Arquitetos - Maia: Encontre os melhores profissionais | homify

286 Arquitetos em Maia

Área servida

Maia: cidade moderna, desenvolvida e com um forte poder de compra

A Norte do país, no Distrito do Porto, situa-se Maia, cidade com 40 134 habitantes e a oito quilómetros do Porto. Para além da proximidade em relação a este grande centro urbano, a cidade tem, na vizinhança, a Trofa, Santo Tirso, Matosinhos e Vila do Conde. A localização é, como se percebe, um dos motivos que leva tantas pessoas a fixar-se no município. 

 

A presença humana, no concelho, não é de agora. Há vestígios pré-históricos que a confirmam e referências que remontam ao período romano. Aliás, escrever sobre a Maia é escrever sobre a História de Portugal, designadamente sobre o processo de independência, com especial ênfase para Gonçalo Mendes da Maia, O Lidador.

Porém, o passado histórico da cidade concilia-se com o espírito moderno e dinâmico que a caracteriza. A Maia é hoje um dos municípios mais avançados do país, desempenhando um papel crucial na indústria, inovação e novas tecnologias. Não menos importante é o papel exemplar que tem protagonizado no que toca ao desenvolvimento económico e ambiental. Vale realçar que o poder de compra per capita neste município é, segundo dados de 2013, 13% superior à média nacional.

 

Maia: arquitectura

E já que é sobre arquitectos e arquitectura de que lhe queremos falar, não podíamos deixar de mencionar algumas referências patrimoniais importantes do concelho.

Começamos pelo Mosteiro do Divino Salvador de Moreira, a igreja matriz, de estilo Maneirista, da freguesia. O mosteiro data do século XVII (1622), tendo sido classificado como Monumento de Interesse Público, em 2012.

 

Dentro de um estilo mais moderno, temos a Torre do Lidador que é apelidada como O Isqueiro devido ao seu formato. O prédio, com 92 metros de altura, acomoda os serviços municipais e está entre os edifícios mais altos de Portugal.

 

As Pirâmides da Maia, também elas de linhas modernas, foram criadas pelo arquitecto Pais de Figueiredo e pelo escultor Zulmiro de Carvalho. O monumento foi erguido, em 1988, em honra da cidade e dos habitantes do concelho.

Maia: panorama da habitação

As câmaras de vários municípios têm abraçado programas para apoiar o arrendamento jovem. Numa altura em que os preços das rendas dispararam um pouco por todo o país, com especial ênfase nos grandes centros urbanos, é importante atrair os jovens que são, afinal de contas, o futuro. Caso contrário, os centros das cidades esvaziam-se e envelhecem, o que tem efeitos nefastos no panorama socioeconómico das mesmas.

 

Além do mais, a Câmara Municipal da Maia anunciou, em 2018, o investimento de 21 milhões de euros na reabilitação de empreendimentos habitacionais sociais, localizados no centro da cidade. Este investimento, para além de beneficiar as famílias, aprimora a paisagem que se verá assim de cara lavada. 

 

Custo de terreno por m2, custo do arrendamento e IMI na Maia

Antes de encetar o seu projecto e de contratar um arquitecto na Maia, deixamos-lhe alguns valores que cremos pertinentes para quem quer habitar o concelho.

 

Ora, o custo do terreno por mé de 865€, um valor 389€ mais baixo do que o praticado no Porto. 

 

O preço da renda é igualmente muito inferior. Em 2017, o preço por m2 do arrendamento rondava os 4.78€. Na mesma altura, o preço da renda, no Porto, era de cerca de 6.77€ (com zonas como a Foz do Douro e Nevogilde, a chegar aos 7.23€/m2).

 

No que toca ao IMI, em 2019, a taxa para primeira habitação e para famílias numerosas será mais baixa, por oposição ao ano anterior. Para prédios ou partes de prédios que se destinam a habitação própria e permanente, a taxa será de 0.380%. Já nos prédios ou partes de prédios urbanos não destinados a habitação própria e permanente, o imposto será de 0.385%. 

 

O poder económico, as empresas nela fixadas, a situação geográfica e os preços médios atinentes à habitação fazem da Maia uma cidade muito sedutora para habitação permanente. Mas, se pretende remodelar casa, construir do zero ou intervencionar qualquer que seja o espaço, privado ou comercial, vai precisar de um arquitecto.

Por que devo contratar um arquitecto?

Se o seu projecto for de uma envergadura significativa, isto é, se não se resumir a uma pequena remodelação ou reparação, recomendamos, vivamente, a contratação de um arquitecto.

 

Um arquitecto ajudá-lo-á, através de ideias criativas e de um design hábil, a maximizar o potencial do seu projecto. Estes profissionais têm o traquejo para perceber exactamente aquilo que o cliente pretende e surgir com soluções inovadoras para contornar os mais ardilosos problemas. Além do mais, o arquitecto afastará o seu projecto da banalidade. Uma casa não se resume a quatro paredes e a um telhado. No interior, os ambientes devem ser capazes de proporcionar conforto e bem-estar e de  surpreender e inspirar, com pormenores de design diferenciadores.

 

Além do mais, contratar um arquitecto é contratar um serviço que extravasa a mera produção de um conjunto de desenhos. Os arquitectos têm um curso superior, muitos deles mestrado integrado e, ainda, estágios e trabalho em diferentes ateliers. São muitos anos de estudo e de prática para providenciar um serviço completo, que tem origem na fase burocrática e se prolonga ao longo do projecto até à conclusão do mesmo. Ter um profissional competente, a acompanhar e a supervisionar a obra e a ajudá-lo em todos os aspectos – licenciamento, contratação de fornecedores, comparação de preços, escolha de materiais, entre muitos outros – é uma enorme mais-valia e, acima de tudo, uma libertação e descanso para si. Com isto, não queremos dizer que, enquanto cliente, será afastado do projecto. Isso só acontecerá se assim o entender. Para que tudo corra bem, deve haver uma cooperação e abertura ao diálogo entre ambas as partes.

 

O valor do seu investimento no serviço de um arquitecto não se esgota aquando do termo da construção. O arquitecto pode assegurar a construção de uma casa com boa eficiência energética e, por conseguinte, reduzir as suas despesas ao final do mês. Para além disso, uma casa com um bom design, arquitectada por um profissional prestigiado, ganha outro valor de mercado e, já que vai investir, então invista a sério!

 

Que questões colocar a um arquitecto?

Escolher um arquitecto e confiar-lhe, por exemplo, a projecção da casa dos seus sonhos, dá-lhe o direito de colocar algumas questões antes de avançar. Entre elas, destacaríamos as seguintes:

 

Vai desenhar o meu projecto ou delegar essa tarefa a outra pessoa? Os gabinetes de arquitectura são compostos por vários arquitectos, pelo que nos parece importante saber se a pessoa com quem se reuniu será a responsável pelo projecto ou se a função passará para outro membro da equipa. Se for este o caso, peça para conhecer a pessoa que vai assumir o seu projecto.

Como calcula os preços? Os arquitectos podem apresentar um orçamento com o preço total, cobrar à hora ou até por metro quadrado. Clarifique esta questão e veja que serviços estão incluídos no orçamento. Não se esqueça de pedir sempre mais do que um orçamento, para comparar as ofertas.

 

Pode dar-me uma lista de referências? É possível que encontre feedback de antigos clientes nas páginas de Facebook, em fóruns ou nos próprios sites dos gabinetes. As opiniões permitir-lhe-ão perceber o calibre do trabalho do arquitecto e quão satisfeitos estão os clientes. Se não encontrar estas referências facilmente, peça ao arquitecto uma lista de clientes com os quais ele já trabalhou.

 

Que obstáculos prevê no meu projecto? Sendo certo que há imprevistos, também não é menos verdade que um bom arquitecto terá a visão para perceber o que pode ser um obstáculo e como é que pode ser fintado.

Como posso encontrar um arquitecto na Maia? 

Para encontrar um arquitecto na Maia, pode começar pela homify. Temos projectos executados por arquitectos, de vários pontos do país, reunidos na nossa plataforma, pelo que não terá dificuldade em encontrar um arquitecto nesta cidade ou nas cidades vizinhas. Para além de ter acesso ao nome das empresas, também pode consultar álbuns, com os projectos por elas concretizados. Assim, põe de lado os seus favoritos e entra em contacto mais facilmente.

 

Não será difícil encontrar um gabinete de arquitectura na Maia. Como lhe explicámos, é uma cidade desenvolvida e, seguramente, com muita oferta. Ainda assim, se não estiver satisfeito com o que encontrar, pode alargar a procura para as cidades adjacentes. Além da homify, use a Internet para fazer a sua pesquisa, as redes sociais e pergunte aos seus amigos, colegas e familiares se têm alguma referência, nesse sentido.

 

Contratar um arquitecto que seja da Maia é oportuno, já que o profissional estará familiarizado com o que se passa na cidade a vários níveis: quais os melhores fornecedores; que materiais existem na região e não precisam de ser exportados; quem oferece os melhores preços; como se desenrola o processo burocrático; que outros profissionais da região pode envolver no projecto e assim por diante. Para além disso, poupará em custos de deslocação.