Arquitetos de interiores - Braga: Encontre os melhores profissionais | homify

11 Arquitetos de interiores em Braga

Área servida

Braga – tradição religiosa num meio urbano moderno

Localizada no norte de Portugal, Braga é uma cidade muito jovem e dinâmica, que conta com um forte espírito de empreendedorismo empresarial. 

Em primeiro lugar, a Universidade do Minho atrai anualmente milhares de jovens que elegem Braga como a cidade para perseguirem os seus sonhos. Além disso, a cidade oferece imensos espaços culturais, empresariais e de lazer, tais como parques, museus, restaurantes ou esplanadas, que fazem com que a população se fixe.

Outro ponto a favor de Braga é que esta continua a ter um dos preços mais baixos por metro quadrado do país, pelo que aumenta a qualidade de vida das pessoas que a escolhem para viver.

Uma coisa leva a outra e todas as anteriores tornam Braga numa cidade tão bonita e cativante! Se se deixou apanhar pelos encantos desta capital de distrito, saiba porquê e como deve contratar um arquitecto de interiores nesta região.

Quais as vantagens de contratar um arquitecto de interiores em Braga?

Contratar um arquitecto de interiores irá trazer-lhe inúmeras vantagens, tais como:

  • Optimização do orçamento: como profissional especializado que é, o arquitecto de interiores tem todo o conhecimento necessário acerca da leitura de um imóvel, dos materiais disponíveis no mercado e das soluções mais adequadas ao espaço a ser intervencionado. Assim sendo, irá conseguir gerir da melhor maneira o orçamento por si apresentado, conseguindo alcançar da melhor maneira os objectivos definidos sem grandes derrapagens;
  • Acesso a fornecedores de excelência: um bom arquitecto de interiores conhece os melhores fornecedores de materiais, assim como profissionais de outras áreas que irão ser necessários na concretização do projecto, tais como electricistas, colocadores de piso, pintores, etc.. Assim sendo, se por um lado poderá ter acesso a descontos para profissionais, por outro o cliente não terá que procurar sozinho outros profissionais, o que poupará imenso tempo;
  • Valorização do seu imóvel: um imóvel que tenha sofrido alterações através de um projecto de arquitectura de interiores terá muito mais valor de mercado do que outro que nunca tenha sofrido uma intervenção destas;
  • Potencialização do espaço: um arquitecto de interiores sabe ler um espaço, conseguindo tirar o máximo partido de cada metro quadrado. Assim sendo, irá saber exactamente onde colocar pontos de luz, como aproveitar a luminosidade oferecida pelas janelas, que tipo de portas usar, entre muitas outras questões.

Quais as diferenças entre um arquitecto de interiores, um designer de interiores e um decorador?

Para a maior parte das pessoas, é muito comum a confusão entre arquitecto de interiores, designer de interiores e decorador.

  • Arquitecto de interiores

O arquitecto de interiores é o profissional que se foca essencialmente em dois aspectos fulcrais: a estética de um espaço e a gestão de gastos que a intervenção pode ter. O grande objectivo desta área da arquitectura é criar ambientes harmoniosos, funcionais e aconchegantes, quer estejamos a falar de uma casa para habitação, de um escritório ou de um espaço comercial. Para isso, este profissional procura dar resposta a questões como o mobiliário, as cores a escolher ou os acabamentos.

  • Designer de interiores

No caso do designer de interiores, os seus projectos também podem envolver alterações na estrutura do edifício, no entanto (e dependendo da formação que o profissional tenha tido) irá ser necessária a aprovação de um arquitecto ou de um engenheiro civil para que a obra avance. O designer de interiores, tal como o nome indica, trabalha ambientes dentro de portas. Para isso, planeia todo o ambiente de forma coerente, auxiliando-se de normas e técnicas aprendidas na sua formação.

  • Decorador

Por último, mas não menos importante, o decorador. O decorador é um profissional que, independentemente de ter realizado algum curso na área ou não, se foca na beleza e estética dos espaços. Por vezes, é nas pessoas curiosas e com uma paixão enorme pela decoração que encontramos os melhores profissionais, tendo estes como único apoio, a sua procura incessante por inspiração e o seu jeito natural para esta arte. O decorador procura conjugar formas, cores e texturas de objectos para oferecer ao cliente o ambiente pretendido, dentro do estilo e orçamento combinados.

Quais são os principais pontos de um projecto de arquitectura de interiores?

Quando for contratar um arquitecto de interiores (e caso nunca o tenha feito) é importante ter os conhecimentos mínimos de como tudo se irá desenvolver. O que vai ser feito primeiro? Quais os pontos mais importantes? Que timings irão ser aplicados a cada um? Para facilitar a sua vida, elencamos aqui os passos que levam a um projecto de arquitectura de interiores coerente e sólido, para que os imprevistos e as surpresas sejam menores:

  • Reunião inicial

Após decidir qual o profissional que ficará responsável pelo projecto que tem em mãos, será sempre necessário reunir-se com este para discutirem ideias e acertar um orçamento final. Os pagamentos também deverão ficar definidos (que percentagens e em que datas). Nesta primeira reunião, é importante que tenha ideias do que quer para a sua casa. Para tal, junte algumas imagens para apresentar ao arquitecto, funcionando estas como base para os primeiros esboços;

  • Primeiros esboços

Depois de ter este primeiro contacto com o arquitecto, é altura do profissional se retirar e dar largas à sua imaginação. Tendo sempre em consideração as suas ideias (preferencialmente as imagens discutidas na primeira reunião) e o orçamento definido, o arquitecto irá começar a estudar o espaço e as diferentes opções possíveis. É provável que queira fazer uma visita posterior para ter uma noção mais real, por isso combine com o especialista e incentive-o a tirar algumas fotografias (que poderão ser estudadas melhor posteriormente no seu atelier);

  • Projecto final

Entre o ponto anterior e este, é bastante possível que haja mais reuniões, que o profissional lhe mostre vários esquissos do projecto e que sejam necessárias alterações. É nesta altura que o arquitecto lhe irá apresentar imagens em 3D do espaço a ser intervencionado, com cores, texturas e até mobiliário sugerido para aproveitar ao máximo a área;

  • Início das obras

Após a aprovação do desenho final, é só passar à acção, adquirindo materiais, subcontratando mão-de-obra e fazendo a intervenção no espaço.

Quais as vantagens em contratar um arquitecto de interiores em Braga?

Contratar um profissional, qualquer que seja, no sítio onde a obra ou serviço se vai realizar é meio caminho andado para que o processo esteja facilitado. Comecemos pelo óbvio:

  1. Reuniões: as reuniões acerca do projecto (conhecer o profissional responsável, estudar o projecto, tomar decisões, visitar o espaço a ser intervencionado, etc.) serão mais rápidas e com menor perda de tempo, uma vez que não será necessário fazer grandes viagens para encontrar o profissional em questão (nem ele a si, o que pode reduzir o orçamento apresentado);
  2. Visita ao imóvel: estando a empresa ou o profissional individual localizados perto do imóvel que sofrerá alterações, é mais fácil para ambas as partes;
  3. Contacto com fornecedores: o arquitecto, por já ter feito outros projectos na zona, com certeza irá conhecer vários fornecedores com os quais poderá ter condições de pagamento melhores. Além disso, o facto de ficar tudo na zona do imóvel irá facilitar o transporte de todo o material, evitando assim taxas mais elevadas.
Pesquisar imagens relacionadas