Chalé das Três Esquinas: Casas ecléticas por Tiago do Vale Arquitectos

Antes e depois: O Chalé das Três Esquinas em Braga

Rita Gouveia (homify) Rita Gouveia (homify)
Google+
Loading admin actions …

Temos o gosto de lhe apresentar um projecto muito especial, localizado em Braga e conhecido como “Chalé das Três Esquinas”, um edifício único, documentando a história e a diáspora da região onde se insere e combinando a arquitectura e o desenho urbano portugueses do século XIX com uma inesperada influência alpina, chegada a Portugal por via de uma vaga histórica de portugueses regressados do Brasil, culturalmente influenciados por centro-europeus que desenvolviam a segunda revolução industrial brasileira. Concebido como um anexo ao pequeno palácio a que encosta, e situado no coração das muralhas romanas e medievais de Braga, este é um edifício particularmente ensolarado, com duas frentes, uma voltada para a rua a Oeste e outra voltada para um agradável e valorizado pátio de interior de quarteirão a Este, desfrutando de luz natural ao longo de todo o dia. O objectivo do projecto foi clarificar os espaços e funções do edifício recuperando a imagem, as técnicas construtivas e o programa (essencialmente habitacional) originais e, simultaneamente, adequando-o às formas de viver contemporâneas, devolvendo-o à cidade e, potencialmente, alicerçando um modelo para intervenções de reabilitação futuras no bairro da Sé.

Fachada principal

Chalé das Três Esquinas: Casas ecléticas por Tiago do Vale Arquitectos
Tiago do Vale Arquitectos

Chalé das Três Esquinas

Tiago do Vale Arquitectos

A fachada recebeu uma nova roupagem: caixilharia moderna em alumínio e caixas de estore exteriores modificaram a estereotomia dos vãos, a escala do edifício e seus detalhes, rompendo assim com a leitura original da rua. A glória original da fachada foi assim recuperada com um caixilharia original, em madeira que foi recolocada, e o minucioso beirado decorado e restaurado.

Chalé das Três Esquinas: Cozinhas ecléticas por Tiago do Vale Arquitectos
Tiago do Vale Arquitectos

Chalé das Três Esquinas

Tiago do Vale Arquitectos

Mais uma vez a ideia que se retém deste espaço é a de luminosidade, articulação e espacialidade. O mobiliário e os elementos decorativos são singelos e depurados de qualquer característica supérfula, tendo-se marcado apenas tudo o que se considerou essencial: candeerios, fogão, lava-loiças, exaustor, mesa, cadeiras e restantes electrodomésticos. Pequenas janelas enfatizam a luminosidade. 

Chalé das Três Esquinas: Corredores e halls de entrada  por Tiago do Vale Arquitectos
Tiago do Vale Arquitectos

Chalé das Três Esquinas

Tiago do Vale Arquitectos

Subindo os últimos e estreitos lances de escada chega-se à zona de dormir, espaço onde o protagonista é entregue à cobertura, cujo sistema construtivo é mantido aparente, embora pintado de branco. O tema visual da casa é o branco, sistematicamente repetido nas paredes, tectos, carpintarias e mármore. 

Chalé das Três Esquinas: Quartos ecléticos por Tiago do Vale Arquitectos
Tiago do Vale Arquitectos

Chalé das Três Esquinas

Tiago do Vale Arquitectos

O primeiro andar reservou-se para as zonas sociais da habitação. Recusando-se a tendência natural para a compartimentação, permitiu-se que a caixa de escadas definisse os perímetros da cozinha e da sala, mantendo-se uma planta aberta e iluminada ao longo do dia, com luz de Nascente pela cozinha, zenital pela caixa de escadas e de Poente pela sala.

Leveza nos detalhes

Chalé das Três Esquinas: Closets ecléticos por Tiago do Vale Arquitectos
Tiago do Vale Arquitectos

Chalé das Três Esquinas

Tiago do Vale Arquitectos

Na imagem ao lado é possível observar este admirável detalhe arquitectónico onde se enfatiza cor, forma, e materiais num só detalhe.

Quarto

Chalé das Três Esquinas: Quartos ecléticos por Tiago do Vale Arquitectos
Tiago do Vale Arquitectos

Chalé das Três Esquinas

Tiago do Vale Arquitectos

Apresentando a estrutura construtiva visível, o quarto aparece aqui como um espaço aberto e desimpedido, onde se ressalta a conjugação das madeiras brancas e castanhas claras, que se mantiveram em grande parte do projecto tradicional da casa. Ao fundo uma janela serve para iluminar toda esta área, dinamizando a área espacial. 

Guarda-roupa

Chalé das Três Esquinas: Closets ecléticos por Tiago do Vale Arquitectos
Tiago do Vale Arquitectos

Chalé das Três Esquinas

Tiago do Vale Arquitectos

O quarto de vestir é o elemento mais surpreendente de todo o projecto, encontrando-se no topo do edifício. Tanto o piso como o sistema construtivo da cobertura apresentam-se na sua cor natural e as portas dos armários que constituem todo o seu perímetro são construídas no mesmo material. A imagem que ressalta deste quarto de vestir é a de uma bonita e delicada caixa de madeira, que se vai articulando com os outros espaços brancos e luminosos da casa. 

Casa de banho

Chalé das Três Esquinas: Casas de banho ecléticas por Tiago do Vale Arquitectos
Tiago do Vale Arquitectos

Chalé das Três Esquinas

Tiago do Vale Arquitectos

Na casa de banho optou-se pelo revestimento quase integral das paredes com mármore proveniente de Estremoz, colocado e articulado de uma forma minimal e subtil com o mobiliário subjacente, chão e claraboia. O resultado é a ideia de uma espaço maior do que realmente é.

Vernáculo e contemporâneo

Chalé das Três Esquinas: Janelas   por Tiago do Vale Arquitectos
Tiago do Vale Arquitectos

Chalé das Três Esquinas

Tiago do Vale Arquitectos

Do exterior, o transeunte reterá a ideia de um projecto de reabilitação bastante subtil, colorido e que soube aliar na perfeição os elementos tradicionais da arquitectura minhota com elementos contemporâneos e de vanguarda. 

Bem conseguido este projecto não lhe parece?
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!