Terrários: o poder dos mini-jardins!

Mariana Garcia – Homify Mariana Garcia – Homify
Loading admin actions …

Gostarmos de plantas é algo transversal a muitas pessoas. Independentemente da experiência ou do jeito particular que tenhamos, é-nos agradável ver aquele verde viçoso em qualquer espaço da casa, pois devolve-nos a ideia de pureza e de bem-estar natural. Na verdade, as vantagens em ter plantas dentro de casa são imensas, que vão desde a decoração dos espaços à purificação do ar. Desta maneira, muitos de nós gostavam de ter o seu próprio jardim (por muito pequeno que este pudesse ser), com as suas plantas preferidas; um pequeno canto que fosse com um toque florido servia, certo? Mas bem sabemos como o dia-a-dia pode acabar com este nosso sonho: entre refeições feitas a correr, casa para arrumar e miúdos para supervisionar… podemos chegar ao fim do dia sem nos lembrarmos de beber água – quanto mais de cuidar de um jardim! Aqui, convidamo-lo a parar e a pensar ’e se a homify me conseguisse dar uma ajuda?’. Pois bem, é para isso mesmo que cá estamos hoje! Para os amantes da Natureza que têm os minutos do dia contados e mil preocupações a serem resolvidas antes de entrar em casa, deixamos a sugestão de fazer um terrário!

Comecemos pelo fim…

Salas de estar escandinavas por Noelia Villalba
Noelia Villalba

Salón comedor integrado

Noelia Villalba

O que pretende no final, com as suas plantas? Maior harmonia, mais decoração e um toque fresco no ambiente! Então está no sítio certo! Se adicionarmos a tudo isto o facto de esta solução ter uma manutenção simples, torna-se completamente irresistível, não acha?

O que é um terrário?

Paisagismo de interior  por homify
homify

Флорариум Куб

homify

Um terrário não é mais do que um recipiente (aberto ou fechado) onde se reúnem condições favoráveis ao desenvolvimento de duas ou mais espécies, que podem ser parcialmente aquáticas ou totalmente terrestres. Por norma, pelo menos uma das paredes deste recipiente é transparente (acrílico, vidro… ) para que se possa desfrutar da imagem interior e que nos permite observar o comportamento dos seres vivos presentes num espaço muito semelhante ao seu habitat natural. Por ter um ambiente mais controlado, necessitam de menos cuidados (como por exemplo a rega), até porque muitas vezes são utilizados cactos nestes mini jardins. Assim sendo, ganha a decoração que quer, aliando a isto a fácil manutenção! Quer saber mais sobre esta hipótese? Então fique connosco!

O que preciso para fazer um?

Produção e Paisagismo - Living: Paisagismo de interior  por E|F DESIGN.INTERIORES.PAISAGISMO
E|F DESIGN.INTERIORES.PAISAGISMO

Produção e Paisagismo – Living

E|F DESIGN.INTERIORES.PAISAGISMO

Para fazer um terrário simples, vai precisar de materiais variados, mas que facilmente encontrará em lojas especialistas em jardins ou noutras mais genéricas com esta secção: um recipiente (sugerimos um de vidro, com ou sem tampa), areia, carvão mineral, cascalho, terra preparada para plantas e as próprias plantas (aqui, tente seleccioná-las de acordo com a iluminação e a quantidade de água que necessitam, pois será mais fácil manter o terrário bonito durante mais tempo se forem espécies com necessidades semelhantes).

Passo 1: escolha o recipiente

Casa  por Terrarium love
Terrarium love

Park Terrarium

Terrarium love

Para pessoas que ligam menos aos pormenores, este é o passo mais fácil. O recipiente pode ser um frasco de vidro reutilizável, um aquário ou uma caixa de acrílico, por exemplo. O tamanho varia conforme o número e o tamanho das plantas que quer lá colocar. No caso de não querer investir muito dinheiro neste passo, pode fazer vários terrários cada um com a sua planta (isto se tiver vários frascos reutilizáveis e nenhum de dimensões suficientes que suporte várias plantas no seu interior). No entanto, este é um material que não lhe ficará muito fora do orçamento e que poderá facilmente encontrar em lojas com artigos para a casa – tendo assim mais margem de escolha.

Passo 2: camada de drenagem e carvão

Arte  por Expat Design Shop
Expat Design Shop

Teadrop Terrarium

Expat Design Shop

Comece por colocar algum cascalho no fundo do recipiente previamente limpo com álcool. De seguida, a areia – que não só servirá para decorar como também será útil na drenagem do excesso de água do seu terrário. Depois deste passo, é a vez de mais um pouco de cascalho (uma camada mais fina que a de areia) e do carvão triturado misturado com algum cascalho, também numa fina camada. 

Passo 3: a terra e as plantas certas

Mini jardim em aquário : Jardim  por Maravilhas do Berço Lda
Maravilhas do Berço Lda

Mini jardim em aquário

Maravilhas do Berço Lda

Depois dos passos anteriores concluídos, coloque a terra numa camada suficiente para a introdução e desenvolvimento das raízes das suas plantas. Como a ideia é ter mais espaço livre para a parte superior das plantas do que propriamente de solo, tenha em atenção isto para não encher demasiado o recipiente. Com o terrário já quase concluído, é altura de instalar as suas plantas. Tendo seguido o nosso conselho em relação às necessidades semelhantes das espécies (e lembre-se também de escolhê-las de acordo com o tamanho do recipiente, para que haja um equilíbrio do ecossistema), basta agora fazer pequenos orifícios na camada de terra para introduzir as raízes das plantas!

Rega e manutenção do seu terrário

Varanda, marquise e terraço  por Cuantatienda
Cuantatienda

macetas Cactus

Cuantatienda

Já com as plantas instaladas e o terrário pronto, é altura de nos preocuparmos com a rega e manutenção do mesmo. Uma vez que o recipiente consegue manter a humidade adequada às espécies nele plantadas, não é necessário regá-lo intensivamente nem em grande quantidade. No caso de terrários fechados, facilmente nos apercebemos do excesso de água, pois o ciclo da água renova-se e as paredes do recipiente ficarão embaciadas. Quando tal acontecer, abra o frasco durante algumas horas para que a água em excesso seja libertada e feche-o quando as paredes do recipiente estiverem novamente limpas. Caso aconteça o contrário (sem água nas paredes), é sinal de que é necessário regar as suas plantas um pouco mais. Se verificar que alguma planta começa a murchar, remova-a do seu terrário e devolva-a ao seu meio natural, pois é um sintoma de que não se adaptou ao espaço. Outros cuidados a ter são o de abrir o terrário todas as semanas, durante duas ou três horas, para que haja renovação do ar (no caso de terrários fechados) e a poda das plantas, para que consigam desenvolver-se de forma saudável dentro da limitação física do recipiente.

Com vontade de fazer o seu terrário? Ponha já as mãos à obra e mostre-nos o resultado final!
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!