8 Erros a Evitar ao Escolher o Piso Para a Sua Casa

Sílvia Cardoso – homify Sílvia Cardoso – homify
Reabilitação , Rofreicrc lda| Rofreicrc lda| Salas de estar minimalistas
Loading admin actions …

O tipo de revestimento que escolhemos para o chão da nossa casa tem muita importância. Quando entramos num espaço, o piso é o elemento que domina e o primeiro a chamar a atenção. Assim, por muito bem decorado que determinado ambiente esteja, um piso sujo, danificado ou inestético vai sempre penalizá-lo. O aspecto de um espaço pode transformar-se por completo com a mera substituição do piso. 

Para além da vertente estética, há, ainda, a funcional. O piso é o elemento mais exposto e aquele que sofre mais desgaste. Deve, por isso, ser resistente e adequado à divisão em que se insere (a cozinha, por exemplo, tem uma utilização bastante diferente da do quarto e está muito mais permeável a impactos, humidade, respingos de gordura, etc.).

Hoje, dizemos-lhe quais são os 8 erros a evitar na escolha do piso para a sua casa.

1 – Não escolher um piso que vá ao encontro do seu estilo de vida

Apartamento T1 - Remodelação total, FORWARD Group FORWARD Group Salas de jantar rústicas Tijolo Multicolor
FORWARD Group

Apartamento T1 – Remodelação total

FORWARD Group

É comum as pessoas se apaixonarem por determinado tipo de revestimento e optarem por ele sem considerarem o estilo de vida que levam e as reais necessidades. Se tem, por exemplo, crianças pequenas e animais de estimação ou se costuma receber visitas e fazer festas com frequência, então é possível que tenha que lidar com riscos, bebidas que se entornam, impactos, sujidade, entre outras coisas. Logo, é importante escolher um material resistente e fácil de limpar.

2 – Não pensar no aspecto que o chão vai ter no futuro

Outro problema comum é não se pensar a longo-prazo. Todos os materiais se transformam com a passagem do tempo, mas, em alguns, e consoante a manutenção, essa transformação vai ser mais notória do que noutros. Se acha que o material lhe vai criar algumas dificuldades e que a manutenção lhe vai, eventualmente, sair cara, então favoreça uma opção mais durável.

3 – Escolher os revestimentos para o piso em loja

Apartamento São Caetano, VSS ARQ VSS ARQ Cozinhas minimalistas Armários,Propriedade,Mobiliário,Bancada,Branco,Preto,Design de interiores,Iluminação,Cozinha,Madeira
VSS ARQ

Apartamento São Caetano

VSS ARQ

Os revestimentos não devem ser escolhidos em loja sob uma luz artificial. Peça na loja amostras para testar em sua casa sob a luz natural e com os outros acabamentos e decoração.

4 – Não contratar especialistas para a instalação do chão

Aplicação de azulejo: pavimento Home 'N Joy Remodelações Branco colocação azulejo, pavimento, cozinha, branco
Home 'N Joy Remodelações

Aplicação de azulejo: pavimento

Home 'N Joy Remodelações

É certo que há pessoas com excelentes habilidades na área da construção e do bricolagem. Se é o seu caso, então, não deverá ter dificuldades em instalar correctamente um piso. No entanto, se não for, não deixe de entregar o trabalho a um profissional. Um chão mal instalado leva invariavelmente ao aparecimento de problemas, já para não mencionar que o resultado, do ponto de vista estético, pode ficar comprometido.

5 – Apressar a instalação do piso

Reabilitação , Rofreicrc lda| Rofreicrc lda| Salas de estar minimalistas Construção,Janela,Luminária,corredor,Madeira,Design de interiores,Sala de estar,Piso,Pisos,parede
Rofreicrc lda|

Reabilitação

Rofreicrc lda|

Este erro vem na sequência da questão da instalação, mas não queremos deixar de o frisar: quando se trata de instalar um piso em madeira, é importante deixar que o material se adapte ao clima do local durante vários dias ou semanas para que se ajuste à temperatura e aos níveis de humidade.

6 – Não considerar a humidade dos espaços

Remodelação T2 Lisboa, atelier B-L atelier B-L Salas de estar modernas
atelier B-L

Remodelação T2 Lisboa

atelier B-L

A humidade de cada divisão é um factor a considerar aquando da escolha de um revestimento para o piso. Se tem uma predilecção por pisos de madeira, por exemplo, então é melhor reservá-los para partes da casa que estão pouco ou nada expostas à água (o que elimina, à partida, a cozinha e a casa de banho).

7 – Não prestar atenção à garantia

Reabilitação Apartamento na Rua Sabino de Sousa, Lisboa, A+Architecture CIC A+Architecture CIC Quartos modernos
A+Architecture CIC

Reabilitação Apartamento na Rua Sabino de Sousa, Lisboa

A+Architecture CIC

Quando compramos os acabamentos para a casa (e não só), devemos informar-nos, junto da loja ou fornecedor, em relação às garantias. O material tem garantia? De quanto tempo? Caso haja um problema com o mesmo, a garantia prevê reembolso ou total substituição? A loja que comercializa dispõe de mão de obra para a instalação? E se a instalação for mal feita? Estas questões importam. Informe-se devidamente.

8 – Não comprar material extra para eventuais reparações

Quando se compram os revestimentos para os pisos, as quantidades são calculadas em função dos metros quadrados dos espaços onde estes vão ser colocados. No entanto, não convém fazer as contas à justa. Compre material a mais caso surja algum problema durante a instalação ou para, mais tarde, substituir ou “remendar” o piso. Se não o fizer, pode vir a precisar do material e já não haver em stock.

Considere todos estes pontos e entregue o trabalho de instalação a um profissional da área.

Precisa de ajuda com um projeto em sua casa?
Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!