Studio MK27 do brasileiro Márcio Kogan

Rita Gouveia (homify) Rita Gouveia (homify)
Google+
Loading admin actions …

No seguimento do nosso artigo de ontem sobre a Casa M&M, decidimos preparar para si um artigo mais elucidativo sobre a obra e percurso profissional de Márcio Kogan. 

Márcio Kogan é o nome por detrás do atelier de arquitectura MK27. Localizado em São Paulo, foi fundado no começo dos anos 80 pelo arquitecto, sendo hoje em dia composto por uma dedicada equipa de 28 arquitectos e outros profissionais. Os projectos do atelier destacam-se pela sua simplicidade formal e pela especial atenção dada aos detalhes e acabamentos arquitectónicos.

Márcio Kogan é actualmente um dos nomes maiores da arquitectura brasileira contemporânea, tendo sido já por várias vezes reconhecido com prémios nacionais e internacionais, participado em colóquios com frequência, exposições – de onde se destaca a participação na Bienal de Veneza em 2012, como representação do Brasil -, e ainda levado a cabo uma carreira como docente universitário da Escola da Cidade em São Paulo. O seu estilo arquitectónico destaca-se pela sua subtil beleza de formas e volumes, projectados a partir de uma linha que intersecta o gosto minimal e modernista. Como inspiração recebe influência de outros grandes nomes da arquitectura moderna e contemporânea como é o caso de Niemeyer, Paulo Mendes da Rocha, Mies van der Rohe, Toyo Ito, Sou Fugimoto, SANAA, e ainda os nossos aclamados Siza Vieira e Souto de Moura.

Studio R

O Studio R resulta da intersecção de três volumes perpendiculares entre si, todos eles seguindo a já habitual linguagem arquitectónica de Márcio Kogan. O edifício encontra-se implantado de frente para uma pequena praça urbana, abrindo-se todo o edifício ao exterior, num contacto directo. 

O espaço interior deste estúdio fotográfico desenvolve-se para os jardins laterais do edifício e para o espaço urbano, estabelecendo uma continuidade espacial entre a praça e o edifício. Os materiais aqui empregados fazem transparecer uma estética industrial, apropriada para o uso intenso de um estúdio fotográfico que precisa de ser transformado constantemente, dependendo de cada situação. 

Studio SC

Outro projecto relacionado com um estúdio de fotografia; outro exemplo fabuloso. Este estúdio dedica-se ao sector da fotografia alimentar e nasceu de um concurso interno do Studio MK27. Para este projecto o atelier procurou usar materiais industriais e as próprias divisões foram resolvidas a partir dessa ideia. Todos os acabamentos externos são metálicos e no espaço interior, houve uma mescla entre o metal e a madeira, que servem para aquecer e animar todo este volume.

O projecto resulta também como um ensaio sobre a relação histórica entre a arquitectura brasileira e a japonesa, duas linguagens arquitectónicas que afirmam a presente identidade nacional e que se relacionam reciprocamente. Esta obra incorpora as principais lições dessa arquitectura brasileira produzida entre as décadas de 1930 e 1960 , mas também algumas lições de arquitectura contemporânea japonesa, que por sua vez se inspira nessa própria produção brasileira.

Livraria Cultura

O projecto da Livraria Cultura em São Paulo também já foi aqui abordado anteriormente, dada a sua magnífica obra. Uma livraria como um espaço de encontro; foi essa a principal premissa do projecto. Mais do que apenas um lugar de compras, a loja é convidativa para a permanência e convivência. Os livros envolvem o lugar, apoiados em onze grandes mesas dispostas ortogonalmente no salão e em estantes brancas ao redor. Vários espaços e momentos foram criados aqui, desde uma sala de conferência, passando por um café, jardim e espaço especialmente dedicado aos mais pequenotes. 

A configuração da planta da livraria, especialmente através de uma circulação aberta, procurou a fluidez e continuidade espacial. O percurso arquitectónico inicia-se com um espaço acolhedor, até chegar a um lugar monumental, vivo, onde ficam a maioria dos produtos e onde os visitantes podem interagir uns com outros, onde podem pegar num livro e ler um capítulo antes da compra, ou onde podem simplesmente descansar. O programa desta livraria é então a própria vivência da loja; a interacção espacial.

Toblerone House

O conceito subjacente a este projecto pode ser descrito numa só imagem: um volume longitudinal com grandes portas de vidro deslizantes que sustentam uma caixa de madeira delimitada por lajes de betão. O volume engloba um programa colectivo com sala, serviços e cozinha. No segundo andar ficam os três quartos, escritório e home theater. A simplicidade conceptual e o programa da casa fundem numa igual estrutura simplificada: um conjunto de 14 pilotis organizados através de duas linhas, sustentam toda a construção. Abrindo as portas de vidro do piso térreo, todo esse espaço se torna aberto e fundido com o jardim.

Esta é sem dúvida, uma solução arquitectónica simples e eficaz que lembra as lições corbusianas. Nesta imagem é possível observar um detalhe do rés-do-chão, que se liga na perfeição com o jardim envolvente, devido à sua arquitectura subtil e ao cuidado dado na escolha dos materiais – sobretudo o betão e a madeira.

Casa M&M

Este foi o projecto ao qual demos destaque num dos nossos artigos de ontem. Nesta imagem é possível ver um detalhe de ambas as salas de estar, tanto a interior como a exterior. Um projecto de um gosto cuidado e muito requintado, quer por parte dos seus proprietários, quer do próprio arquitecto. Sublime ligação de cores, texturas, estilos e materiais!

Casa em Parati

A Casa Parati é um dos projectos de maior sucesso em toda a plataforma homify, e não é para menos. Um projecto fabuloso e único erigido numa das muitas ilhas existentes entre São Paulo e o Rio de Janeiro, na cidade colonial de Paraty. No seu conjunto, esta é uma obra que se desenvolve a partir de dois grandes volumes em betão de formas paralelepípedas, numa pequena encostam rodeada por vegetação tropical. Um autêntico paraíso em plena praia em que todas as coberturas são terraços; privilegiados miradouros para os seus proprietários .

V4 House

Desde cedo que Kogan percebeu a paixão que nutre pela a Arquitectura, uma vez que o seu pai era ele mesmo arquitecto/engenheiro modernista. Depois de uma infrutífera passagem pelo mundo do cinema, Kogan decide efectivamente dedicar-se à Arquitectura. O seu trabalho de excelência tem-lhe valido a arrecadação ao longo dos anos, dos mais diversos prémios de arquitectura nacionais e internacionais, fazendo dele um dos arquitectos brasileiros (e também internacionais) mais respeitados da actualidade. Os seus projectos são sempre  desenvolvidos numa relação estreita entre o seu atelier e cada um dos seus clientes, procurando (especialmente no Brasil) criar espaços que tragam um pouco de paz e serenidade a cidades caóticas como São Paulo. Na impossibilidade de criar planos urbanísticos concisos e organizados, e também, manter preservadas as construções pré-existentes, o que Kogan tenta fazer é projectar obras que se distingam dessa realidade pela sua simplicidade e subtileza.

Ficou satisfeito com a informação que partilhamos consigo nestes dois artigos referentes ao arquitecto Márcio Kogan?
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!