Canalizadores - Seixal: Encontre os melhores profissionais | homify

2 Canalizadores em Seixal

Área servida

Canalizadores no Seixal

O Seixal pertence ao Distrito de Setúbal e à região de Lisboa e conta com, aproximadamente, 31 600 habitantes. Presume-se que o nome da localidade provenha da grande quantidade de seixos que existiam na região e que eram usados como lastro nas embarcações.

Foi, efectivamente, em torno de uma baía que a cidade se desenvolveu. A localidade é terra de pescadores e o posicionamento privilegiado em relação ao rio permitiu, ao longo dos tempos, que se levassem produtos do Seixal para a capital. Depois, em Lisboa, estes produtos eram exportados.

As unidades fabris que se sucedem em torno da baía, alavancaram o desenvolvimento económico do concelho que, de rural, passou a industrial. Com a inauguração da ponte sobre o Tejo, em 1966, foram muitas as pessoas que escolheram o Seixal como local para habitação permanente. Esta explosão demográfica foi importante na história do concelho que hoje pode orgulhar-se de possuir valores elevados no que diz respeito ao progresso socioeconómico, cultural e educativo.

Se mora neste belo concelho à beira rio plantado e procura um canalizador, então não deixe de ler as informações que partilhamos consigo neste artigo.

1. O que fazem os canalizadores?

O canalizador é o profissional responsável pela instalação e pela reparação de toda a tubagem que compõe os sistemas de abastecimento de água, de aquecimento e de saneamento.

Para além dos conhecimentos específicos atinentes a cada uma das vertentes do seu trabalho, o canalizador deve, ainda, ser capaz de saber ler e interpretar os desenhos gráficos dos edifícios para perceber a sua intervenção no projecto.

Tendo em conta a importância e a especificidade dos sistemas com que trabalha, a preparação deste profissional deve abarcar todos os tipos de equipamentos e de aparelhos com que estes sistemas interferem.

A responsabilidade inerente a esta profissão é inquestionável e um bom desempenho elementar para a funcionalidade da casa e para a segurança de quem nela habita (o risco de inundações ou de fugas de gás, por exemplo, pode decorrer de uma má instalação das tubagens ou da falta de manutenção das mesmas) é fundamental.

2. Que tipos de canalizadores existem?

Canalizadores residenciais: os canalizadores residenciais são profissionais treinados para instalar sistemas de tubagem em casas particulares. A formação dos canalizadores residenciais deverá estar mais orientada para a área da construção.

Canalizadores comerciais: os canalizadores comerciais estão incumbidos de trabalhar com sistemas de tubagem para grandes construções de edifícios públicos, como hospitais, escolas, estádios, centros comerciais, entre outros. Devem, por isso, ter um treino específico e estar aptos a trabalhar com equipamentos e ferramentas industriais, de grandes dimensões. A abrangência dos conhecimentos deverá ser mais ampla do que a dos canalizadores residenciais. 

Canalizadores de manutenção: o canalizador de manutenção é o que se deve chamar a casa com mais frequência. Este profissional tem uma preparação específica, que lhe permite solucionar qualquer problema que possa surgir nos sistemas de tubagem. Tem, a seu cargo, todo o trabalho de reparação, de inspecção, de manutenção e, por lidar mais directamente com o cliente, deve possuir uma boa capacidade de comunicação.

3. Para que tipo de trabalhos os canalizadores são mais chamados?

Os canalizadores podem ser chamados para diferentes tipos de trabalhos, mas há uns mais comuns do que outros e que merecem, com toda a certeza, o cuidado de um profissional.

São eles:

Instalação de canalização: é impensável instalar a canalização de uma casa sem recorrer a um técnico, para o efeito. O trabalho de instalação é complexo e detalhado até numa casa pequena. Se está a remodelar a casa ou pretende modernizar o seu sistema de canalização, não abdique de um canalizador.

Rebentamento de canos: é um incidente chato e que acontece com frequência. Quando um cano rebenta, a água depressa se alastra e alaga uma divisão (ou mais), podendo danificar móveis, objectos de decoração e entrar em contacto com aparelhos eléctricos, o que é particularmente grave. Perante tal situação, ligar para um canalizador é crucial. Ele conseguirá localizar o cano e resolver o problema com celeridade. 

Falta de água quente: não há nada mais chato do que estar a tomar um duche e a água começar a sair fria! Os sistemas de aquecimento de água e os esquentadores devem ser instalados e reparados por canalizadores e por outros técnicos. É perigoso assumir este trabalho, sem ter experiência na área.

Canos entupidos: já deu por si a lavar a louça e a ver que a água não está escoar,  devidamente? Quando isso acontece, é sinal de que os canos estão entupidos. Por vezes, consegue-se resolver o problema através da utilização de produtos próprios para o efeito ou abrindo o sifão para remover as substâncias que estão a causar o bloqueio. No entanto, se o problema persistir, é preferível chamar um canalizador que, com as ferramentas e/ou maquinaria adequadas, conseguirá desentupir o cano.

Pouca pressão: a falta de pressão pode ocorrer em qualquer torneira da casa e nunca é bem-vinda. Deve contratar um canalizador para perceber o que está a provocar o problema. Está um cano obstruído? Entrou ar na tubagem? Há vazamentos? A falta de pressão pode ter várias origens.

4. Que qualidades e competências devem possuir os canalizadores?

Competências físicas: a especificidade do trabalho obriga o canalizador a ter uma destreza manual assinalável. Trabalhar de forma firme, transportar material pesado, ser capaz de utilizar várias ferramentas, coordenar os movimentos e possuir uma boa visão é fundamental para um bom desempenho. Mas, a exigência não fica por aqui. Os canalizadores poderão ser chamados a trabalhar em plataformas suspensas, em espaços apertados e confinados, em altitude e com temperaturas extremas. A aptidão física é, por tudo isto, indispensável.

Competências adquiridas: durante o processo de trabalho, os canalizadores deverão ser capazes de realizar tarefas relacionadas com diferentes áreas. Esta necessidade leva a que estes profissionais precisem de estar actualizados. Por exemplo, a matemática e a geometria serão sempre úteis num trabalho que exige medição e precisão. Ao mesmo tempo, é necessário conhecer as ferramentas, os aparelhos, as máquinas e as técnicas mais avançadas e actuais, que permitirão encontrar soluções eficazes para eventuais problemas. Ter concepções de mecânica, de tecnologia e de segurança é indispensável para a qualidade do serviço prestado. 

Habilidade cognitiva: a complexidade do trabalho do canalizador obriga a que o profissional detenha uma capacidade de análise do problema, de estudo de alternativas e de aplicação da lógica acima da média. As decisões devem ser tomadas rápida e eficazmente. Para que isto seja uma realidade, é fundamental ter boas aptidões de comunicação, de raciocínio, de percepção e de memória.

5. Quais são as vantagens de contratar um canalizador?

O trabalho de um canalizador é complexo, pelo que não é aconselhável que seja levado a cabo por qualquer pessoa. É certo que se tiver conhecimentos mínimos, pode proceder a algumas intervenções simples. Porém, se o problema for de maior dimensão ou complexidade, entregue a tarefa a quem sabe.

Entre as vantagens intrínsecas à contratação de um canalizador, destacaríamos as seguintes:

Eficiência: os canalizadores profissionais oferecem um trabalho rápido e eficaz. Se os problemas que enfrenta são complexos e de carácter urgente, não dispense o trabalho de alguém que seja capaz de os resolver rapidamente. Assim, evitará problemas de maior dimensão e custos acrescidos.

Experiência: um canalizador tem o conhecimento, o treino e a experiência para identificar e reparar qualquer problema de canalização residencial ou comercial. Um bom canalizador saberá resolver, de forma pouco intrusiva e dispendiosa, qualquer problema, seja ele simples ou intrincado. Com a ajuda de uma pessoa experiente, não tem que se preocupar com erros crassos que, mais tarde, podem sair muito caros.

Optimização do orçamento: encare esta contratação como um investimento e lembre-se que empregar um profissional evita erros e más decisões, que poderão obrigar a despesas extraordinárias.

6. Onde encontrar um canalizador no Seixal?

É fácil encontrar um canalizador. Estes profissionais são muito solicitados e já quase toda a gente precisou de recorrer a este serviço.

Aqui na homify, damos-lhe acesso a uma vasta lista de profissionais, que estão organizados por categoria. Os canalizadores estão entre eles. Procure no Seixal e, se achar pertinente, alargue a sua pesquisa às cidades e concelhos vizinhos.

Para além da homify, use a Internet. Numa situação de emergência – como o rebentamento de um cano – é sempre para a Internet que nos viramos. Basta introduzir as palavras-chave (canalizadores + Seixal) para ter acesso a uma panóplia de contactos, alguns assinalados como estando disponíveis 24 horas por dia e durante toda a semana.

Pode, também, fazer uma publicação nas redes sociais a pedir um contacto. O Facebook é ideal para o efeito, assim como o Instagram. Se as redes sociais não são a sua praia, então utilize o infalível método do passa-a-palavra e pergunte directamente a amigos e familiares.

Se passar numa loja de construção e de bricolagem, peça uma indicação nesse sentido. Os canalizadores recorrem a estas lojas para comprar ferramentas e materiais, por isso é provável que os funcionários da loja o possam ajudar.

7. Quanto custa contratar um canalizador no Seixal?

O custo aproximado de um serviço de canalização depende de inúmeros factores. O preço médio é de 60€, mas pode oscilar entre os 30€ e os 150€. Os canalizadores não costumam cobrar à hora, devido à especificidade de cada trabalho. No entanto, podem ter uma tabela com custos fixos para as tarefas mais requisitadas.