta de uma liberdade que, por questões lógicas, não está ao alcance dos anteriores. Estes são profissionais com os quais pode garantir um vínculo para obras e projectos futuros, tendo a garantia de que o designer em causa não terá qualquer ligação oficial com lojas e/ou marcas de produtos.

Pesquisar imagens relacionadas