Casa de madeira sustentável em Palermo Casa de madeira sustentável em Palermo

Solicitar cotação

Número incorreto. Por favor verifique o indicativo do país, da cidade ou número de telefone.
Ao clicar 'Enviar' eu confirmo que li os Política de privacidade e aceitei que a minha informação seja processada para responder a um pedido.
Nota: Poderá anular o seu consentimento enviando email para privacy@homify.com com efeito futuro.

Casa de madeira sustentável em Palermo

Sílvia Cardoso – homify Sílvia Cardoso – homify
Casas pré-fabricadas  por homify,
Loading admin actions …

Hoje, trazemos-lhe um projecto que se foca na sustentabilidade e no constante diálogo entre estrutura e natureza. O projecto é da autoria do arquitecto Alessio Lo Bello e diz respeito à construção de uma casa rural pequena e moderna na costa norte da Sicília, entre Palermo e Cefalù.

O contexto natural e a sensibilidade do cliente em relação a uma estética orgânica levaram a que a madeira fosse escolhida como material principal, tendo sido usada tanto na construção como nos acabamentos.

Na verdade, a estrutura da casa é feita de CLT – madeira laminada cruzada – e de painéis de fibra de madeira de alta densidade que permitem um excelente isolamento térmico da casa, o que tem como resultado uma redução drástica do consumo e dos custos de manutenção.

O cuidado para que a casa tivesse o menor impacto ambiental possível e o facto de esta ocupar pouco espaço no terreno não comprometem a atenção depositada no design minimalista e intrigante encontrado em cada área funcional, seja ela interior ou exterior.

A dar ênfase à casa está a bonita paisagem. Entre oliveiras, cursos de água e uma bela vista para o horizonte está a cidade de Termini Imerese.

Vamos mergulhar nesta obra de arte de arquitectura orgânica que combina a técnica com uma estética vanguardista.

1. Uma estrutura confortável para proporcionar conforto máximo

Um volume simples, compacto e ecológico aparece perfeitamente integrado entre a vegetação mediterrânica e representa um ideal de conforto. Foi precisamente este o propósito que esteve por detrás de cada opção de design na construção da casa, desde a definição da forma à distribuição das divisões e escolha dos acabamentos.

Com vista a garantir uma alta performance energética dentro de uma perspectiva de eco-sustentabilidade, o arquitecto optou por uma estrutura de suporte em CLT que, como mencionado, garante um excelente isolamento térmico e possui propriedades anti-sísmicas.

Isto possibilita, entre outras coisas, que se isole o interior a partir do exterior, optimizando os sistemas de ar-condicionado no Verão e no Inverno. A camada exterior foi completada por uma parede ventilada composta por tábuas de lariço que são visualmente similares à vegetação do entorno.

A atenção considerável prestada à compatibilidade ecológica e saúde reflecte-se no ambiente doméstico, cujos materiais não contêm formaldeído ou outras substâncias tóxicas.

2. Diálogo entre o interior e o exterior

Casas pré-fabricadas  por homify,

Há uma ligação constante entre o interior da casa e o espaço exterior que é explorado, em particular, através de uma área coberta, na fachada Sul, onde se pode relaxar ao ar livre.

A sublinhar a importância deste diálogo, estão, também, as generosas aberturas envidraçadas que deixam a luz natural invadir o interior da casa e que a abrem para a envolvente.

Neste sentido, a Casa G|C é um verdadeiro refúgio ao frenesi da cidade. Aqui, pode-se restabelecer a relação entre Homem e natureza e cultivar o bem-estar físico e psicológico.

3. Uma zona de estar imersa na natureza

Antes de explorarmos o interior, tiremos um momento para contemplar a zona de estar exterior que possui uma continuidade visual em relação à área social da casa, uma vez que ambas partilham o mesmo tipo de revestimento para o piso.

Esta zona de estar surge resguardada por uma folha de sombreamento sustentada por uma estrutura de ferro que garante uma protecção optimizada do sol e permite que o ambiente ao ar livre esteja equipado para que dele se usufrua em pleno.

O exterior acomoda, ainda, uma cozinha com barbecue e forno a lenha, ideal para situações de convívio e para a criação de um espaço que pode ser desfrutado a 360º.

4. Anexo

Um pequeno anexo completa o programa funcional. É um espaço essencial para guardar tudo o que é necessário para se fazer a manutenção do jardim e das oliveiras.

5. A sala de estar

Ao entrarmos, somos recebidos na zona principal da casa onde a sala de estar, a sala de jantar e a cozinha se sucedem ordeiramente. A cozinha embutida obedece a uma distribuição linear.

A área de conversação, com um confortável e espaçoso sofá no centro, é uma lufada de ar fresco. A madeira – um material presente no piso, paredes e móveis – e a lareira aquecem o ambiente. A divisão espacial é definida por um volume que funciona como biblioteca e que também abriga, ao mesmo tempo, a casa de banho e a lavandaria.

5.1 Cozinha e sala de jantar

A cozinha, embutida na parede do fundo da sala, é, também ela, em madeira clara, o material que caracteriza o design da casa. O layout linear contribui para se manter uma percepção visual que é marcada pela pureza formal. Os armários espaçosos, por outro lado, contêm compartimentos capazes de optimizar o espaço ao máximo.

A sala de jantar, por sua vez, gera uma ponte entre duas áreas funcionais e integra uma mesa de madeira que senta cerca de dez pessoas.

6. Quarto

A zona privada da casa inclui dois quartos aos quais se tem acesso pelas portas que estão deliberadamente escondidas por detrás do volume da biblioteca. Ambos os quartos possuem interiores refinados que entregam o protagonismo ao entorno verde com o olival. Graças às portas de correr, a paisagem parece entrar na divisão e assumir-se como mais um elemento decorativo.

7. A planta

Olhando para a planta, é notória a simetria do projecto, não obstante cada área da casa ser extremamente equilibrada e articulada com a seguinte. O núcleo dedicado à zona social estende-se para o exterior, de ambos os lados, criando agradáveis zonas de estar ao ar livre que podem ser usadas a qualquer momento e ao longo de todo o ano, além de permitir que vários moradores usem-nas ao mesmo tempo.

A localização da zona de dormir é estratégica. A partir dos quartos vê-se apenas o jardim, o que garante a total privacidade dos moradores.

8. Um oásis de sustentabilidade e eficiência

A Casa G|C é um exemplo interessante de uma casa sustentável e eficiente que foi pensada para beneficiar o bem-estar dos que a habitam e para ser vivida em plena comunhão com a natureza da qual parece ser uma extensão.

Já imaginou como seria ter uma segunda casa na Sicília? As suas férias nunca mais seriam a mesma coisa! Se quiser saber mais detalhes sobre este projecto ou falar com o arquitecto por ele responsável, anote os contactos que se seguem:

  • Estúdio: Via Mazzini, 7 | Termini Imerese PA
  • Telemóvel: +39 335 5930003
  • Telefone: +39 091 8885486
  • E-mail. info@alessiolobello.com
  • Site: http://www.alessiolobello.com/
Se pudesse escolher uma zona de Itália para ter uma casa assim, qual escolheria?
Casas  por Casas inHAUS,

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa?
Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!