Barbosa & Guimarães Arquitectos

Rita Gouveia (homify) Rita Gouveia (homify)
Google+
Loading admin actions …

O atelier de arquitectura Barbosa & Guimarães Arquitectos foi fundado em 1994 pelos arquitectos portuenses José António Vidal Afonso Barbosa e Pedro Luís Martins Lino Lopes Guimarães. O atelier dedica-se ao desenvolvimento dos mais variados projectos de arquitectura que abrangem áreas como a comercial, pública e privada, de onde se destacam edifícios educacionais, centros de saúde, centros desportivos, equipamentos culturais, equipamentos hoteleiros, projectos urbanísticos, instalações comerciais e escritórios assim como projectos residenciais. Contando já com uns valentes anos de experiência e com uma diversidade e multidisciplinaridade de projectos, os dois sócios que apresentam um currículo em tudo semelhante, primam pela sua aproximação com os clientes assim como pela a aliança entre a inovação e a estética contemporâneas. 

Neste artigo seleccionamos para si dois dos seus projectos que temos em destaque na nossa plataforma: a recente marina no Douro e uma moradia privada na Foz do Porto.

Douro Marina

Implantado na margem Sul do rio Douro, em Gaia, a marina foi recentemente aberta ao público para deleite da paisagem e usufruto naútico. O projecto com data de 2011 destaca-se pela sua simplicidade e leveza, que ao mesmo tempo o fazem tingir-se numa paisagem muito heterógenea como a da cidade de Gaia e Porto. Para quem passa por exemplo na Ponte da Arrábida é inegavelmente um marco na paisagem. 

O projecto com data de 2011 destaca-se pela sua simplicidade e leveza, que ao mesmo tempo o fazem tingir-se numa paisagem muito heterogénea como a da cidade de Gaia e Porto. Para quem passa por exemplo na Ponte da Arrábida é inegavelmente um marco na paisagem. Possuindo todos os serviços necessário a num projecto deste tipo, a marina dispõem ainda de um parque de estacionamento na parte traseira, para os seus utilizadores.

A marina disponibiliza aos seus utilizadores quatro fileiras para atracar barcos de pequena e média dimensões, e uma outra mais ao fundo destinada a barcos de maior envergadura. A organização espacial parece racional e eficaz. Este projecto vem assim cobrir uma necessidade e um serviço já há muito pendente, sendo que nesta zona da cidade ainda não existia nenhuma marina ou serviço do tipo. A sua localização privilegiada, permite a evasão e a descontracção ao fim de um longo dia de trabalho ou simplesmente num dia de fim-de-semana, pois é uma delícia vir aqui tomar um café ou beber uma cerveja com a garantia de uma vista fabulosa. 

Casa na Foz

Este projecto de reabilitação foi encomendado por José Prata e data de 2007. Com uma localização geográfica privilegiada sobre o Atlântico e em pleno gaveto da Rua Pero da Covilhã com a famosa Avenida Montevideu na Foz do Porto, esta moradia unifamiliar destaca-se da envolvente pela sua arquitectura contemporânea e pela clara influência da escola modernista do início do século XX.

Apesar de aparentemente ser uma moradia de dois andares, o projecto também previu o aproveitamento de uma área subterrânea, decorrente do próprio terreno acidentado em que se insere. A casa articula-se através da distribuição dos quartos no piso superior, áreas comuns e de serviços no piso do meio e no piso semi-enterrado. Ao seu redor existem pequenos pátios e espaço verdes para momentos de descanso e fruição. 

O que falta a este quarto em espaço interior, é ganho a partir das vistas deslumbrantes e da varanda ganha lá fora. A redução na escolha de materiais e na paleta cromática, são escolhas que foram também adoptadas no resto da casa, numa tentativa de reinterpretação do edifício modernista. 

Numa nova fase da sua “vida”, com um novo proprietário e principalmente, com uma cidade que muito se transformou nestes últimos 70 anos, a intervenção procura repor a essência subjacente ao projecto de José Porto, reforçando a imagem e linguagem purista que o edifício ostenta. A volumetria e os alçados mantêm-se, os elementos dissonantes acrescentados posteriormente são demolidos, orientando-se a casa, tal como no seu projecto original para a luz e para o mar. Os materiais são referenciados aos usados por José Porto no projecto original, tradicionais da arquitectura portuguesa, com pavimentos em madeira, alvenarias e tectos estucados e zonas de água em pedras naturais.

Já conhecia esta dupla de arquitectos portuenses? Faça-nos chegar a sua opinião.
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!