Uma casa de tijolozinhos inacreditável

Sílvia Cardoso – homify Sílvia Cardoso – homify
Google+
Loading admin actions …

O tijolo é um material que combina com diversos estilos, uma vez que efectua uma transição entre o antigo e o novo sem comprometer. A sua cor quente, que remete à terra, e a incomparável textura, servem como contraponto ideal para materiais mais sofisticados como o vidro, o aço ou as paredes de alvenaria pintadas de cores claras como o branco. Todavia, em países como a Holanda, o uso deste material é muito mais do que decorativo. Algumas cidades possuem leis que regulamentam o uso obrigatório deste material como parte da identidade e da cultura de determinados locais.  

E por falar na Holanda, é lá que hoje desembarcamos, mais precisamente na cidade de Eindhoven, para lhe dar a conhecer uma casa de tijolo inacreditável. Projectada pelo estúdio 2Architecten, a casa exibe uma forma racional e moderna, dialogando com as construções do seu entorno, e com superfícies exteriores inteiramente revestidas por tijolo aparente de cor cinza. O interior da residência, contudo, expressa o estilo jovial e sofisticado dos moradores.

Curioso para desvendar todos os encantos desta moradia? Então, faça uma pausa e veja este livro de ideias. 

Fachada posterior

Como a imagem nos mostra, a implantação sobre o limite do terreno no lado da esquina permitiu a libertação de uma ampla faixa de terreno na lateral entre a casa e a construção vizinha. Este espaço livre é utilizado na maior parte do tempo como área livre e ocasionalmente como espaço recreativo. A divisão com o terreno faz-se a partir de um muro verde que garante privacidade e uma vista agradável aos moradores.

Os ambientes sociais, situados no piso térreo, e os espaços íntimos, situados no piso superior, abrem-se para a parte posterior do terreno e para o jardim, em busca da luz natural e do contacto prazeroso com a natureza.

Fachada em estilo comercial

Vista de longe, a residência poderia ser confundida com um estabelecimento comercial, já que o volume principal do edifício possui um amplo plano envidraçado que nos lembra uma vitrine de loja. O estacionamento tampouco contribui para reforçar o seu carácter residencial. O projecto definiu duas vagas de garagem, intercaladas entre as floreiras, de forma rectangular, e compostas por chapas metálicas com pátina de ferrugem.

O edifício é composto por dois prismas rectangulares, posicionados paralelamente, um com dois pisos e um de apenas um piso e mais estreito, que abriga a entrada principal composta por uma porta de madeira.

Fachada principal

As casas de esquina possuem uma vantagem em relação às demais. Para além dos terrenos de esquina terem, no geral, uma dimensão maior, eles possuem duas frentes. Portanto, têm dois lados voltados para a rua. Como, no geral, existem os recuos obrigatórios, as casas de esquina podem tirar proveito destas duas faixas de recuo frontais e incorporá-las no paisagismo. Os arquitectos, normalmente, preferem projectar em terrenos de esquina, pois assim dispõem de uma tela maior para criar a sua obra. Não parece o caso desta residência que foi implantada directamente no limite da frente da esquina, de modo a libertar um espaço entre a casa e o edifício vizinho. Desde longe, podemos notar que o edifício se adapta perfeitamente às construções vizinhas tanto em volumetria como em materialidade.

Zona social

A zona social abriga a sala de estar e a sala de jantar, integradas, mas divididos pela lareira, que foi projectada para atender aos dois ambientes. O piso térreo possui paredes predominantemente brancas e pavimento de pedra, em tom escuro, que contrasta com a brancura das superfícies, mas combina com as esquadrias metálicas de cor preta. As janelas são generosas e permitem o aproveitamento da luz e da ventilação natural e, claro, descortinam as vistas agradáveis do exterior.

Sala de estar

Já deve ter percebido que todo o projecto – a forma do edifício, o design do jardim e do mobiliário – utilizam a mesma linguagem, marcada pelos traços limpos e pela racionalidade dominante que evita, por exemplo, elementos em excesso ou supérfluos. Esta depuração estética visa realçar o protagonismo de algo exterior. Neste exemplo, o elemento exterior é a vista para o bosque, situado na parte frontal do terreno, ou para o jardim, situado na lateral e na parte posterior do terreno.

Sala de jantar

A sala de jantar está ligada à cozinha e à varanda, na parte exterior. Porém, os generosos planos de vidro criam a sensação de continuidade entre a sala de jantar e a varanda e, consequentemente, com o jardim, tornando o espaço mais agradável. O mobiliário é marcado pelo design contemporâneo. Destacamos a mesa de madeira, o suporte metálico e o pendente de LED que acrescenta requinte e sofisticação ao ambiente.  

Cozinha

A cozinha é um dos pontos altos do projecto. O grande destaque é a janela que se estende para o telhado, permitindo a entrada de luz natural abundante, descortinando a vista do céu e criando a sensação de que os armários dividem a cozinha com o exterior. Os armários exploram a textura original da madeira e a bancada em forma de ilha explora a textura do granito, que serve de tampo, e da madeira com acabamento em laca branca, que compõe os armários da bancada. Em resumo, temos aqui uma cozinha moderna, funcional e sofisticada.

Quarto de casal

Os dormitórios estão todos situados no piso superior. Esta sectorização, que situa os espaços sociais no nível térreo e os espaços íntimos no nível superior, tem como finalidade oferecer mais comodidade e privacidade à família. No quarto de casal, encontramos a mesma combinação de piso de tom escuro, desta vez revestido com carpete, e superfícies brancas, para além de generosas aberturas que descortinam a vista deslumbrante da paisagem natural circundante. A veneziana serve para controlar a luminosidade e dar privacidade ao ambiente.

Casa de banho de casal

casa de banho do casal finaliza a nossa visita virtual e reafirma o discurso deste projecto baseado na funcionalidade e depuração estética. A divisão conta com dois lavatórios independentes com armários de madeira. O piso cerâmico de cor neutra oferece funcionalidade sem comprometer a combinação de preto e branco. A forma da banheira dialoga com a dos armários e acrescenta elegância e conforto ao ambiente.

O uso expressivo dos tijolos adaptou a casa ao estilo arquitectónico holandês. Desta forma, o país consegue manter a arquitectura que tão bem o car...
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!