6 Pontos a Considerar Antes de Escolher Cortinas Modernas + 18 Imagens para o Inspirar | homify 6 Pontos a Considerar Antes de Escolher Cortinas Modernas + 18 Imagens

6 Pontos a Considerar Antes de Escolher Cortinas Modernas + 18 Imagens para o Inspirar

Sílvia Cardoso – homify Sílvia Cardoso – homify
Apartamento T2 duplex - Cabanas de Tavira Propriété Générale International Real Estate Salas de estar modernas
Loading admin actions …

As cortinas proporcionam beleza, aconchego e personalidade aos espaços. Além do mais, são importantes para protegermos a nossa privacidade, para vedarmos a luz quando esta não nos é conveniente (por exemplo, nos quartos), para reforçarmos o conforto térmico e acústico dos ambientes e até para tornarmos as nossas casas mais seguras. Os cortinados podem ainda ser utilizados para separar ambientes com propósitos distintos como, por exemplo, num estúdio em que, não raras as vezes, a zona de dormir está apartada do resto por cortinas.

Hoje em dia, há uma oferta muito vasta de têxteis para casa, entre os quais se incluem as cortinas. Não é, por isso, difícil encontrar as cortinas certas – em termos de estilo, preço e tamanho – para as janelas de cada divisão. Porém, a ampla oferta pode deixar-nos assoberbados, por isso, aquando do processo de escolha, é oportuno estarmos conscientes de alguns factores que devem influenciar a nossa decisão e estar também a par dos erros mais comuns que as pessoas cometem ao comprar e instalar cortinas. Informação é poder e, neste caso, evita que cometamos erros crassos e gastemos mal o nosso dinheiro.

Se anda em vias de escolher cortinas para a sua casa e/ou de alterar as que tem, este artigo é para si. Vamos partilhar consigo algumas dicas que consideramos úteis e dar especial enfoque a cortinados modernos. Não deixe de se inspirar nas imagens que ilustram este artigo, todas elas pertencentes a projectos levados a cabo por designers de interiores e decoradores portugueses.

1. Considere o propósito das cortinas

Comece por determinar o objectivo das cortinas. Há cortinas que cumprem apenas um propósito decorativo – o que, de certa forma, acaba por tornar a escolha mais simples -, mas também há as que são compradas para aumentar a privacidade, acrescentar uma camada de isolamento às janelas ou criar escuridão. Umas cortinas em linho, por exemplo, com uma certa transparência, não serão suficientes para manter um quarto escuro, mas poderão ser quanto baste para dar um novo élan à decoração de uma sala de estar onde a questão da iluminação não é necessariamente prioritária visto que não é o espaço onde dormimos. É, claro está, uma questão subjectiva porque grau de opacidade dependerá sempre do nível de privacidade e da quantidade de luz que quiser ter em cada divisão. Se realmente se apaixonou por umas cortinas de linho, por exemplo, e queria muito tê-las no quarto, aquilo que pode fazer é utilizar um varão duplo para ter as cortinas de linho por baixo de umas cortinas com forro que garantam o escurecimento do espaço.

2. Tenha em atenção as cores e os padrões

As cortinas têm um impacto visual significativo nos espaços em que se inserem, por isso, é importante escolher bem a cor e/ou o padrão. As cortinas modernas são, no grosso, bastante simples a esse nível. O estilo moderno e minimalista dispensa padrões e cores exuberantes. Por norma, em ambientes modernos, são favorecidos os tons neutros e, em vez de padrões, aposta-se mais nas texturas dos materiais para enriquecer os espaços. Os brancos, os beges, os cinzas, o taupe claro e certos tons de azul são algumas das cores transversais às cortinas modernas. Porém, não há uma regra de ouro em relação a este tópico. Uma cortina moderna também pode ter uma cor forte, mas é menos usual. Seja como for, uma coisa que deve fazer é pedir amostras dos tecidos para os pôr ao lado dos demais tecidos do espaço (almofadas, sofás, entre outros) e das paredes para perceber se funcionam. Cabe, também, realçar que cortinas com padrões ou cores invulgares prendem muito mais e podem saturá-lo a curto-prazo, por isso, faça um investimento inteligente.

3. Meça tudo antes de comprar: as proporções importam!

Sala de Estar Moderna Cortinas e Cortinados Sala de estarAcessórios e Decoração Têxtil Branco
Cortinas e Cortinados

Sala de Estar Moderna

Cortinas e Cortinados

Antes e Depois de Cortinados Cortinas e Cortinados Sala de jantarAcessórios e decoração Têxtil Bege
Cortinas e Cortinados

Antes e Depois de Cortinados

Cortinas e Cortinados

As cortinas devem ter o dobro da largura da janela, mesmo que estejam fechadas na maior parte do tempo. Se assim não for, ela não ficará franzida como é suposto. Assim, se uma janela tiver um metro de largura, a cortina deve ter dois metros. Para espaços com o tecto alto, a cortina deve estar entre a parte superior da janela e o tecto, caso contrário o varão ficará demasiado alto e o resultado será estranho. Pelo contrário, se os tectos forem baixos, convém instalar a cortina mais acima para dar verticalidade ao espaço e para que a janela não pareça achatada. Aliás, as cortinas são excelentes aliadas para fazer com que janelas pequenas pareçam maiores e espaços acanhados pareçam mais amplos e majestosos. É, também, vital que as cortinas sejam suficientemente longas. Os cortinados modernos, como se percebe pelas imagens que ilustram este artigo, são geralmente colocados rentes ao chão. Este comprimento é o mais recorrente em ambientes com uma estética depurada. Mas, para uma decoração com um toque mais romântico, pode optar por cortinas mais longas que formem como que uma “poça” no chão.

4. Tenha em conta os tecidos para cortinados e as suas características

Os cortinados podem ser feitos de inúmeros materiais, naturais ou sintéticos. Os naturais são tendencialmente mais caros. Os materiais que se seguem são alguns dos mais usados para o fabrico de cortinas modernas:

 

Algodão e linho: ambos leves, respiráveis e fáceis de cuidar, são materiais utilizados amiúde no fabrico de cortinas modernas. Não obstante a textura mais “rústica” do linho, o material coaduna-se perfeitamente com ambientes modernos pela leveza que o caracteriza.

 

Seda: os cortinados em seda são incrivelmente luxuosos. A seda é um material leve e, por isso, fácil de pendurar, embora a seda artificial seja mais durável. A seda deixa entrar mais luz, por isso, não é ideal para um quarto, a menos que opte por cortinas de seda forradas. O forro evitará que desbotem rapidamente e fornecer-lhe-á uma melhor proteção contra a luz e maior resistência ao desgaste. São, no entanto, excelentes cortinas para sala.

 

Nota: não use cortinas em seda na casa de banho ou cozinha.

 

Poliéster: o poliéster é um bom compromisso entre o nylon e os tecidos naturais mais grossos. As misturas de poliéster podem ter tramas apertadas, mas o tecido é bastante leve. Além disso, e ao contrário dos tecidos naturais, as cortinas de poliéster não tendem a desbotar, para além de que podem ser lavadas na máquina e, claro, forradas para bloquear melhor a luz.

 

Nylon: o nylon é um tecido sintético popular e acessível. É, também, leve e passível de ser lavado à máquina, mas não é ideal para bloquear a luz, por isso, não o recomendamos para um quarto a menos que tenha cortinas blackout por detrás.­

 

Outros tecidos adequados para cortinados modernos: voil, shantung e sarja.

5. Escolha com critério os varões, calhas, ganchos e argolas para cortinados

Quarto da Maria This Little Room Quartos de rapariga
This Little Room

Quarto da Maria

This Little Room

Não basta saber escolher as cortinas: é preciso saber também optar pela melhor e mais bonita forma para as pendurar. Para cortinados modernos, sugerimos varões, calhas e argolas simples e em cores como o branco, o preto ou o prateado. O dourado também poderá ser usado, embora seja um pouco mais clássico. Em cortinas modernas, também se utiliza amiúde o trilho suíço, uma espécie de varão que funciona por via de deslizantes e roldanas que operam de modo mais silencioso. Outro sistema muito utilizado para se pendurarem cortinas modernas passa por embutir os frisos em sanca. É uma opção elegante (vemo-la em quase todas as imagens que ilustram este artigo), ideal para espaços modernos e minimalistas.

6. Cortinados de cozinha devem ter características específicas

COZINHA DA MARIA LEONOR Homestories Cozinhas escandinavas
Homestories

COZINHA DA MARIA LEONOR

Homestories

A cozinha, à semelhança da casa de banho, tem características muito específicas. É um ambiente do qual a humidade, a gordura e os fumos e odores fazem parte. Por essa razão, nas cozinhas, devem-se usar tecidos tipo poliéster ou algodão para que sejam mais fáceis de limpar. Uma opção muito funcional para cozinhas são as cortinas em rolo, compostas por um plano único e que podem ficar abertas ou totalmente recolhidas num rolo. As cortinas romanas são, também, bastante práticas no tratamento das janelas de cozinha.

Dica extra: Onde comprar cortinas?

APARTAMENTO TURÍSTICO ARROIOS - LISBOA TRAÇO 8 INTERIORES Quartos modernos
TRAÇO 8 INTERIORES

APARTAMENTO TURÍSTICO ARROIOS – LISBOA

TRAÇO 8 INTERIORES

Quer esteja à procura de cortinados de sala, de cozinha ou de quarto, considere aconselhar-se junto de um profissional da área. Uma empresa dedicada à instalação cortinas, persianas e estores – pode procurar no nosso site empresas da área – e/ou um designer de interiores ou decorador poder-lhe-ão dar uma ajuda preciosa na escolha das cortinas para a sua casa. São, afinal de contas, acessórios fundamentais para o conforto e funcionalidade do dia-a-dia, por isso, é um investimento que faz sentido!

Esperamos que estas dicas lhe tenham sido úteis! Se tiver mais questões, não hesite!
Casas inHAUS Casas modernas

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa?
Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!