0 Colocadores de piso em Guimarães

Área servida
A sua pesquisa não obteve resultados. Seja o primeiro a carregar fotos nesta categoria.

Guimarães – viver a história no quotidiano

Guimarães é uma cidade de origens remotas, medievais, que datam do século X, aquando da construção de um mosteiro e de um castelo para defesa deste, que serviram como pólos de atracção para a fixação de populações, apesar da ocupação humana da região ser bem mais antiga. O papel da cidade como berço da Nação é bem conhecido, tendo sido ali que se deram os mais importantes passos para a formação de um país independente.

Viver em Guimarães é conviver com essa história diariamente, entre monumentos nacionais e edifícios habitacionais de traça medieval, construídos com técnicas ancestrais, classificados como Património da Humanidade desde 2001. Mas é também habitar numa cidade moderna, voltada para o turismo que essa antiguidade atrai.

Ter uma casa na zona histórica tem fortes implicações no tipo de obras que pode ou não fazer à habitação, por isso todas as intervenções têm de ter profissionais altamente competentes para as obras serem aprovadas.
Mas seja na zona histórica ou nas modernas áreas habitacionais, qualquer intervenção precisa de contar com a instalação de um pavimento, pelo vai sempre precisar de um colocador de pisos.

Se este é o seu caso, descubra com o que pode contar na procura e na contratação destes profissionais. 

O que fazem os colocadores de piso?

Tijoleira, madeira, mosaicos, flutuantes, laminados, resinas, microcimento, pedra… O mundo dos revestimentos para pavimento é vasto e cheio de variedade. Escolher o material preferido é a sua tarefa, instalá-lo é a dos colocadores de piso.

Embora haja trabalhadores mais polivalentes, capazes de instalar diversos tipos de pisos, o mais comum é este trabalho ser feito por profissionais especializados num material em questão, muitas vezes trabalhando para as empresas que o comercializam. Há também outros profissionais, com outras designações, como os construtores, que também instalam alguns tipos de pavimentos, nomeadamente as tijoleiras e os mosaicos. Isto significa que não vale a pena contratar assentadores de pavimento flutuante para colocar tijoleira na casa de banho, claro!

Os colocadores de piso precisam de ter alguma formação específica para fazer esse trabalho?

Não necessariamente, mas tudo depende do piso a instalar. Normalmente bastam ensinamentos práticos, em regime de aprendizagem no local de trabalho, para se conseguir um bom nível de profissionalismo, mas há excepções.

Há pavimentos que, pelas suas características inovadoras e tecnologias de instalação diferenciadas, exigem alguma formação de base e bastante experiência. Estamos a falar sobretudo de pisos inovadores, como o microcimento, cuja instalação bem-sucedida requer técnicas específicas, ministradas em workshops e acções de formação.

Para fazer este trabalho com sucesso, os colocadores de piso devem ter capacidades de cálculo matemático, para determinar as quantidades de material a encomendar para as áreas a trabalhar, perceber um pouco de geometria, para verificar ângulos de corte (madeira, tijoleiras, mosaicos… ), e capacidade de improviso, para ultrapassar eventuais problemas que surjam no local. No entanto, não são obrigados a adquiri-las em contexto de escola.

Mas isso não significa que estes profissionais não tenham formações sobre as melhores técnicas a usar em produtos mais vulgares, fornecidas muitas vezes pelos próprios produtores dos materiais, bem como as formações em segurança e higiene do trabalho, exigidas por lei.

Preciso mesmo de colocadores de piso?

Actualmente, proliferam pela Internet centenas de vídeos e artigos a ensinar como colocar os mais variados pavimentos e, em alguns casos, isso pode ser muito útil. Falamos de trabalhos pequenos, em áreas limitadas e muito lineares precisando, mesmo assim, de haver algum cuidado se não tiver jeito para os projectos faça você mesmo.
Em projectos maiores, com características específicas, o trabalho complica-se e tentar fazê-lo sem ajuda especializada, pode revelar-se contraproducente, conduzindo a perdas de tempo e dinheiro.


Apostar na especialização, vai garantir-lhe melhores resultados e poupar-lhe muitas complicações, por isso o nosso conselho é que contrate os profissionais certos. Um revestimento mal aplicado, pode conduzir a uma duração mais curta do piso e a barulhos e danos desnecessários, que vai querer evitar a todo o custo!

Como faço a escolha dos materiais?


Para além do gosto pessoal, há muitas características a equacionar na hora de escolher o material que vai instalar no seu chão. A resistência a impactos e abrasões, a intensidade da utilização, a humidade, entre outros factores podem e devem condicionar a sua opção.


Os fornecedores dos materiais e os próprios colocadores de piso (que muitas vezes são uma só empresa) podem ajudá-lo na definição, mas, se tem dúvidas, peça ajuda a outros profissionais, como os arquitectos de interiores. 

Que características devo procurar no profissional ou na empresa de colocação de pisos para escolher?

Há sempre algumas características que devem fazer parte da oferta de qualquer profissional para que o trabalho seja bem-sucedido e são essas que deve procurar na hora de seleccionar com quem quer trabalhar.

Transparência – evite optar por profissionais com orçamentos pouco claros, porque normalmente isso conduz a situações desagradáveis. Peça que tudo fique bem discriminado, desde as características dos materiais até ao preço da mão-de-obra.

Prazos – trabalhar na indefinição só leva a atrasos e a perdas de tempo e dinheiro. Fuja de profissionais que dizem começamos para a semana ou terminamos antes do fim do mês, porque a possibilidade de ser um trabalho que se arrasta é grande.

Simpatia – é importante trabalhar com alguém que nos deixa à vontade e saber que uma crítica não vai ser mal recebida.

Bom portefólio e boas referências – saber que há trabalhos bem-sucedidos e outros clientes satisfeitos, dá alguma segurança na contratação. Embora seja interessante ter referências pessoais, actualmente pode pesquisar online nas redes sociais e fóruns de discussão, por exemplo, para obter reacções aos trabalhos dos profissionais.

Cumprimento com a legislação – embora, no geral, a colocação de pisos não seja um trabalho de risco elevado, é sempre importante que os trabalhadores tenham formação, usem os equipamentos de protecção individual recomendados, sejam vistos pelo médico do trabalho com a regularidade legal e tenham seguro de acidentes de trabalho. 

Tenho casa na região de Guimarães. Há vantagens em contratar profissionais por perto?

Claramente a proximidade traz vantagens, pois quanto mais perto estiverem os profissionais e os fornecedores, mais baixos serão os custos de transporte. Por outro lado, há modas regionais que pegam e se o trabalho que pretende entra nesta categoria, de certeza que um colocador de piso de Guimarães saberá como satisfazer os seus objectivos com mais facilidade.

Mas não se limite a Guimarães. Braga e Fafe estão a poucos quilómetros e possivelmente essa deslocação não irá fazer aumentar, significativamente, os valores envolvidos no projecto, sobretudo se este tiver alguma dimensão.

Como posso encontrar os profissionais certos para mim?


Da mesma forma que procura referências, pode procurar os profissionais. Actualmente,  praticamente todas as empresas e profissionais liberais têm um site ou uma página de Facebook onde pode encontrar muitas informações. Pode também tentar nos referidos fóruns onde se trocam ideias e planos. Se gosta de pesquisas mais tradicionais, tente procurar no seu círculo de relações pessoais ou então nas páginas amarelas. Um bom sítio para começar é aqui mesmo, na homify, onde encontra centenas de profissionais,  empresas e muitas ideias para o piso da sua casa.

Quanto custa contratar um colocador de pisos em Guimarães?

O preço final do seu pavimento vai depender directamente do tipo de material que escolher e até o valor da mão-de-obra varia de caso para caso, se não veja:

  • Um pavimento de pedra poderá custar cerca de 90€ por metro quadrado, sendo que os colocadores de piso vão ganhar cerca de 17€ por hora.
  • Um pavimento de tijoleira pode custar acima de 20€ por metro quadrado, com idêntico valor de mão-de-obra.
  • Um pavimento técnico, com espaço para passagem de cabos por baixo, custa-lhe cerca de 67€, mas aqui os profissionais cobram um pouco mais à hora, cerca de 18€.

No geral, o preço poderá variar muito. O melhor é mesmo pedir um orçamento (ou mais do que um) para saber com o que contar.