Escolher uma cortina que combine com o espaço da sua casa

Ida Gaspar – homify Ida Gaspar – homify
Google+
Loading admin actions …

Qualquer  decorador de interior irá dizer-lhe que a cortina pode embelezar um quarto se for bem escolhida ou quebrar o estilo, se não combinar com a restante decoração. Por isso, é importante escolher cuidadosamente a cortina para cada divisão da sua casa. Sim, para cada, uma vez que as cortinas podem ornamentar qualquer janela da sua casa: quarto, sala de estar e de jantar, cozinha, casa de banho, escritório… Enfim elas ficarão bem em todos os lugares. 

Para escolher corretamente uma cortina, deve considerar o tipo de janela, o tecido, a iluminação, o comprimento e a largura. De facto, não podemos ir comprar uma cortina de qualquer maneira, devemos ter estudado o assunto previamente para que a sua casa esteja em perfeita harmonia. Além da estética, salientamos para a necessidade de pensar sobre a função que quer atribuir às suas cortinas. Precisa de um par pesado e escuro para criar sombra? Ou será que prefere algo de mais leve, para deixar passar uma brisa e um pouco de luz natural? 

Como vê há algumas questões que deve considerar e hoje ajudamos neste processo, para que escolha a cortina perfeita para a sua casa. Já sabe o verbo combinar é uma das nossas palavras preferidas! 

Considere o tipo de janela

Janela pequena? Janela grande? Talvez quadrada? Ou retangular? 

A verdade é que nem todas as janelas têm a mesma forma e as mesmas características. Dependerá sem dúvida da arquitetura de cada habitação. Neste sentido, deve considerar o feitio da vossa janela para projetar uma cortina por lá. Porém, a decoração de cada casa associa-se sempre ao gosto de quem mora lá, sendo que é perfeitamente possível optar por uma cortina grande, numa janela pequena e vice-versa. Mas faça-o sempre com cuidado, como sabe a cortina é uma tela que ocupa grande parte de uma parede/janela e se não for feito com coerência cair-se-á num falhanço decorativo.

Em caso de dúvidas ou insegurança, faça apelo a um profissional especializado na montagem de cortinas, que indicar-lhe-á todos os cuidados, além de que ocupar-se-á de todo o processo. 

A iluminação do espaço

Quartos clássicos por 4D Studio Architects and Interior Designers
4D Studio Architects and Interior Designers

Historic House, Notting Hill, London

4D Studio Architects and Interior Designers

Não pode menosprezar de modo algum a iluminação do espaço, aquando a escolha da cortina, independentemente do espaço que for (quarto, sala de estar, sala de jantar, cozinha… ). 

É um facto que a cortina cobre a janela, logo irá criar uma barreira, entre o interior e o exterior, não só traz privacidade, como também ajuda a filtrar a luz natural e também traz aquele toque decorativo. 

Neste sentido deve analisar a entrada de luz dentro da sua casa (se é intensa ou não) e se quer a cortina como filtro ou como proteção do exterior. Já sabe que se optar por uma cortina com tecido pesado, opaco e escuro a luz solar não passará para o interior do seu espaço, é uma quebra total. Pode, no entanto, optar por este tipo de cortina e deixá-la aberta durante o dia e fechá-la à noite para resguardar-se, no caso de não ter estores. Por outro lado, a cortina transparente e clara é ideal para criar um filtro leve, é discreta, é decorativa e deixa entrar a luz do dia. 

O tecido

Salas de estar rústicas por Designers Guild
Designers Guild

Madhuri Print collection AW14

Designers Guild

Depois de considerarem o tipo de janela e a iluminação do espaço, pode dedicar-se à fase mais gira do processo, que é a escolha do tecido. No caso de comprar umas cortinas pré-fabricadas terá imensa escolha no mercado, são imensos os profissionais e as lojas que se dedicam a este serviço e existem de facto modelos soberbos. Destacamos os modelos da designer Guild, que tem uma coleção de extremo bom gosto e qualidade, como podem verificar. Pode encontrar os seus produtos através dos profissionais portugueses Pedro & Osório

Pode, por outro lado, optar por umas cortinas sob medida e aí terá a hipótese de escolher o tecido que mais gostar, dando mais liberdade de escolha. Padrões florais, riscas, cor monocromática ou não… As soluções serão muitas. Tem ainda, a vantagem de cruzar o tecido com certo apontamentos decorativos, como as almofadas, o tapete ou a roupa da cama.

Cortinas curtas ou compridas

Salas de estar escandinavas por Lasciati Tendare
Lasciati Tendare

Tende a vetro per soggiorno

Lasciati Tendare

Como temos vindo a partilhar, existem variadíssimos modelos de cortinas, tanto nos tecidos, como na escolha de modelos. Existem cortinas mais curtas ou mais compridas, aquelas que irão bater no chão e outras que ficarão à medida da janela. É uma questão de gosto e de combinação com o espaço. 

As cortinas mais compridas ocupam toda a janela e uma parte da parede, uma vez que existem regras a cumprir para fixá-las (pode descobrir como montá-las através deste artigo). As mais curtas poderão ser fixas à metade da janela ou até à sua medida. Como vê nesta inspiração, as cortinas curtas foram as escolhidas para ornamentar esta cozinha. E que bem ficaram!

Cortinas alternativas

Salas de estar escandinavas por Dröm Living

Não pense que existem apenas um ou dois modelos de cortinas. Há uma panóplia de ideias e de modelos, desde das mais tradicionais às persianas, como vemos neste exemplo. A grande vantagem destas é que podem ser reguladas ao tamanho que pretender, se preferir meia luz ou um ambiente mais escuro, só terá de levantar ou baixar a persiana pelo sistema de mono-controlo. Sem dúvida bem prático e funcional. 

No caso de preferir uma cortina mais tradicional também ficará bem. Até pode optar por colocar o varão dentro de uma caixa de gesso, fica super discreto e moderno.

Cortinas DIY

Designers Guild Autunm/ Winter collections 2015: Casa  por Pedroso&Osório
Pedroso&Osório

Designers Guild Autunm/ Winter collections 2015

Pedroso&Osório

Anda sempre à procura da originalidade e de poupar algum dinheiro? Então as palavras mágicas DIY são sempre bem-vindas, não é verdade? 

E sabia que podia aliar o DIY às cortinas? Ora bem, é bem possível ter umas cortinas em casa feitas por si!! Sim, sim leu bem. Com máquina de costura ou não. Pode o fazer com cola de tecido ou até com a fita termocolante, que só precisa aquecer com o ferro de passar, para criar uma bainha perfeita. Precisará ainda de um tecido bonito, de argolas e cozer a base da argola na extremidade da cortina. Tenha atenção às medidas e tenha consigo uma boa tesoura e uma fita métrica, um centímetro ao lado fará diferença quando estiverem suspensas. Seja rigoroso e verá que o resultado final será soberbo!

Está a pensar mudar as cortinas da sua casa? Não se esqueça de tomar estas dicas em conta!
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!