Carpinteiros - Vila Nova De Gaia: Encontre os profissionais ideais | homify

3 Carpinteiros em Vila Nova de Gaia

Vila Nova de Gaia – o artesanato está-lhe na alma, a carpintaria também


Vila Nova de Gaia é muito mais do que o outro lado do rio, muito mais do que simples rivalidade, mesmo que partilhe com o Porto muita da actividade económica. É uma cidade plena de história, centro da produção do vinho do Porto, senhora do maravilhoso cenário do cais de Gaia e de uma arquitectura única, com protagonismo para as casinhas de fachadas em azulejo.
A actividade artesanal está fortemente implantada na região e Gaia tem mesmo uma entidade promotora dos ofícios artesanais, chamada Associação Portugal à Mão – Centro de Estudos e Promoção das Artes e Ofícios Portugueses. As áreas artesanais de maior destaque são a olaria, o empalhamento, a pintura em cerâmica, a marcenaria e a carpintaria.
Mas a actividade industrial também tem um peso muito grande para esta cidade. Além da conhecida indústria que envolve o vinho do Porto e que engloba o turismo à volta da sua produção (visitas a caves, provas de vinho… ), Gaia tem também muitas empresas ligadas à fabricação de produtos metálicos, indústria do vestuário, algumas serrações e um grande número de carpintarias industriais, entre muitas outras.

Que formação tem de ter um carpinteiro?


Em Portugal não há uma obrigatoriedade de formação específica para trabalhar como carpinteiro, sendo suficiente os conhecimentos adquiridos por experiência prática em oficina. No entanto, cada vez mais as especificidades e as exigências do trabalho de carpintaria, onde se enquadram a evolução dos materiais, dos equipamentos e dos métodos de trabalho, impõem uma formação abrangente e estruturada, fazendo diminuir o número de carpinteiros sem formação teórica, complementar à prática. Um arquitecto sempre beneficiou de saber matemática, mas actualmente beneficia muito mais com conhecimentos ao nível informático, por exemplo. Por estes motivos, há muitos cursos profissionais de carpintaria no nosso país, proporcionando essa base teórica paralelamente à essencial componente prática.

Que tipos de trabalhos de carpintaria existem?

Apesar de, normalmente, os currículos relativos à formação profissional de carpintaria sejam generalistas, posteriormente há alguns graus de especialização bastante notórios. A saber: 

Carpinteiros de estruturas – tem uma ansa do telhado a precisar de ser substituída ou reparada? Quer uma pérgula no seu jardim? Nestes casos deve contratar um carpinteiro de estruturas, pois estes profissionais são capazes de planear/executar estruturas simples e de seguir planos mais elaborados para estruturas complexas;

Carpinteiros de acabamentos – construção de pavimentos, rodapés, portas, janelas, gelosias e muito mais. Estes profissionais têm, inclusivamente, especializações diferenciadas, ou subcategorias, sobretudo porque exigem maquinarias diferentes. Normalmente os carpinteiros de portas e janelas não produzem pavimentos e vice-versa, por exemplo;

Carpinteiros de mobiliário – são os profissionais certos para construir os seus móveis à medida e para recuperar os que se estragaram em sua casa.

A carpintaria só utiliza madeira?


Apesar de, imediatamente, se associar a actividade de carpintaria à madeira, a verdade é que, hoje em dia, esta actividade trabalha muito mais do que a madeira natural. As metodologias da carpintaria são também aplicadas em derivados da madeira, nomeadamente:

Contraplacado – material feito de folhas finas de madeira, prensadas. Resistente e económico, o contraplacado também é muito versátil, podendo ser utilizado em trabalhos de interior, de exterior e de mobiliário;

Aglomerados – partículas de madeira unidas por uma resina. O resultado é um material que pode ser facilmente revestido ou folheado com melamina ou madeira natural. Neste tipo de derivados de madeira, o destaque de novidade vai para o OSB, Oriented Strand Board, que além de excelentes características de resistência, apresenta um aspecto muito decorativo;

Platex – placas de fibras de madeira unidas por pressão e altas temperaturas. Material muito usado em portas e em móveis;

MDF (Medium Density Fiber), painéis de fibras de densidade média – fibras de madeira de pinho, aglomeradas com resina. Material muito utilizado em mobiliário de cozinhas e casas de banho pela facilidade de revestimento com materiais impermeabilizantes.

Que tipo de maquinarias usa a carpintaria?

Na oficina, as máquinas usadas são volumosas e muito específicas para a peça a produzir, o que acaba por enfatizar a especialização dos profissionais. Falamos de perfiladoras, máquinas de duplo corte, furadoras verticais e muito mais.
Para os acabamentos usam-se rebarbadoras, berbequins, lixadoras, tico-ticos, entre outras. Muitas vezes os acabamentos são afinados no local de montagem final do produto.

O que devo procurar junto do carpinteiro que contratar?


Para que o serviço corra bem para ambas as partes, antes, durante e depois do trabalho executado é importante fazer algumas diligências prévias junto do profissional escolhido. Procure:
 
Criatividade – Não falamos apenas das formas ou das soluções conceptuais, mas sim da capacidade para resolver contratempos de formas inovadoras;
Trabalhos de qualidade – procure profissionais com um portefólio que apresente as características que procura para o seu tipo de projecto e depois tenha atenção aos detalhes. Procure bons acabamentos, detalhes bem estruturados, precisão nos cálculos, boas escolhas de materiais. Procure, no fundo, a ausência de defeitos. Sempre que puder, confira pessoalmente junto de outros clientes;
Qualidade a um preço justo – tudo o que referimos no ponto anterior tem custos, portante desconfie de preços muito baratos. O barato sai caro, costuma-se dizer, com muita razão;
Formação e experiência – A experiência é sem dúvida fundamental, pois só com uma aprendizagem prática de alguma relevância se consegue dar garantias de qualidade no trabalho. Mas não descure a apresentação de um certificado de formação. Actualmente, as exigências de trabalho implicam conhecimentos técnicos nas áreas da informática e da matemática;
Boa comunicação com o cliente – não há nada pior do que contratar alguém que não atende o telefone, não dá ouvidos às nossas ideias ou não inclui os seus clientes nas decisões;
Boa relação com os fornecedores – prazos de pagamento em atraso e fornecedores a reclamar nunca são bons indicadores para prevenir o bom decorrer do seu projecto;
Garantias – Procure alguém que dê garantias, não apenas depois do trabalho entregue, mas também durante a sua execução. Se vai ter um carpinteiro a trabalhar na sua obra, certifique-se de que o profissional tem os requisitos de segurança e saúde tratados e um seguro de trabalho. Em caso de acidente, a responsabilidade destes requisitos não estarem tratados será do dono da obra, ou seja sua! Coloque as garantias em contrato, incluindo mitigação de problemas que venham a surgir com a obra depois de acabada.

Como posso encontrar carpinteiros em Vila Nova de Gaia?


Começou pelo sítio certo! Aqui, na homify, encontra muitos profissionais de carpintaria e pode facilmente escolher aqueles cujos trabalhos mais lhe agradam, e até contactá-los a pedir orçamento. Mas não se limite a procurar apenas em Vila Nova de Gaia. É verdade que contratar na região lhe dá o benefício da proximidade, ajudando a baixar os custos do projecto, mas tendo em conta os excelentes acessos às cidades vizinhas, os profissionais dessas cidades podem figurar nas suas escolhas, sem problemas.
Há outras formas de encontrar o profissional ou a empresa certa para si, em Gaia. Uma pesquisa mais abrangente pela internet pode resultar bem, assim como uma abordagem mais tradicional, com pesquisa nas páginas amarelas ou seguindo as recomendações de pessoas de confiança.

Pesquisar imagens relacionadas