Saiba que coisas deve deitar fora imediatamente!

Mariana Garcia – Homify Mariana Garcia – Homify
Loading admin actions …

É escusado: há alturas no ano em que olhamos para a nossa casa e sentimos que algo não está lá muito bem. E porquê? Porque, ao longo do tempo, vamos acumulando tralhas do Se. Não sabe o que é isso? Nós explicamos: são todos aqueles objectos dos quais não nos desfazemos, porque se calhar um dia destes precisamos dessa t-shirt velha para limpar alguma coisa ou se sempre quisermos fazer o nosso jardim aromático esses vasos vão dar jeito ou se mudarmos de casa a caixa da televisão vai ser útil para a transportar. Está a ver onde queremos chegar? Vamos guardando isto e aquilo, coisas que já não usamos, mas que achamos que um dia mais tarde ainda lhes vamos dar uso. O resultado? Um monte de tralhas das quais não nos servimos durante meses ou anos a fio e que só servem para ganhar pó e ocupar espaço de arrumação que podia estar a ser rentabilizado de outra maneira. Assim sendo, a ideia hoje é dar-lhe algumas dicas sobre o que deve deitar fora imediatamente, pois quase que apostamos consigo em como nunca vai sentir a falta delas! Arregaçamos as mangas então?

Escovas de dentes

ANDAR MODELO GAIA 2014: Casa de banho  por Filipa Cunha Interiores
Filipa Cunha Interiores

ANDAR MODELO GAIA 2014

Filipa Cunha Interiores

Comecemos por um utensílio do qual se serve todos os dias e que pode influenciar (e muito!) as 24h que se seguem: a sua escova de dentes. Bem sabemos que é aconselhado pelos profissionais de medicina dentária que a escova de dentes seja trocada pelo menos de três em três meses, certo? Mas este período não serve para todas as escovas nem para todas as pessoas. Se tem por exemplo o hábito de escovar os seus dentes com mais força, é natural que a sua escova se deteriore mais rapidamente; se aliarmos isto ao facto de utilizar escovas de dureza suave, o resultado final é que dará conta das escovas a uma velocidade ainda maior! O que queremos que retenha daqui é que deverá substituir a sua escova assim que considerar necessário, não ultrapassando o tempo previsto pelo seu dentista. Mas quando falamos em substituir, é deitar mesmo fora a antiga! Se algum dia precisar de uma escova de dentes para dar um toque diferente a um quadro, vai ver como vai poder comprar uma das mais baratas para esse efeito.

Esponja de lavar a loiça

Apontamento: Cozinha  por Ansidecor
Ansidecor

Apontamento

Ansidecor

Na cozinha encontrará imensa coisa que pode ser posta no lixo sem pensar muito, mas aqui vamos falar-lhe de um artigo em específico: a esponja de lavar a loiça. Naturalmente que hoje em dia estas esponjas aguentam muito mais tempo do que há uns anos atrás, pois actualmente a maior parte das pessoas tem uma máquina de lavar loiça que ajuda a aumentar o tempo de vida das esponjas nas nossas cozinhas. No entanto, acabamos sempre por ter uma perto do lava-loiça, às vezes só para lavar aquela panela que não coube na máquina (ou todas as panelas, para quem prefere lavá-las à mão). Se é deste tipo de pessoa, faça o seguinte exercício connosco: quantas e quantas vezes já deu com a sua esponja a desfazer-se, mas considerou que ainda estava boa para mais umas lavagens? Não, esqueça isso e deite-a fora o mais rápido possível! A verdade é que acaba por não ser nada simpático ter bocadinhos esponjosos no lava-loiça, que para além de serem chatos, podem provocar algum entupimento nos canos.

Roupa e sapatos estragados ou que já não usa

Quarto com arrumação na parede: Quarto  por GenesisDecor
GenesisDecor

Quarto com arrumação na parede

GenesisDecor

Passando para o quarto, é altura de abrir gavetões, armários e sapateiras e tirar tudo o que já não usa há pelo menos um ano – ou outro período de tempo que queira que lhe sirva de critério! A ideia é: se não usou, é porque não precisou e portanto está só a ocupar espaço. Perca a ligação emocional que tem às coisas e desfaça-se delas, pelo bem da sua saúde mental! No caso de ser uma pessoa com um bocadinho mais de paciência, separe o que é claramente lixo do que ainda pode ser reutilizado. Pegue neste último grupo de coisas e faça uma pequena venda de garagem, doe-o a alguma instituição que dê apoio a faixas etárias e géneros onde a sua roupa e calçado pode servir ou pode ainda dá-lo directamente a alguém que saiba que passa por necessidades a este nível. Ganhará muito mais espaço de arrumação, pode aí sim decidir que tem pouca roupa e ir comprar mais e além disto tudo estará a ajudar outras pessoas ou a ganhar um dinheiro extra!

Aparelhos electrónicos, baterias e lâmpadas antigos ou estragados

Mantenha a mesma premissa do tópico anterior: usa? Guarde. Não usa ou está avariado? Descarte! Mas aqui é necessário ter em conta o ambiente, por isso se for para deitar fora, faça-o de forma a não prejudicar nunca o ambiente!

Revistas ou jornais velhos

Aqui podemos estar perante um tópico mais sensível. No caso de fazer colecção de revistas ou jornais, naturalmente que não irá querer desfazer-se deles. Mas se costuma comprar estes periódicos só por gostar de os ler, também temos várias soluções para que não fiquem a amontoar-se a um canto da sua sala: pode reciclá-los, utilizando-os para projectos DIY (mas lembre-se de que os compra diária, semanal ou mensalmente, por isso se não for para pôr em prática alguma actividade nos próximos dias, deite-os fora porque de onde esses vieram, mais virão!), doá-los a instituições onde haja salas de espera (IPO, hospitais, gabinetes de algum serviço, etc.) ou a outras sem fins lucrativos (lares, centros de dia ou de convívio, etc.) e, em último caso, deite-os para o lixo!

Comida, medicamentos e maquilhagem fora do prazo

Por motivos óbvios, isto é o tipo de coisas que não deverão ser consumidos. Não há necessidade de ganhar alguma intoxicação alimentar, piorar a sua saúde ou ter algum tipo de reacção ao seu eyeliner, por isso evite estes problemas desfazendo-se de tudo o que tenha prazo de validade.

Toalhas e lençóis velhos

Casa de banho  por homify
homify

Banho

homify

Este armazenamento é o mais fácil de acontecer principalmente quando temos animais em casa. E porquê? Porque um lençol rasgado ou uma toalha com nódoas dá sempre para o bichinho – verdade ou mentira? Mas a verdade é que o animal nunca vai precisar de tanta roupa de cama ou toalhas para o banho! Por isso, escolha duas ou três peças de cada um (por exemplo, um jogo de lençóis e um de toalhas) e guarde-o para fazer a cama do seu cão ou do seu gato e para os limpar em dias de chuva ou depois do banho. É mais que suficiente e não vai precisar de muito espaço para os arrumar. Em relação ao resto, já sabe qual será o seu destino!

Posto isto, é altura de analisarmos o que temos aí por casa!
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!