5 ideias para aproveitar melhor os pátios pequenos

Sílvia Cardoso – homify Sílvia Cardoso – homify
Google+
Loading admin actions …

Idealmente, todos gostaríamos de ter um pátio ou um jardim em casa onde pudéssemos plantar as nossas plantas preferidas e, claro, ter a nossa pequena horta de ervas aromáticas. Tudo isto sem esquecer os móveis de exterior confortáveis para reunirmos amigos e família. Não poderiam faltar os nossos animais de estimação a correr através do espaço e a fazer uma ou outra asneira. 

Nas cidades, devido à escassez de espaço, nem sempre é fácil encontrar uma habitação que permita concretizar este sonho. Porém, com criatividade e audácia é possível potencializar a área exterior, por mais pequena que seja. 

Este livro de ideias vem dar-lhe algumas sugestões nesse sentido. Vamos deixar-lhe cinco sugestões sobre como aproveitar pátios pequenos. Curioso? Então, venha ler-nos.

1. Crie ambientes distintos através do mobiliário e de diferentes tipos de piso

Se o seu espaço exterior não tem estilo, então sugerimos que comece do zero. Nada como uma página em branco pronta a ser preenchida por uma miríade de possibilidades. Venda os seus antigos móveis e compre peças novas, se possível de design que causam, de imediato, impacto. Caso o seu orçamento seja limitado, e dependendo do estado de conservação dos seus móveis actuais, pode restaurá-los e dar-lhes uma nova vida. O mesmo se aplica aos vasos e a outros acessórios.

A relva está mal tratada? Não pode ser. Um jardim sem uma relva saudável e verde transmite um ar melancólico e descuidado. Compre nova terra e, depois, plante relva nova ou coloque tapetes de relva. Durante este processo, pense que plantas gostaria de ter e atribua-lhes um espaço específico, tendo em conta a exposição solar. Disponha as plantas mais escuras e coloridas à frente e as mais claras atrás para dar uma sensação de profundidade.

Para tornar o seu jardim mais funcional, defina caminhos de madeira ou pedra para uma circulação sem constrangimentos. Em termos de cor, escolha o branco. Num espaço exíguo, este tom garante uma maior sensação de amplitude.

2. Muros verdes ou jardins verticais

Já sabemos que as plantas trazem muitos benefícios para a saúde: limpam o ar, reduzem o stress, criam um microclima no espaço, agarram o pó e isolam o ruído. Para além disso, valorizam a decoração interior e exterior.

Com jardins verdes e jardins verticais aproveita-se o espaço vertical para albergar muitas plantas que, se distribuídas horizontalmente, ocupariam grande parte do jardim, impedindo a existência de espaço adequado para a organização de convívios ou para a construção de uma zona de refeições ou de churrasco, de uma fonte ou até de um elemento escultural.

Tal como referimos acima, coloque as plantas mais escuras ou flores de cores mais vibrantes à frente e as plantas de folhas mais claras ou de flores azuis e violetas ao fundo. Enfatize este efeito distribuindo as plantas com folhas maiores na primeira linha. Opte por plantas de crescimento lento e que ocupem pouco espaço.

3. Um jardim nos espaços mortos da casa

O espaço vazio sob o vão das escadas é dos mais desaproveitados da casa. Se tem necessidade de ter um jardim e não tem espaço no exterior, foque-se no vão das suas escadas, caso as tenha em casa. Antes de mais, note-se que é conveniente que esta área receba luz natural a algum momento do dia. Mesmo as plantas que não necessitam de luz do sol directa como as samambaias precisam de iluminação. Se não tem luz natural, abra uma clarabóia ou uma janela nesta área para que as suas plantas usufruam do calor da tarde.

Outra ideia é colocar pedras ou casca de pinheiro ou de quartzo. Estas últimas transmitem uma sensação de espaço estar ao livre. Se semear ervas aromáticas como a hortelã e a lavanda, acrescentará valor ao seu jardim. Estas plantas, embora precisem de luz solar directa, podem crescer com luz parcial.

4. Tem uma varanda? Aproveite-a!

Jogar com a distribuição. Embora as varandas sejam pequenas, evite que os vasos estejam todos colocados do mesmo lado. Use vasos rectangulares para adornar as guardas da varanda e certifique-se de que estão colocados de forma segura. Escolha as plantas criteriosamente e considere o peso das mesmas. Para os vasos ficarem mais leves, recomendamos o uso de rolhas ou casca de pinheiro em vez de pedras. Os primeiros, para além de decorativos, mantêm a humidade das plantas. Evite comprar vasos de barro que duplicarão o peso. Neste caso, o melhor é optar por plástico.

Escolha plantas resistentes com caules e raízes fortes, de preferência perenes e que suportem as condições climáticas adversas. É o caso dos cactos e das flores de laranjeira.

Mobile a sua varanda com móveis simples, leves, mas confortáveis. Pode oferecer-lhe cor através de almofadas, velas e vasos alegres.

5. Decore com harmonia

Jardins clássicos por 3Deko
3Deko

Terraza

3Deko

Que sonho é este terraço – decorado pelo gabinete 3Deko – debruçado sobre o mar. É na proporção que encontramos harmonia e equilíbrio. Na homify, não nos cansamos de o lembrar que uma decoração com objectos cirurgicamente distribuídos no espaço pode mudá-lo por completo, mesmo quando pensamos que é demasiado pequenos para dele fazermos alguma coisa agradável. Assim, os móveis, as plantas, o piso e as plantas formam um só e todos devem ser tomados em conta. Inspire-se no terraço da fotografia de laivos minimalistas e com um soalho que se desenha em linhas rectas que se prolongam ao infinito.

Se, por outro lado, prefere uma decoração mais ecléctica , aposte em cores vibrantes, plantas exóticas e coloque um piso de mosaico que, aliás, é uma das mais maiores tendências de decoração.

O que achou das nossas sugestões? Vai pôr alguma delas em prática? Deixe-nos a sua opinião!
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!