Arquitetos paisagistas - Maia: Encontre os melhores profissionais | homify

12 Arquitetos paisagistas em Maia

Área servida

Enquadramento socioeconómico do Município da Maia

Maia é abraçada pelo distrito do Porto e contempla 135.678 habitantes, sendo este um número considerável e em crescimento. São várias as razões que levam os portugueses a escolher o Município da Maia, como cidade para viver e comprar casa. Curiosamente, esta cidade é atualmente das mais avançadas do país, graças ao seu grande destaque na área da indústria, inovação e novas tecnologias, tornando-se assim um grande exemplo de desenvolvimento ambiental e económico. Apresenta fortes identidades individuais, procedentes de raízes culturais, históricas e religiosas milenares, nomeadamente nas zonas mais rurais. Assim, esta intercessão promove uma certa dualidade entre um forte passado histórico e uma nova era de desenvolvimento.

É de ressalvar que, o Município da Maia apresenta uma grande preocupação com o meio envolvente, a natureza e a preservação da sua história. Por exemplo, as galerias ripícolas são as únicas áreas que ainda conservam a vegetação natural primitiva da Maia!

O Município da Maia e os espaços verdes

No Município, pode encontrar 24 espaços verdes e parques, perfazendo um total de 1500 hectares de parques naturais e espaços verdes protegidos. Destacamos o Castelo da Maia, o Parque de Avioso – S. Pedro e a Quinta da Gruta, que contempla um palacete, uma unidade desportiva, hortas biológicas e uma escola ambiental. Claro que, pode encontrar vários parques naturais e infantis, tendo como objetivo o contacto com a natureza, logo em tenra idade. 

Finalmente, estão em desenvolvimento outros projetos de arranjo urbanístico e integração paisagística.

Por que deve contratar um arquiteto paisagista?

Nem sempre é considerada a ideia de contratar um arquiteto paisagista, já que é visto como uma opção secundária. Porém, são várias as vantagens que nos levam a recorrer aos serviços deste profissional. 

Ressalvamos as seguintes:

  • Oportunidade de ajustar o seu projeto e conhecer os materiais certos, as cores apropriadas e o mobiliário de jardim certo para usar;
  • A nova aparência do exterior permitirá otimizar o potencial do seu espaço;
  • Valoriza o seu bem imobiliário;
  • Evita stress e pode aproveitar esse tempo para outras atividades;
  • Evita gastos desnecessários, por más avaliações ou escolhas suas, pois como diz o ditado o barato sai caro.

Para que tipo de espaços exteriores precisa de recorrer a um arquiteto paisagista?

  • Terraço e pátios – são espaços ao ar livre que são mais difíceis de desenvolver, devido às fortes restrições relacionadas às condições climatéricas, como o sol, sombra e vento ou, ainda, por questões de acessibilidade e privacidade.
  • Jardins da cidade – a organização dos jardins públicos tem um lugar especial no mundo dos jardins. Estes têm, muitas vezes, o poder de tornar ambientes menos atrativos, em espaços mais acolhedores e agradáveis.
  • Jardins de moradias particulares – nos quais podem ser projetados uma diversidade de soluções: piscina, relva, horta, parque infantil, estacionamento, pérgola, canteiros, áreas de lazer ou de refeição, entre outras opções. 
  • Parques e jardins públicos – são os espaços que têm ganho, cada vez mais, protagonismo, já que têm despoletado maior interesse por parte dos Municípios, neste caso o da Maia. O cuidado em organizar corretamente um jardim público, como em criar maiores espaços verdes, dentro da cidade, permite criar uma arquitetura paisagista muito mais harmoniosa, em busca do equilíbrio entre a natureza e as pessoas.

Um arquiteto paisagista pode aconselhá-lo?

Claro, conselhos para a avaliação ou renovação do jardim quando compra uma moradia, para um estudo do jardim, imaginando a localização da futura piscina, terraços, calçamento, sebes, hortas, parques infantis, plantas, etc.

O que pode perguntar a um arquiteto paisagista?

  • Qual é a equipa que irá intervir no projeto? Mediante o tipo de obra, vários especialistas poderão ser necessários. Por exemplo, um especialista em piscinas; um eletricista para a iluminação de jardim; um jardineiro para a plantação ou um colocador de piso. 
  • Quanto tempo irá durar a obra? Sabemos que há sempre surpresas, por isso, pergunte ao profissional o tempo real do projeto. Vale mais ter um prazo alargado e ser surpreendido pela positiva, do que ao contrário. 
  • O que contempla o orçamento? Tente saber, à partida, o que inclui o orçamento para que este seja o mais fidedigno possível. Materiais? Mão-de-obra? Horas de trabalho? Deslocação? Recomendamos sempre que peça mais do que uma cotação, de modo a escolher a melhor proposta.
  • Posso ver o portfólio? Peça sempre o portfólio do profissional, neste caso do arquiteto paisagista. Este dar-lhe-á uma perceção clara do tipo de trabalho que executa. Assim, pode identificar-se com o estilo e até tirar ideias. 
  • Que serviços disponibiliza? Saiba quem irá levar a cabo o projeto, se é necessário contratar uma equipa e quem são os profissionais por detrás do arquiteto paisagista.

Onde encontrar um arquiteto paisagista em Maia?

É caso para dizer que está na página certa, já que a homify é uma porta aberta para conhecer projetos, mas também os melhores profissionais. Aqui encontra contactos de todas as zonas do país, tanto da Maia, como das imediações. Filtre a sua pesquisa pelo seu código postal e obtenha, a partir de um clique, uma rede de contactos. Visualize os perfis e os respetivos projetos. Não hesite em entrar em contacto com os seus preferidos. 

Além disso, tem sempre a possibilidade de perguntar a amigos, familiares ou afunilar a sua pesquisa em redes sociais e diretamente pelo Google. 

Não se esqueça de privilegiar um profissional da Maia, já que o profissional estará familiarizado com o meio e conhecerá bem os fornecedores e parceiros. Além disso, poupará custos de deslocação.