343 Arquitetos em Lisboa

Área servida

É difícil descrever esta cidade e capital portuguesa e se não ficar num misto de emoções entre o orgulho e a saudade. Lisboa é muito mais do que uma cidade, é um povo, um ambiente, um lugar a que podemos chamar de casa. Lisboa é menina dos nossos olhos e de todos os que Lisboa visitam. Não é por acaso que se apaixonam por esta cidade, desejam voltar a visitar ou simplesmente se mudam para cá. Temos muito de história mas também muito de cosmopolita. É a cidade mais populosa do país e conta com uma população de 506.892 habitantes. Os limites da cidade, encontram-se limitados dentro dos limites do perímetro histórico, levando à criação de várias cidades ao redor da mesma. Lisboa é também uma das capitais mais amenas da Europa, logo a arquitectura tem de ser especial e única.

Um pouco de história

Apesar da destruição causada pelo grande terramoto em 1755, Lisboa conseguiu escapar aos bombardeamentos da Segunda Grande Guerra Mundial e por isso mantém ainda erguidos, uma extensa variedade de estilos arquitetónicos. O pombalina e o manuelina são os que mais se destacam, assim como os ricos interiores barrocos.

Estilos que se pode encontrar na capital portuguesa:

Estilo gótico: Presente no notável Convento do Carmo e ainda em parte da Sé.

Estilo manuelino: Marcado por uma rica ornamentação com motivos marinhos, o escudo nacional e a cruz da ordem de Cristo. Dois dos monumentos mais emblemáticos deste estilo são o Mosteiro dos Jerónimos e a Torre de Belém.

Estilo pombalino: Refere-se ao Marquês de Pombal, o responsável pelo projecto de reconstrução de Lisboa após o terramoto de 1755. É um estilo simples arquitetura com características especiais, como a estrutura anti-sísmica designada de “gaiola” e com saneamento modernos. Eram claro, ideias de vanguarda para a altura.

Estilo Barroco: Existem poucos monumentos puramente barrocos em Lisboa, pois foi um estilo frequentemente usado para enriquecer edifícios existentes. A Basílica da Estrela e o Panteão Nacional são dois dos vários exemplos.

Estilo neoclássico: caracterizado por uma arquitetura mais monumental.

Estilo Arte Nova: Este estilo pode ser visto na Praça de Touros do Campo Pequeno e em menor escala noutros edifícios.

Estilo contemporâneo: o mais recente dos estilos. É na zona da Expo 98 que se encontram os exemplos mais notáveis da arquitetura contemporânea da época.

O luxo de viver em Lisboa

Viver em Lisboa é ponderar todas as vantagens e desvantagens presentes na cidade. É valorizar a vivência numa cidade cheia de luz, que é a capital e que se encontra em constante mutação. Viver no centro de Lisboa não está ao alcance de todos. Prédios antigos vêem-se agora obrigados a grandes remodelações mantendo (ou não) a traça principal enquadrando-se nas necessidades da vivência moderna.

As colinas da cidade dificultam os lugares de estacionamento ou as garagens e quando existem, o preço pago é alto. Existem regras e leis a cumprir quando se fala de construção ou de requalificação de edifícios, e ainda bem, só assim Lisboa continua “menina e moça”.

O centro é escasso de transportes e a maioria das empresas e escritórios ficam fora deste perímetro.

Qual o preço da construção em Lisboa?

Lisboa é quase 3 vezes mais cara que os arredores e o seu preço por metro quadrado aumentou mais de 37% nos últimos anos. A justificação para este acontecimento deve-se ao crescimento do mercado de compra e venda, em muito pelos programas de apoio ao investimento estrangeiros e ao crédito à habitação. Claro que o alojamento local também ajudou a inflacionar os preços.

O preço médio por metro quadrado na cidade de Lisboa era no final de 2016 de 3.404 euros, o que significa que nos dias de hoje é difícil encontrar uma casa de apenas 100 metros quadrados, por menos de 300 mil euros. Lembramos que mesmo dentro da cidade, os preços variam consoante as freguesias.

Quais as vantagens de contratar um arquitecto lisboeta?

As características do terreno e o clima do espaço são fatores que têm total impacto no momento da construção e planeamento arquitectónico de uma casa. Quanto mais o profissional souber sobre a cidade melhor será desenvolvido o projecto. Imagine contratar um arquitecto chinês para construir em Lisboa, não significa que a casa não ficasse impressionante a nível estético e arquitectónico, mas estamos certos que um profissional nacional saberá “dar a volta” com maior facilidade nos diversos contratempos do projecto.

Questões fiscais e legais, linguagem, os melhores materiais e onde os encontrar, o gosto português, são apenas alguns dos factores que podem ser o entrave no momento do planeamento do projecto da sua casa.

Como saber que profissional contratar?

Neste aspecto a homify ajuda imenso. Somos as páginas amarela da arquitectura, design e decoração. Na realidade somos uma plataforma online presente em mais de 30 países que reúne todos os profissionais nestas áreas num único site. Aqui pode pesquisar o tipo de profissional que procura em diferentes cidades e ainda estar a par das novidades através dos mais variados projectos arquitectónicos e de interiores. Pode usar o nosso serviço de “consulta grátis” para pedir orçamentos, usar o “fórum de discussões” para o ajudar a resolver determinados assuntos (como dicas de decoração ou construção) e ainda ficar atualizado e super inspirado com mais de 1.700.000 fotografias. Uma das mais recentes novidades presentes na homify é a loja – se gosta de compras online não pode deixar de ver a oferta que temos para si.

Que outro tipo de profissional necessita para realizar um total projecto de construção?

Arquitetos de interiores em Lisboa

Decoradores em Lisboa

Designers de casas de banho em Lisboa

Designers de cozinhas em Lisboa

Arquitetos paisagistas em Lisboa

Jardineiros em Lisboa

Electricistas em Lisboa

Canalizadores em Lisboa

Continua com questões que gostaria de ver respondidas?

Procure profissionais com os quais se identifica e questione-os directamente.