2 Carpinteiros em Gondomar

Área servida

Gondomar – Procura um carpinteiro qualificado nesta região?

O município de Gondomar pertence ao Distrito do Porto e é um dos mais populosos da Àrea Metropolitana do Porto, com cerca de 234 027 habitantes. 

Sabia que a ourivesaria é a atividade principal de Gondomar? Esta é uma das principais artes, e que melhor caracteriza esta cidade, valendo-lhe o título de Capital da Ourivesaria

Mas não é apenas a ourivesaria que tem tido um papel importante na economia do concelho, também a marcenaria é executada em Gondomar com elevada mestria. A igreja matriz de S. Cosme é um dos locais onde pode admirar magníficas peças, criadas pelas mãos dos carpinteiros e marceneiros gondomarenses. 

A Indústria da Construção Civil tem também uma forte expressão e contributo para a economia de Gondomar. Uma curiosidade, sabia que os carpinteiros são profissionais fundamentais neste setor? Sabe qual é a diferença entre carpinteiro e marceneiro? 

Carpinteiros e Marceneiros

É comum confundir-se o trabalho levado a cabo por um carpinteiro, com o trabalho de um marceneiro. Como tal, é necessário clarificarmos as diferenças entre estes dois profissionais. 

Uma coisa têm em comum: a Madeira. Ambos os profissionais trabalham, essencialmente, com esta matéria prima. A principal diferença reside no objetivo final deste material. Enquanto que o carpinteiro tem um trabalho mais abrangente na construção civil e naval, o marceneiro trabalha quase exclusivamente no fabrico, conservação e reparação de móveis. O carpinteiro executa portas, soalhos, janelas, telhados mas também, pode levar a seu encargo, tal como o marceneiro, a concepção de móveis.

Um carpinteiro tem de ter formação?

Não obrigatoriamente. A formação de um carpinteiro adquire-se, geralmente, através do trabalho realizado em oficinas com carpinteiros mais experientes. Contudo, e com a crescente competitividade, existe cada vez mais, uma maior necessidade de complementar a prática com conhecimento teórico. Para colmatar esta necessidade, existem centros de formação profissional, com enfoque na área da carpintaria. 

Ainda assim, ao procurar um carpinteiro competente, não se restrinja a profissionais com formação teórica. Considere, claro, este aspecto, mas tenha em conta também a experiência, a confiança e a empatia que o profissional lhe transmite. 

Que tipos de trabalho executa um carpinteiro?

O trabalho executado por um carpinteiro, como já mencionámos, é bastante abrangente. Como tal, podemos definir e dividir as suas práticas em 3 grupos de trabalho:

Carpintaria de estruturas – Este tipo de carpintaria é o que envolve materiais de maior dimensão. Levam a cabo desde a execução e montagem de pérgulas e asnas, à concepção de estruturas navais. 

Carpintaria de acabamentos – São estes profissionais que estão encarregues de fabricar portas, janelas, rodapés, pavimentos e muito mais. Usualmente, existem sub-categorias nesta especialização. Por exemplo, um carpinteiro de portas e janelas pode não fabricar nem colocar rodapés.

Carpintaria de mobiliário – Os carpinteiros de mobiliário, como o próprio nome indica, são os profissionais a que deve recorrer, se procura um móvel feito à medida. 

Quais são os materiais mais comuns que um carpinteiro utiliza, além da madeira em bruto?

Os materiais utilizados são essencialmente derivados da madeira, fabricados de diferentes formas e com recurso a diferentes materiais, consoante a sua finalidade. Os mais comuns que poderá encontrar são os seguintes:

MDF – Este material derivado da madeira, é também conhecido como placa de fibra de média densidade. Uma placa MDF é fabricada a partir de fibras de madeira, com resinas sintéticas e outros aditivos. A sua mais comum utilização é na concepção de móveis, mas também poderá ser utilizado em rodapés, divisórias, batentes e balaustres. 

Aglomerado – O aglomerado é concebido através de partículas prensadas em média densidade e é, geralmente, revestido com folha de madeira. Tem uma extensa utilização na indústria do mobiliário, devido ao seu baixo custo de produção e elevada resistência. 

Contraplacado – Este material é feito através de finas placas de madeira, coladas entre si sob calor, com colas fortes e pressão, de forma perpendicular, para as tornar mais fortes. O principal tipo de contraplacado é o laminado, descrito acima, e o laminado folheado, que conta com uma fina folha de madeira nas superfícies. 

Platex – Tratam-se de placas de fibras de madeira, unidas por pressão e temperaturas elevadas. Este material é muito utilizado em portas e móveis. 

Como posso encontrar um carpinteiro em Gondomar?

Existem inúmeras fontes de informação, a que pode recorrer, para encontrar o carpinteiro que procura, em Gondomar. Sugerimos-lhe algumas formas para começar a sua pesquisa:

Família e amigos – Comece por perguntar à sua rede de contactos pessoal. Os seus familiares, amigos ou colegas de trabalho, poderão conhecer o carpinteiro competente que procura. 

Redes sociais – Faça uma publicação no Facebook, Instagram, ou LinkedIn, a pedir referências de carpinteiros na área de Gondomar! 

Motores de pesquisa – Pesquise Carpinteiros em Gondomar no Google, por exemplo. Analise os resultados e entre em contacto com os profissionais! 

Homify - Também poderá realizar essa pesquisa aqui, na homify. Explore trabalhos de carpintaria realizados e envie uma mensagem ao profissional responsável, diretamente através da nossa plataforma. Veja aqui armários e roupeiro que deve mostrar ao seu carpinteiro!

Lojas de bricolage – Experimente, também, perguntar em lojas de bricolage perto da sua zona de residência. Estas lojas poderão estar habituadas a fornecer materiais a carpinteiros da área!

Quanto custa contratar um carpinteiro em Gondomar?

Como já vimos, o trabalho de um carpinteiro pode ser bastante abrangente. Desde o mencionado rodapé, à estrutura completa de uma casa. Esta variação na escala dos trabalhos, faz com que determinar custos, seja algo muito abstrato. 

Recomendamos que peça alguns orçamentos, sugerimos três, para ter uma noção do valor da obra pretendida. Faça-o em Gondomar, mas procure também pedir orçamentos de profissionais de áreas fronteiriças, como é o caso do Porto

Ao receber um orçamento, tenha em consideração o que está incluído no preço apresentado. Deslocações? Materiais? Garantias? Considere ainda o nível de experiência do carpinteiro! Atenção, nunca deve pagar mais de 50% do valor total, antes do serviço estar terminado!