Escritórios e Espaços de trabalho  por erico navazo

7 passos para um estúdio de sonho!

Ida Gaspar – homify Ida Gaspar – homify
Google+
Loading admin actions …

Os estúdios andam na boca do mundo e claro de nós na homify…

Ao longo dos últimos anos temos nos deparados com uma grande redução do tamanho dos apartamentos, nomeadamente nas grandes cidades. O pedido crescente e a impossibilidade de construir nas periferias dessas cidades leva a arquitetura moderna a repensar e a (re)visitar esses espaços. No centro das metrópoles, os estúdios multiplicam-se, por serem financeiramente mais rentáveis e lucrativos. De facto, são vistos como uma grande solução para as pessoas solteiras ou jovens casais, é uma casa prática e mais barata. 

Mas a verdade é que as divisões são cada vez mais pequenas, nomeadamente nos espaços vitais como a casa de banho a cozinha, tudo é reduzido ao mínimo, para construir mais e mais. E é com este cenário, que os proprietários, os arquitetos e os designers de interior devem encontrar soluções geniais, para criar espaços bem funcionais, calorosos, confortáveis e acolhedores. 

Já sabe nós na homify gostamos de transmitir os nossos saberes e os nossos maravilhosos exemplos, como tal, trouxemos-lhe 7 dicas para tomarem nota já, antes de habitar o seu estúdio!

Não tratá-lo como um quarto – dividi-lo em diferentes áreas

Antes de mais é importante olhar para o seu estúdio como uma casa e não apenas como um quarto para dormir. Há que pensar que nesse espaço, mesmo que seja pequeno e multifuncional, dormirá, mas também receberá amigos e familiares, sendo também um espaço de convívio. Neste sentido, deve projeta-lo da melhor forma, de modo a rentabilizar o espaço ao máximo. 

Deve por isso, dividir o espaço em diferentes áreas, a de sala de estar, escritório, cozinha e quarto. É criar uma área com vários pontos, bem definidos e que mesmo estejam visíveis no mesmo espaço, cada um deve ter a sua função. 

Se não optar por um sofá cama ou um móvel multifuncional, pode inspirar-se neste exemplo. Aqui optaram por dividir a área com um vidro, para a entrada de luz, e o resultado ficou soberbo. Mas as cortinas ou portas de correr também são soluções viáveis nos estúdios. 

Apostar em padrões e toques extravagantes

Salas de estar minimalistas por Polygon arch&des
Polygon arch&des

APARTMENT “VERBI”

Polygon arch&des

Espaços pequenos não têm de parecer sem vida ou incolores. Não usar cores brilhantes ou vibrantes em espaços pequenos não passa de um mito, e a homify está a contradizer este mito aqui e agora mesmo!

O tamanho ou os metros quadrados não têm a mínima importância, desde que as cores sejam usadas estrategicamente. A cor ajuda a trazer vida num pequeno espaço, criando encanto, sem torná-lo apertado ou pequeno. Observe como este projeto, de Rover BC, aumentou a área?! 

Apostando em acessórios com padrões e toques extravagantes, tapete, almofadas ou ainda aquela pintura com formas geométricas, na zona de dormir. Além de tornar o ambiente divertido e descontraído, o espaço parece ter ganho dimensão, pela boa aposta das formas geométricas. 

Não encher o espaço com muitos móveis – mantê-lo minimalista

O segredo para ter um estúdio luminoso, confortável e acolhedor é de tirar partido dos móveis simples e minimalistas. Nunca se esqueça que menos é sempre mais!

Os acessórios, como as cortinas, os quadros, os vasos de plantas ou as velas podem ajudar a criar uma atmosfera aconchegante, sempre em paralelo com peças simples. Olhe esta fotografia e veja como a arquiteta de interiores Pureza Magalhães apostou na simplicidade, móveis de linhas retas, lisos, cores neutras e monocromáticas, móveis proporcionais ao tamanho do espaço. Aqui rege apenas o essencial e a ideia é mesmo esta, limitar-se ao que se precisa e não atulhar um estúdio com móveis e mais móveis, que só sobrecarregariam a pequena área. 

Pendure cortinas altas

Aqui está um truque infalível! Quanto mais alto ficarem as suas cortinas, mais a sua casa parecerá maior e alta. Dá uma sensação de altura e de grandiosidade. Enquanto que cortinas com varão muito em baixo reduzem o espaço, parece que fica achatado. 

Por isso, toca a colocar o varão das vossas cortinas o mais alto possível, bem junto ao teto para ampliar o ambiente. E de preferência escolha cortinas leves e transparentes, para uma boa entrada de luz, fundamental para espaços pequenos. 

Adicionar cor com obras de arte, não deixar uma parede sem carácter

Salas de estar ecléticas por Sandra Dages
Sandra Dages

Appartement paris 11 ème

Sandra Dages

É preciso que a nossa casa, mesmo que seja pequena, alugada ou temporária, tenha a nossa assinatura, ou seja, que tenha muito de nós. É importante darmos vida ao espaço onde vivemos, para que nos sintamos em casa e em harmonia com o ambiente.

Assim, é necessário vestir as paredes, não as podemos deixar de branco ou da cor que for, é preciso outra cor, outra força e outra vida. Nada melhor do que a arte para trazer esta variedade de sentimentos e o nosso gosto pessoal. Aposte numa ou noutra obra de arte e dê carácter à sua parede. Vai ver que o seu estúdio irá ganhar vida!

Coloque espelhos do lado oposto das janelas

Escritório  por R3ARCHITETTI

Quando se tem um espaço pequeno poderá ser difícil saber como rentabilizá-lo da melhor maneira, mas há uma solução para torná-lo maior do que realmente é. 

É simples só tem de apostar numa grande quantidade de luz e/ou nos espelhos, vai ver que seu estúdio parecerá ter duplicado o seu tamanho. 

A iluminação é fundamental nos espaços pequenos, seja vinda do exterior, pelas janelas e portas ou do interior por belos candeeiros e lâmpadas. Não se esqueça que um espaço pequeno precisa de luz em abundância. E se aliar os espelhos face às janelas vai ver que toda a luz irá ser refletida, espelhando-se por todos os cantos e recantos, e no final obterá um espaço grandioso! 

Verifique que o seu mobiliário nem é muito grande, nem muito pequeno

Quando vivemos numa casa pequena, como num estúdio temos de ser coerentes em tudo, até na escolha dos móveis. Há que manter um critério rigoroso no tamanho, nem ser demasiado grande, nem demasiado pequeno. É necessário comprar coisas proporcionais ao tamanho do espaço, não vamos optar pelo sofá maior da loja, para depois não caber lá mais nada, certo?! 

Seja sensato e não escolha apenas o que gostaria mesmo de ter, mas sim aquilo que ficará realmente bem num espaço com metros quadrados reduzidos. Vai ver que se cumprir este passo com rigor, terá espaço para tudo o que é realmente necessário e a sua casa (mesmo pequena) será digna de revista como estas que vos apresentamos neste livro de ideias.

Se ficou curioso com este assunto e quer saber mais, tem espreitar este artigo:

Estúdio funcional de apenas 40 m².

O que achou das dicas para montar o vosso estúdio de sonho?!
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!