Dez roupeiros infantis bué de fixes!

Sílvia Cardoso – homify Sílvia Cardoso – homify
Google+
Loading admin actions …

Têm um palmo e meio e roupas que deixam de servir num instante. Ainda assim, são as crianças que, não raras as vezes, possuem mais roupa lá em casa. A avó acha sempre que mais um casaco faz falta, a tia não resistiu a trazer uma prenda na última ida ao shopping e a mãe que saiu de casa determinada a comprar para ela, trouxe tudo para o seu querido rebento. Identifica-se com a situação? Pois é, calculávamos. Mas não se arrelie. Traga ao de cima a sua faceta mais pragmática e mantenha tudo organizado no roupeiro do seu filho. Ofereça o que ele já não usa, separe as indumentárias de cada estação, arrume as peças por categorias, defina a zona de brinquedos e aposte em módulos para que cada objecto tenha o seu sítio até porque, de manhã, vale tudo, menos perder tempo. Não se esqueça, também, de manter tudo ao alcance dos seus filhos que depressa reivindicam independência nesta coisa de escolher a roupa para a escola. É a loucura, o grito de Ipiranga

Antes de mais, há, no entanto, que escolher o roupeiro ideal para o quarto. Será ele mais clássico? Colorido? Pequeno ou grande? Você saberá.

Mas, veja as nossas sugestões antes de tomar uma decisão. Já sabe que, por aqui, somos muito opinativos!

Os puxadores diferentes

Uma forma simples de personalizar um roupeiro infantil – ou outro – é mudar-lhe os puxadores. Desta maneira, pode, ao longo do tempo, adequá-lo à idade do seu filho, sem despender muito dinheiro. Na fotografia, vemos um quarto de menina cujo roupeiro branco, proposta da alemã Fantasy Room, possui puxadores e outros detalhes em rosa que o ligam à restante decoração. Todo o mobiliário desta marca se destaca pela manufactura e acabamento de excelência com a durabilidade que se pretende para o quarto das crianças.

Aberto

Numa divisão exígua, é pouco funcional ter um roupeiro com portas que abram visto que ocupam mais espaço. No entanto, também não é fácil encontrar roupeiros infantis com portas de correr porque são, usualmente, pensados tendo como premissa o mote “pessoa pequena, armário pequeno”. Para contornar este problema, pode considerar a compra de um roupeiro aberto ou, então, tapado apenas com cortinas. O da imagem, de um apartamento brasileiro, é uma peça deveras divertida e jovial que se destaca na divisão não só pelo formato, com as suas esquinas arredondadas, como também pelo azul ciano que sobressai em relação ao cinza da parede. Chamamos, ainda, a sua atenção para a alegre poltrona amarela que, a par com o roupeiro, enche o quarto de alegria! Uma paleta cromática improvável que funciona em pleno num quarto de criança, indo de encontro às tendências.

Um roupeiro muito moderno

Quartos de criança minimalistas por VALENTIROV&PARTNERS
VALENTIROV&PARTNERS

apartment V-21

VALENTIROV&PARTNERS

Cor? Confirma-se. Funcionalidade? Confirma-se? Modernidade? Confirma-se. Um roupeiro infantil que joga com as cores e a geometria, surgindo quase como uma grande tela que ocupa toda uma parede. Os painéis em verde, em azul e em branco misturam-se com outros de uma madeira texturada que liga com o revestimento do chão, das paredes e do caixilho das janelas. Realce-se, ainda, o pormenor das gavetas, em preto, colocadas ao nível do chão, estando por isso, mais acessíveis para a arrumação – ou desarrumação, pois claro – de brinquedos. Repare, também, que as portas do canto inferior esquerdo e direito apresentam maior relevo em relação ao resto do móvel o que nos dá conta de um compartimento mais pequeno, ideal para colocar calçado, camisolas ou têxteis de cama. É importante compartimentar e organizar os roupeiros por módulos. Verá que a sua vida fica facilitada. O estilo e as cores deste roupeiro enquadrar-se-iam tanto num quarto infantil, como juvenil.

O cacifo lá da escola

Quartos de criança ecléticos por LEIVARS
LEIVARS

Little LEIVARS

LEIVARS

Utilizar um cacifo como roupeiro para o quarto seu filho é apropriado para a idade. A atmosfera de brincadeira e de aprendizagem é, de certa forma, transposta para o quarto onde ele passa, com certeza, grande parte do tempo quando está em casa seja a descansar, a brincar ou a estudar. No caso da imagem, o cacifo, que integra a colecção “Little Leivars” da designer Rebecca Leivars, está personalizado com números magnéticos e está pintado em branco e não no tom cinzento dos que vemos nos corredores da escola. O papel de parede com o mapa mundo complementa-o e traz cor ao quarto de uma forma muito didáctica! Através dele, o seu filho dará a volta ao mundo… e nem precisará de 80 dias.

Simples e versátil

Numa perspectiva mais juvenil, sugerimos-lhe um roupeiro à semelhança do da imagem deste quarto que parece pertencer a uma pequena mulherzinha. Aqui, optou-se por um guarda-fatos embutido com uma superfície branca e lisa e puxadores que se prolongam do centro até ao chão. Para além de oferecer versatilidade do ponto de vista decorativo é, sem dúvida, ideal para arrumar todos os pertences do herdeiro aí de casa. E nós sabemos que espaço nunca é demais no quarto dos mais pequenos, certo?

Muita cor a despertar os sentidos!

Na imagem, proposta da Berlin Homestaging, vemos um quarto muito apelativo e com grande impacto visual por via da paleta cromática escolhida. Esta ideia surge enquanto espaço de arrumação que pode complementar o roupeiro. É muito bem conseguida a fileira de caixas/gavetas coloridas que se desenha em altura propiciando, assim, uma boa área para organizar roupas que não se penduram em cabides, brinquedos e até têxteis de cama. O facto de as gavetas se assemelharem a um jogo de cubos pode ser muito conveniente na hora de os mandar arrumar a “loja”. Não lhe parece?

Princesices

Num contexto mais clássico, deixamos-lhe este exemplo de um quarto que será, provavelmente, de duas irmãs. O roupeiro embutido ocupa toda uma parede, dispondo, assim, de muita arrumação. De realçar a atenção ao detalhe. As extremidades envidraçadas resguardadas com cortinas brancas, as gavetas mais pequenas e as portas superiores, ideais para abrigar os objectos menos usados. Muita arrumação num quarto feminino e romântico.

Revestir a lousa

Quartos de criança rústicos por grupa KMK sp. z o.o
grupa KMK sp. z o.o

Pokój dla chłopca

grupa KMK sp. z o.o

O quarto da imagem é rústico e sóbrio no que toca a cores. No entanto, o roupeiro não deixa de ter um detalhe interessante e apelativo para uma criança. Repare que a parte de baixo é revestida por uma placa lousa o que significa que estas portas são também um objecto de brincadeira para o artista de metro e meio que lá habita. É uma forma pouco dispendiosa e divertida de personalizar um roupeiro infantil. Também pode funcionar para um quarto de um adulto. Em vez de desenhos, pode escrever na porta o que lá está guardado! 

Decorar com roupa

Nem o mais empedernido dos corações fica indiferente a uma roupa de bebé. Então, por que não usá-la enquanto decoração, deixando uma ou outra peça mais especial pendurada fora do roupeiro? Decorar com roupa é uma forma singular de personalizar um móvel ou uma divisão. Na verdade, quando os casais preparam a chegada de um filho, já o fazem quase sem dar conta. Talvez seja a ansiedade de o receber. Escolha a peça mais bonita ou com um significado peculiar e deixe-a à vista. 

Hide and seek

Do atelier russo Int2architecture chega-nos esta sugestão de um roupeiro que aparece embutido numa estrutura em madeira que também engloba uma cama, estantes e gavetas. É uma boa opção para quem pretende fazer móveis à medida. O roupeiro está discretamente colocado ao lado da cama e para que se lhe possa aceder, é só puxá-lo e ele sai por via de um sistema deslizante. Como pode ver na imagem, está dividido horizontalmente, numa zona superior e inferior onde se podem pendurar as roupas que se usam na parte de cima e na parte baixo, respectivamente.

Qual destas sugestões melhor se enquadraria no quarto do seu filho? Que método usa para manter o roupeiro infantil organizado? 
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!