Plantas Aéreas: o Que São, Quais São e os Cuidados a Ter | + 15 Fotos

Sílvia Cardoso – homify Sílvia Cardoso – homify
Sanctuary Garden Design in London Earth Designs Jardins zen
Loading admin actions …

A botânica é um mundo rico e maravilhoso no qual não nos cansamos de mergulhar e que está permanentemente a ser deslindado por quem sobre ele se debruça. Nós não somos especialistas, mas estamos sempre de olho nas tendências e é notório que, hoje em dia, as pessoas sentem cada vez mais a necessidade de ter plantas em casa, criando verdadeiras urban jungles (selvas urbanas) que resultam em fotografias incríveis que estão por todo o lado nas redes sociais, em revistas de interiores, nos tópicos tendência do Pinterest, e assim por diante. Hoje, é às plantas aéreas (as famosas air plants) que dedicamos o nosso artigo.

Mas o que são plantas aéreas? São suspensas? Crescem nas paredes? Na verdade, são plantas terrestres cujas estruturas se encontram acima do solo. As orquídeas e os fetos, por exemplo, estão entre os tipos de plantas aéreas mais conhecidos, mas há outros nomes de plantas aéreas que lhe vamos dar a conhecer neste artigo. Venha saber mais.

1 – O que são plantas aéreas?

Sala | Depois MUDA Home Design Salas de estar modernas
MUDA Home Design

Sala | Depois

MUDA Home Design

Comecemos pela definição. Como lhe explicávamos na introdução, as plantas aéreas são aquelas que crescem acima do solo e que não precisam dele para se desenvolverem. Estas plantas são conhecidas como plantas epífitas, o que significa que crescem sobre outra planta que serve apenas como apoio/plataforma e não como fonte de água e de nutrientes (o que as distingue das plantas parasitas que sugam total ou parcialmente a água e os nutrientes das plantas sobre as quais se sustêm). As plantas aéreas alimentam-se pelas folhas e absorvem a humidade presente no ar, não precisando do solo ou das plantas que estão sob elas.

2 – Plantas aéreas: nomes

Sala | Depois MUDA Home Design Salas de jantar modernas
MUDA Home Design

Sala | Depois

MUDA Home Design

Showroom Lisboa Design show 2014 fiu jardins, lda. JardimPlantas e flores
fiu jardins, lda.

Showroom Lisboa Design show 2014

fiu jardins, lda.

Se acha que não conhece plantas aéreas, desengane-se. Há muitas espécies de plantas aéreas que são bastante conhecidas e estão presentes em várias casas. Por exemplo:

Plantas aéreas – orquídeas: comecemos pelas orquídeas, uma das maiores famílias de plantas (Orchidaceae), seguramente entre as mais apreciadas pelas suas diversas cores, formas e tamanhos. As orquídeas podem, na verdade, ser terrestres, mas adaptam-se muito bem ao plantio aéreo. Nas florestas, fixam-se em troncos de árvores e exibem raízes que surgem revestidas por um tecido – o velame – que lhes permite absorver os nutrientes e a água de que necessitam. Veja aqui os cuidados a ter com os diferentes tipos de orquídeas.

Plantas aéreas – samambaia (feto planta): tal como as orquídeas, também as samambaias (em Portugal, mais conhecidas por fetos) se adaptam ao plantio terrestre ou aéreo e são muito utilizadas, tanto em contexto de interior como em jardins. Os fetos são bastante fáceis de manter, mas precisam de rega constante e devem ser cultivados em ambientes húmidos. O feto gosta de luz média ou forte (mas não directa) e de uma temperatura situada entre os 18º e os 24º, desde que o ambiente se mantenha húmido (se não for o caso, os fetos devem ser borrifados com água morna – mais para o frio – uma ou duas vezes por dia). Os vasos devem ser colocados sobre tabuleiros com seixos húmidos. Regue com frequência nos meses mais quentes.

Plantas áreas – tillandsia: há mais de 400 espécies de tillandsias, plantas aéreas que, na sua maioria, habitam árvores e absorvem a humidade e os nutrientes do ar através de escamas prateadas. O género pode ser dividido entre as verdes e prateadas. Estas plantas são duras e resistentes e não requerem muita manutenção. Devem estar inseridas num ambiente que não seja demasiado seco e borrifadas regularmente. Precisam de luz brilhante e filtrada. Se o ar dentro da sua casa for demasiado seco, imerja a planta em água por duas ou três horas a cada duas semanas.

Plantas aéreas – jibóia: conhecida pelas suas belas folhas em forma de coração, que podem variar entre a cor verde e amarela, a jibóia é uma planta bastante adaptável que pode ser usada no interior e no exterior e precisa de boa exposição solar. A planta gosta de água e calor, devendo ser regada cerca de duas vezes por semana (aumente a frequência das regas no Verão e reduza no Inverno). Enriqueça o solo com matéria orgânica. Pode a planta de meio em meio ano.

Plantas aéreas – flor-de-maio: a planta dá-se bem em sombra parcial. A flor precisa de luz, mas não directa. A rega deve ser feita entre uma ou duas vezes por semana e a planta pode ser adubada uma vez por mês.

Plantas aéreas – bromélias: as bromélias também não precisam de solo para viver e existem em cerca de 50 géneros e de 3000 espécies. São plantas bastante resistentes com origem na América Central e do Sul. As bromélias acumulam água em cálices centrais formados pelo modo como as folhas estão dispostas ou retêm-na partículas de água e os nutrientes de que precisam através de microescamas que cobrem as suas folhas. A planta dá flores coloridas e pequenas que se vão abrindo aos poucos. A planta necessita de rega frequente e a parte central das folhas deve ser borrifada nos dias mais quentes. Quanto mais escuras forem as folhas das bromélias, maior a necessidade de luz.

3 – Plantas aéreas: como plantar?

Como acima vimos, há algumas plantas aéreas (epífitas) que também podem ser plantadas em terra, mas a maioria das espécies sofrerá em solo normal visto que este acumula muita água, o que leva a que as raízes da planta acabem por apodrecer. Assim, é recomendável usar misturas de envasamento para planta de ar ou criar a sua própria combinação para a planta. Note-se, porém, que estas plantas são vendidas presas a um bocado de madeira ou em vasos que contêm somente pedras ou cascas de árvore. Procure-as em hortos e lojas de jardinagem/botânica.

4 – Plantas aéreas: como regar?

Evergreen fern Earth Designs Jardins zen

Uma das vantagens inerentes às plantas aéreas é a fácil manutenção. As plantas aéreas, como explicámos, absorvem os seus nutrientes do ar, mas precisam de ser regadas cerca de uma vez por semana (no máximo, três vezes por semana, dependendo da planta). Pode, também, colocar a sua planta de molho num recipiente, como um balde, uma bacia ou a própria banheira da sua casa, e não use água destilada porque este tipo de água está privado dos principais nutrientes. Depois de retirar a planta da água, deixe-a secar por completo. Repita o ritual uma vez por semana para a planta se manter hidratada, mas, caso a sua planta aérea tenha flor, não a mergulhe em água.

As plantas aéreas, pela sua natureza tropical e subtropical, também gostam de ser borrifadas, pelo que deve fazê-lo uma vez por semana usando uma garrafa spray. Encha o pulverizador com água de garrafa ou água de torneira filtrada e à temperatura ambiente. Borrife as plantas generosamente até a água ficar a escorrer das folhas. A pulverização, desde que abundante, oferece água suficiente à planta. Se a plataforma em que a planta está sustentada for porosa, pesada ou volumosa, é preferível borrifar do que fazer o ritual acima descrito.

Para além da rega, há que ter em atenção outro aspecto: se a planta estiver num local com má circulação de ar, pode apodrecer com a água. Mantenha as suas num sítio com boa circulação de ar para que as folhas sequem por completo entre cada sessão. Sugerimos divisões espaçosas, com poucos móveis e objectos e que recebam boa luz.

Nota: esta é uma indicação geral para as plantas a´ mas tenha em atenção as necessidades de cada espécie.

5 – Plantas aéreas: luminosidade

As plantas aéreas devem ser mantidas em espaços onde recebam boa luz solar, mas filtrada ou indirecta, ou sob luzes fluorescentes. Podem apanhar luz do sol directa, mas não por longos períodos, visto que isso vai privá-las da humidade de que precisam para viver. Se colocar a sua planta numa área que recebe luz sol generosa, então borrife-a mais do que uma vez por semana para que se mantenha hidratada.

6 – Plantas aéreas: outros cuidados

KLAPPERGLAS ArteOutras obras de arte

Jardim em casa Particular em Moreira da Maia Viveiros Florido Plantas Jardins rústicos
Viveiros Florido Plantas

Jardim em casa Particular em Moreira da Maia

Viveiros Florido Plantas

Poda: se verificar que algumas folhas secaram, remova-as delicadamente ou corte-lhes as pontas. As folhas vão crescer novamente.

Fertilizar: fertilizar as suas plantas aéreas não é necessário, mas pode fazê-lo para as ter na sua melhor forma e promover o florescimento e a reprodução. Use um fertilizante especial para plantas aéreas e aplique-o seguindo as instruções de uso.

7 – Onde comprar plantas aéreas?

KLAPPERGLAS EscritórioAcessórios e decoração

Instalação de plantas fiu suspensas na decoração de um evento fiu jardins, lda. Jardins modernos
fiu jardins, lda.

Instalação de plantas fiu suspensas na decoração de um evento

fiu jardins, lda.

Comece a sua busca por plantas aéreas aqui mesmo na homify. Visite a nossa secção de lojas online onde encontra lojas dedicadas a plantas como é o caso da Bioma Plants. Pode também contratar um jardineiro ou arquitecto paisagístico para levar a cabo outros serviços relacionados com a área.

Se tiver mais questões, não hesite em contactar-nos!

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa?
Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!