Tudo sobre Cortinas de Vidro - Vantagens, Preços e Mais, em 15 Imagens | homify

Tudo sobre Cortinas de Vidro – Vantagens, Preços e Mais, em 15 Imagens

Elisabete Figueiredo – HOMIFY Elisabete Figueiredo – HOMIFY
T2 Saldanha Lagom studio Varandas Madeira Verde
Loading admin actions …

Nunca se deu tanto valor às varandas! Nos últimos tempos quem tem uma varanda ou um terraço sabe que esses espaços de exterior se tornaram verdadeiramente a sua ligação ao exterior em tempos de pandemia. Mas ao mesmo tempo que as valorizou, o uso intenso das varandas trouxe a noção exacta das suas limitações, que até podem não ser só espaciais: – quando chove, está frio ou faz vento, seja qual for a estação do ano, lá se vai o usufruto dos espaços de exterior! E que falta eles nos fazem!

Nestas alturas vem a velha questão: – fechar ou não fechar a varanda?

As marquises dão muito jeito mas, sejamos sinceros, não são nada estéticas! As marquises tradicionais com perfis grossos de alumínio ou de outro material são alterações à fachada que põem em causa a estética global do edifício e precisam de autorizações para serem instaladas.

Quando estas questões se colocam surgem muitas vezes as cortinas de vidro como alternativas perfeitas. Mas será que estes equipamentos não precisam de autorizações? Não serão muito caros?

Hoje na homify falamos de cortinas de vidro e vamos descobrir tudo sobre elas, desde o licenciamento até ao preço, passando pelas vantagens e muito mais. Venha connosco!

1 – O que é cortina de vidro e que vantagens tem

Já explicámos um pouco do que são cortinas de vidro na introdução, mas vale sempre a pena explicar melhor.

Chamamos cortinas de vidro às paredes de vidro usadas para proteger e fechar varandas, à semelhança das marquises, mas usando um sistema sem perfis metálicos verticais ou horizontais. Na imagem acima pode vem um bom exemplo deste tipo de cortinas de vidro num trabalho da LAGOM STUDIO.

As vantagens destes sistemas são óbvias, pois eles respeitam a estética arquitectónica, permitem a utilização dos espaços de exterior durante todo o ano, garantem total visibilidade da paisagem envolvente, ocupam um espaço interior mínimo, protegem o espaço exterior do vento, da chuva e da poeira e reduzem a sua manutenção e limpeza.

As cortinas de vidro também são chamadas de janelas panorâmicas, por permitirem uma visualização quase perfeita do horizonte, mesmo quando fechadas. São soluções muito discretas, que dão uma grande sensação de maior amplitude e leveza, sem pesar na fachada do edifício.

Não são propriamente recentes, apesar do seu aspecto absolutamente moderno, pois já existem há cerca de 20 anos, no entanto eram caras e por isso eram usadas especialmente em casas de gama muito alta. A evolução dos materiais e a produção massificada fizeram com estes sistemas de varandas em vidro se tenham tornado mais acessíveis, melhorando a imagem de varandas e terraços por todo o mundo.

2 – Cortina de vidro licença, sim ou não?

Privado Penina Resultóptimo Lda
Resultóptimo Lda

Privado Penina

Resultóptimo Lda

Fechar varandas é um tema bastante controverso, mesmo a parte de fechar varandas com cortina de vidro, sobretudo em prédios de habitação. Há quem afirme que este tipo de intervenção não precisa de licenciamento, nem sequer de autorização por parte do condomínio e muitas cortinas de vidro têm sido instaladas com estas premissas, mas isso definitivamente não é assim!

Embora muitos proprietários aleguem que as cortinas de vidro são colocadas na parte de dentro das varandas, na sua fracção, e que não alteram substancialmente o aspecto da fachada, e que por isso não têm dever ou obrigação de comunicar ou solicitar autorização, seja aos condóminos, seja à respectiva Câmara Municipal, os especialistas na lei dizem precisamente o contrário e o Supremo Tribunal de Justiça apoia essa visão, como se pode ler em vários dos seus pareceres sobre o assunto.


Os especialistas partem do princípio de que a instalação destas cortinas de vidro, ainda que sejam equipamentos visualmente leves, é uma alteração à fachada, e por isso enquadram-se no artigo 1422º, nº 2 al. a) e nº 3 do Código Civil), que obriga ao licenciamento da obra em Assembleia de condóminos:

’3 – As obras que modifiquem a linha arquitectónica ou o arranjo estético do edifício podem ser realizadas se para tal se obtiver prévia autorização da assembleia de condóminos, aprovada por maioria representativa de dois terços do valor total do prédio.

4 – Sempre que o título constitutivo não disponha sobre o fim de cada fracção autónoma, a alteração ao seu uso carece da autorização da assembleia de condóminos, aprovada por maioria representativa de dois terços do valor total do prédio.’

Ou seja, deve haver uma Assembleia de Condóminos especialmente efectuada para este fim, ou uma onde da ordem de trabalhos conste um ponto autonomizado para este fim.

Hotel Luna Serra da Estrela Vidreira Ideal do Fundão
Vidreira Ideal do Fundão

Hotel Luna Serra da Estrela

Vidreira Ideal do Fundão

Por outro lado, a autorização da Assembleia de Condóminos não isenta o licenciamento camarário, que deve ser solicitado segundo os moldes instituídos pelo município, sendo certo que em algumas câmaras é exigida a acta da assembleia de condomínio da qual resulte a autorização para a colocação da cortina de vidro na própria instrução do processo administrativo.

3 – Materiais para cortinas de vidro

Privado Penina Resultóptimo Lda
Resultóptimo Lda

Privado Penina

Resultóptimo Lda

Os materiais para cortinas de vidro ou vidros para varandas são os mesmos utilizados para fazer marquises e janelas, a diferença está nos sistemas de fixação e abertura que é feito com perfis leves, superiores ou inferiores, que ficam invisíveis, especialmente na vertical, o que acaba por dar muito mais amplitude à contemplação da paisagem por não haver nada que corte o olhar, como nas marquises tradicionais.


Os vidros utilizados dependem da sua escolha e orçamento, sendo que um profissional qualificado vai saber orientá-lo na escolha. Os acabamentos dos vidros podem ser de vários tipos, tais como: vidros laminados, vidros temperados laminados ou vidros térmicos. Os vidros térmicos, apesar serem mais caros, são uma opção muito boa para varandas ou terraços mais expostos ao sol.

No que respeita aos perfis, eles normalmente são de alumínio lacado ou anodizado, mas também há este tipo de perfis em PVC e em fibra de vidro. O perfil tem muito pouca prevalência visual, mas ainda tem alguma, e a sua escolha deve ser cuidadosamente pensada.

4 – Sistemas de abertura

Há inúmeros sistemas de abertura, com calhas, rolamentos e outros elementos para deslizamento das folhas, em função do fabricante e do modelo, mas os tipos de abertura deste tipo de cortinas podem resumir-se a quatro, explicados nas imagens seguintes:


Europeu - este tipo de cortina abre através de um pivô central que permite a abertura completa da cortina de vidro, pois as folhas giram 90 graus e recolhem-se num dos cantos.

Stanley - as folhas correm sobre calhas, como numa box de chuveiro, o que proporciona mais resistência ao vento e torna este sistema mais indicado para andares elevados.

Exteriores | Paço D'Arcos | Portugal Atelier Renata Santos Machado Varandas
Atelier Renata Santos Machado

Exteriores | Paço D'Arcos | Portugal

Atelier Renata Santos Machado

Versatik - neste sistema as laterais são fixas e as folhas de vidro correm em apenas um sentido, num trilho, como uma janela. Este sistema só permite a abertura de dois terços do vão.

Exteriores | Paço D'Arcos | Portugal Atelier Renata Santos Machado Varandas
Atelier Renata Santos Machado

Exteriores | Paço D'Arcos | Portugal

Atelier Renata Santos Machado

De Tecto – neste sistema as folhas correm apenas num carril superior fixado no tecto. Permite uma enorme entrada de luz e pode ser combinada com sistema de persianas ou outro sombreamento para controlar a temperatura interior.

5 – Cortina de vidro para terraço

Fechar terraços não é a mesma coisa do que fechar varandas, sobretudo porque muitas vezes os terraços podem não ter os suportes necessários à instalação de cortinas de vidro, mas há sistemas que funcionam nestes espaços, em especial aqueles que não têm calha superior. Os vendedores e instaladores destes sistemas saberão dizer-lhe se são ou não adequados para terraços e quais as especificações, por isso não deixe de fazer uma pesquisa apurada junto de várias empresas.

6 – Cortinas de vidro preço

Vidro Bastão Pentagonal ArteOutras obras de arte
Pentagonal

Vidro Bastão

Pentagonal

Não é possível apontar-lhe um valor exacto para o custo cortina de vidro ou fechar varanda com cortina de vidro por metro quadrado, uma vez que, os sistemas são muito diferentes, têm finalidades e exigências diferentes, em função do tipo de utilização, e por isso têm preços completamente díspares. Ainda assim, podemos dizer que na nossa pesquisa pela internet nos cruzámos com valores à volta de 7500€ para 8 m de cortina de vidro (valor não vinculativo e meramente informativo).

Saiba mais sobre este tema das varandas em vidro no artigo ’Varandas em vidro – tudo o que precisa de saber!’.


Materiais de cozinha - um mundo para descobrir
Arrow navigation 3b3136b1
Está a penar em fechar a sua varanda? Já sabia toda esta informação acerca de cortinas de vidro?
Casas inHAUS Casas modernas

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa?
Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!