Encontre os Carpinteiros ideais | homify

687 Carpinteiros

Carpinteiros

Construir uma casa tem muito que se lhe diga. O projecto desenrola-se ao longo de inúmeras etapas que incluem uma panóplia de detalhes e envolve profissionais especializados, em áreas distintas. Entre eles, estão os carpinteiros. É uma profissão antiga, mas que continua a ter muita relevância na actualidade.

Os carpinteiros são fundamentais para a construção. Aliás, eles constroem, instalam e remodelam qualquer tipo de estrutura ou objecto, em madeira maciça ou em bruto. O trabalho é desenvolvido a partir de um planeamento e projecto, passando por fases de estudo, de desenho, de cálculo e de análise. O carpinteiro é necessário em múltiplas áreas, que vão desde o fabrico de mobiliário até ao fabrico de elementos estruturais.

Saiba mais sobre esta profissão.

   

1. O que posso esperar de um carpinteiro?

Habilidades mecânicas: tendo em conta a especificidade do trabalho desenvolvido, estes profissionais devem ter conhecimentos e habilidades mecânicas, de forma a poderem utilizar as ferramentas e as máquinas de que precisam. Os profissionais de carpintaria devem estar à vontade para operar e reparar, quando necessário, algum tipo de equipamento como, por exemplo, as serras eléctricas.

Habilidades matemáticas: As capacidades matemáticas – e de algumas das suas disciplinas, como a Estatística e a Geometria – são muito importantes para o bom desempenho de um carpinteiro. O trabalho levado a cabo pelo carpinteiro exige habilidades matemáticas que permitam a medição precisa de materiais e das áreas onde estes vão ser aplicados. A matemática será, também, fundamental para a elaboração dos projectos e o cálculo dos custos.

Atenção ao detalhe: a precisão é uma das regras fundamentais da carpintaria. São necessárias medições precisas para que todos os elementos necessários sejam montados e instalados, de forma correcta e funcional. A atenção ao detalhe e o rigor são, por isso mesmo, características indispensáveis a qualquer profissional da área.

Capacidade de pensamento crítico e criativo: à semelhança de outros profissionais da construção, também os carpinteiros devem ser capazes de descobrir soluções criativas para os problemas que possam surgir ao longo da obra. É fundamental que estes profissionais tenham a capacidade de pensar de forma crítica, utilizando a lógica, não só para resolver os problemas como também para os antecipar e evitar que estes venham a prejudicar o desenvolvimento do trabalho.

Força e resistência física: não sendo uma característica essencial para todos os passos do projecto, a força física acaba por ser muito importante em determinados momentos, uma vez que os carpinteiros serão obrigados a manipular ferramentas e materiais bastante pesados. A boa preparação física e a resistência são também fundamentais para o bom desempenho destas funções que exigem, não raras as vezes, ficar de pé por longos períodos.

Capacidade de comunicação: por fim, mas não menos importante, está a comunicação que é extremamente importante nesta profissão. Os profissionais da área devem ser capazes de comunicar de forma clara com os clientes, ouvindo-os atentamente para entender as exigências, e poderem, em função disso, apresentar soluções.  

2. Que tipos de trabalho fazem os carpinteiros?

Os carpinteiros podem executar uma ampla variedade de trabalhos na área da construção: construção e instalação de armários, construção de balcões e reparações gerais em todas as estruturas e/ou objectos de madeira. Ainda assim, é comum um carpinteiro especializar-se numa determinada área do sector.

Na carpintaria, distinguem-se três sectores principais: a carpintaria em bruto, a carpintaria de acabamentos e a construção de mobiliário.

Carpintaria em bruto: a carpintaria em bruto diz respeito à construção de estruturas básicas e de estruturas de edifícios e equipamentos de todo o género. O propósito é garantir que essas estruturas tenham qualidade e sejam consistentes, niveladas e resistentes. Este é um trabalho fundamental, na medida em que estabelece as bases para a construção.

Carpintaria de acabamentos: os carpinteiros de acabamentos têm um papel fundamental para a valorização estética dos edifícios. É a seu cargo que está a tarefa de concluir os trabalhos levados a cabo pelos carpinteiros de estruturas. Dentro das suas tarefas, estão a construção e a instalação de decks de madeira, de portas, de janelas e de tectos.

Construção de mobiliário: os carpinteiros que constroem mobiliário são, como o próprio nome indica, responsáveis pela construção de todos os móveis existentes numa casa, estando, por isso mesmo, envolvidos nos projectos numa fase já adiantada dos mesmos, isto é, quando a casa já está finalizada.

3. Contratar um carpinteiro ou optar por um DIY (Do It Yourself)?

Hoje em dia, fala-se cada vez mais em DIY (Do It Yourself ou, em português, Faça Você Mesmo), o que é bom. Os DIY permitem que se poupe algum dinheiro, dão asas à imaginação e, muitas vezes, propiciam a reciclagem e a reutilização. Porém, há pessoas com mais jeito do que outras para levar a cabo tarefas desta natureza e, no caso da carpintaria, há trabalhos que, pela complexidade, devem mesmo ser entregues a profissionais.

Que vantagens estão, então, inerentes à contratação de um carpinteiro?

Destacaríamos as seguintes:

Resultados com qualidade: os carpinteiros executam os trabalhos a um nível muito elevado. No caso de um trabalho estrutural, por exemplo, a contratação de um carpinteiro é sinónimo de segurança, de fiabilidade e de qualidade. Não se aventure sozinho.

Poupança de tempo: se fizer o trabalho de carpintaria sozinho, é provável que demore muito mais a concluí-lo. Além do mais, precisa das suas próprias ferramentas e, possivelmente, de aperfeiçoar as suas técnicas para conseguir alcançar um resultado apropriado. O trabalho que um carpinteiro faz em dias, pode demorar meses nas mãos de alguém inexperiente.

Optimização do orçamento: o carpinteiro ajudá-lo-á a optimizar o seu orçamento. Ele saberá onde ir comprar os melhores materiais aos preços mais competitivos, podendo até conseguir arranjá-los com desconto. Além do mais, libertá-lo-á da despesa de ter que comprar ferramentas e todo o tipo de equipamento necessário, o que sai caro, sobretudo se nunca tiver feito um trabalho de carpintaria. 

4. O que considerar antes de contratar um carpinteiro?

O carpinteiro é um profissional com relevância nos projectos de construção e de acabamentos de uma casa ou de qualquer outro edifício. Antes de contratar um, é fundamental assegurar-se de que a escolha recairá sobre a pessoa certa.

Assim sendo, o que deve considerar antes de contratar um carpinteiro?

Pedir recomendações: peça recomendações sobre carpinteiros junto das pessoas que conhece e que tenham recorrido a este serviço, anteriormente. Ouvir o testemunho de alguém que contratou este profissional é uma forma de confirmar as suas qualidades de trabalho e o grau de satisfação em relação ao projecto desenvolvido. 

 

Compare orçamentos: peça orçamentos a vários carpinteiros e informe-os das suas limitações orçamentais. Assim, poderá comparar as propostas apresentadas e escolher aquela que melhor se ajusta às suas circunstâncias. Caso aquilo que tem em mente não seja possível de executar, dentro do seu limite orçamental, o carpinteiro pode ajudá-lo a descobrir alternativas válidas e financeiramente viáveis.

Madeiras utilizadas: existem vários tipos de madeiras que podem ser utilizadas por um carpinteiro e que variam no que toca à resistência, à qualidade e à longevidade, de acordo com as características que possuem. Certifique-se do tipo de madeiras que o profissional irá utilizar, assim como da experiência e resultado de utilizações anteriores.

Seguros e licenças: procure contratar e trabalhar com um carpinteiro que tenha a actividade devidamente regularizada e que tenha os seguros e as licenças em dia. Isto pode parecer um preciosismo, mas é muito relevante no caso de alguma coisa correr mal. Encare esta situação como um investimento e, mesmo que tenha de pagar mais inicialmente, garanta a segurança de todos os envolvidos. Ficará de consciência mais tranquila.

5. Quanto custa contratar um carpinteiro?

A dimensão da obra, a experiência do carpinteiro, os materiais e a especificidade do projecto influenciam, directamente, os preços praticados que são, por isso, muito relativos. Além do mais, é provável que um carpinteiro que trabalha num grande centro urbano seja mais caro do que um carpinteiro de uma localidade pequena. Afinal de contas, nas grandes cidades, muitos serviços são mais caros.

Deixamos-lhe, no entanto, dois valores aproximados que podem orientar a sua pesquisa. Um bom carpinteiro poderá cobrar cerca de 17.50€ por hora e um carpinteiro ajudante cobrar, aproximadamente, 16.90€ por hora.

Pesquisar imagens relacionadas