Molduras – Tipos, Estilos e Utilizações + 16 Imagens Inspiradoras

Elisabete Figueiredo – HOMIFY Elisabete Figueiredo – HOMIFY
Apartamento c/ 1 quarto - Colinas do Cruzeiro, Odivelas Traço Magenta - Design de Interiores Salas de estar modernas
Loading admin actions …

Seja para uma foto, um póster ou uma pintura, para colocar na parede ou sobre um móvel, a moldura é uma peça indispensável, sendo usada tanto para proteger a obra quanto para a realçar.

Tecnicamente uma moldura é um contorno, uma bordadura ou uma caixa usada para incluir e expor uma qualquer obra de arte. Também pode ser definida como uma estrutura consolidada de peças esguias, que se juntam para conter uma imagem em qualquer formato, uma foto ou outra peça que precise ser exposta.

Pelo seu próprio formato e pela capacidade de conter peças que nos agradam, as molduras têm um valor inegável na decoração dos espaços.

Mas quando se trata de decorar as paredes ou um móvel da casa, a escolha das molduras é tudo menos simples, Na verdade, com tantas variedades e estilos, escolher escolher as molduras adequadas para o seu espaço pode ser uma situação mais complicada do que parece. Entre os vários acabamentos de moldura, estilos de exibição e materiais, como saber o que fica melhor na nossa casa? É aí que a homify lhe pode ajudar! Neste artigo vamos explorar os diferentes tipos de molduras, apontando o que torna cada um único e especial, e partilhamos consigo algumas imagens inspiradoras, que mostram caminhos, formas e cenários para as exibir. Acompanhe-nos e esqueça as paredes vazias e as molduras que não têm nada a ver com o espaço!


1 – Os componentes

Antes de começar a falar da escolha da moldura certa para o seu espaço, é preciso saber os seus componentes, porque deles depende o resultado final.

Uma moldura básica é constituída por cinco partes: a placa de base, o vidro ou plástico de protecção, a bordadura (que é a estrutura que suporta o vidro), os grampos que unem todos os componentes e os suportes. Eventualmente a moldura pode ser ou não montada com passpartout.

Se forem molduras de parede têm um ou mais ganchos para pendurar, se forem molduras de apoiar numa superfície, têm um suporte que abre lateralmente para permitir que a moldura fique suportada e num ângulo ligeiramente inclinado para trás, que melhora a visualização do conteúdo.




A placa de base serve como suporte ao elemento que quer expor e normalmente é feita de madeira ou de contraplacado de madeira muito fino. Também pode ser de cartão rígido ou mesmo de materiais plásticos, embora esta opção não seja muito utilizada. É também na parte posterior desta placa que estão colocados os elementos que vão permitir pendurar ou suportar a moldura.

A parte transparente, de vidro ou plástico, destina-se a proteger a sua peça permitindo a sua visualização. Deve ter uma boa transparência e não causar distorções de imagem para oferecer as melhores condições de exposição. Não vai querer contemplar a sua foto preferida com as feições desfiguradas, certo?

A moldura propriamente dita foi a estrutura que deu origem às molduras como hoje as conhecemos. Originalmente era feita de madeira finamente cortada para formar uma esquadria que segurava as obras de arte, mas actualmente são feitas de muitos materiais, podem ser incompletas, como as que vemos na imagem, ou até nem existir no processo de exibição da peça (são as molduras sem frame). As molduras vêm numa grande variedade de texturas, cores, formas e tamanhos e ainda há a hipótese de mandar fazer molduras por medida, que se vão adequar totalmente ao seu gosto e decoração. Acrescentar elementos a uma decoração preexistente pode ser um risco se não soubermos um pouco de decoração e design de interiores, por isso, se quer um trabalho mais equilibrado e harmonioso aconselhamos sempre a que peça ajuda a um profissional da área.


Por último, mas não menos importante, temos de falar do passepartout.

O passepartout é um cartão com pH neutro que se insere entre o vidro e a peça a expor, criando um espaço de alguns milímetros que impede que o vidro assente directamente na superfície da foto ou da obra de arte. Funciona como uma segunda moldura interior que ajuda a destacar elementos da impressão ou para emoldurar peças pequenas com molduras grandes sem que estas perca protagonismo. Existem papéis de passe-partout para todos os gostos e pode personalizá-los à sua medida.


2 – Tipos de emolduramento disponíveis

Moldura tipo galeria

O emolduramento tipo galeria usa sempre um passepartout para criar um efeito moldura sobre moldura, que projecta e valoriza a obra de arte ou a peça em exposição. É a instalação mais efectuada em museus com peças mais pequenas. Pode conseguir este efeito é mais adequado usar frames de madeira maciça na cor natural ou preta.

Use este estilo de moldura para as suas peças mais valiosas e junte algumas delas para criar uma a parede da galeria com um toque profissional.

Sala de estar e jantar Lagom studio Salas de estar escandinavas Madeira Verde
Lagom studio

Sala de estar e jantar

Lagom studio

Emolduramento moderno

O perfil fino do emolduramento moderno permite que as suas fotos sejam o centro das atenções, para uma aparência minimalista que enfatiza a impressão. As estruturas são de metal de metal ou madeira, sempre finas e discretas em branco ou preto. Este emolduramento é perfeito para ambientes descontraídos com molduras para fotos ou para impressões modernas, como vemos neste trabalho da LAGOM STUDIO.

Na secção de molduras IKEA encontra vários modelos que se adequam a este estilo de emolduramento, com uma qualidade muito decente e preços baixos.


Emolduramento sem frame

As molduras sem frame usam duas lâminas de vidro transparente ou acrílico em vez de madeira ou passpartout para dar a impressão de que a obra exposta flutua na parede. O acrílico adiciona alguma protecção UV e subtrai peso à estrutura, sendo perfeito para paredes que não suportem muito peso. Este tipo de moldura tem parafusos ou grampos com um acabamento bonito, para fazerem parte da decoração, mas são detalhes discretos que ajudam a dar profundidade e dimensão ao conjunto.

Este emolduramento é perfeito para dar o destaque total à peça chamando toda a atenção exactamente para ela e é capaz de transformar uma parede branca numa obra de arte, porque a obra vai fundir-se nela.


Emolduramento com profundidade

O emolduramento com profundidade usa o jogo de sombras para valorizar peças com maior espessura usando um passpartout mais grosso e uma frame mais larga e profunda para atrair o olhar para dentro, em direcção à imagem. Este perfil único cria uma sombra subtil, que adiciona dimensão ao conjunto.

As molduras em caixa são também usadas para expor peças e trabalhos tridimensionais, como peças de têxtil, por exemplo.



Escritório | Inês Mocho ByOriginal Escritórios modernos
ByOriginal

Escritório | Inês Mocho

ByOriginal

Molduras de mesa

As molduras de mesa ajudam muito a fazer com que uma casa se torne um lar. Ao contrário das molduras para quadros, que adicionam decoração às paredes, estas molduras versáteis são muito mais utilizadas para fotos pessoais, sendo decoração de excelência para mesas, estantes, aparadores ou secretárias. Actualmente há muitas molduras de mesa que podem ser penduradas e vice-versa para proporcionar uma decoração mais versátil usando sempre a mesma estrutura.

3 – Como escolher a moldura de acordo com o tipo de trabalho

Há todo um mundo de elementos que pode emoldurar, para além das fotos de família ou das férias e cada um segue princípios específicos que importa conhecer, sobretudo no que respeita a obras de arte:

Litografias: são normalmente protegidas por um vidro, com ou sem passepartout, por vezes em molduras de caixa, o que cria um efeito de volume.




Telas a Óleo: costumam ser apresentados em molduras de madeira dourada, normalmente sem passepartout nem vidro.


Aguarelas: devido à sua grande fragilidade, estas peças precisam de molduras com vidro para serem protegidas dos raios ultravioleta. Normalmente as aguarelas são acompanhadas de passepartout para protecção.

Cartazes: os cartazes são normalmente peças que não precisam de frame ficando muito bem em molduras simples, só de vidro ou acrílico. Os cartazes valiosos devem ser preservados por uma faixa espaçadora passepartout, que evita que o vidro toque o papel.

Fotos valiosas e fotomontagens: deve usar na montagem de fotos molduras de frame fina com passepartouts realizados à medida, que impedem o contacto das fotos com o vidro, o que pode danificá-las.


4 – Decorações alternativas usando molduras

038 | Apartamento, Ericeira, Mafra T2 Arquitectura & Interiores Corredores, halls e escadas ecléticos
T2 Arquitectura & Interiores

038 | Apartamento, Ericeira, Mafra

T2 Arquitectura & Interiores

Como qualquer elemento em nossa casa, também as molduras podem ser usadas de maneiras criativas e interessantes. E estas estruturas são óptimas para inventar!

Repare nesta ideia, onde as molduras foram utilizadas para emoldurar cabides e fazer um hall de entrada súper original: – não é difícil de fazer e fica incrível.

As molduras são também excelentes para fazer decorações festivas temporárias. Por exemplo, é fácil de fazer molduras de Natal com simples molduras modernas: – só precisa de lhes adicionar alguns elementos natalícios na frame (estrutura que realmente emoldura as peças) usando uma cola quente fraca. Quando o Natal acabar só tem de as descolar para que as peças voltem ao seu estilo original!

Veja uma utilização interessante das molduras no artigo ’5 ideias para o inspirar a criar uma parede de molduras!’.



Que tipos de molduras tem sua casa?

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa?
Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!