Os 30m² mais bem aproveitados de sempre!

anadomenti anadomenti
Loading admin actions …

Se algum dia alguém disse que não se conseguiria viver confortavelmente num espaço com 30m² estava bem enganado pois o projecto que lhe iremos apresentar na homify 360º de hoje irá acabar com todos esses mitos. E se ainda pensa que os espaços que lhe iremos apresentar serão pequenos ou que darão a sensação de que vivemos numa caixa de fósforos, engana-se também. 

Sem mais demoras, vamos descobrir este projecto da autoria da arquitecta Cristina Meschi situado no coração de Milão e que combina conforto, requinte, beleza e moda, tal como a própria cidade onde se insere. 

Um toque rústico

Nos dias que correm, é cada vez mais importante preservar elementos do passado não só pela história que nos conferem mas, por de certa forma, levar-nos a imaginar alguns momentos passados dentro desses espaços. 

A parede de tijolo preservada neste apartamento cuja origem advém desde antes da sua reabilitação, para além de servir como um elemento neutro que separa dois espaços, é um dos elementos que mais se destaca em todo o conjunto. Este elemento espesso e de aparência bastante envelhecida apesar das suas dimensões, não divide completamente os espaços. Antes pelo contrário.

Uma luz sedutora

Mais do que a atmosfera industrial que a parede de tijolo pré-existente confere a este espaço, é a atmosfera criada através da luz natural que ganha um enorme protagonismo na definição do lugar. Através da grande dimensão do vão assim como da sua orientação, conseguimos criar uma ilusão de óptica perante a análise e vivência neste apartamento. 

A luz, assim como todos os seus reflexos dão-nos uma percepção de que um espaço é maior do que aquilo que ele realmente é. Claro que, a combinação da luz com alguns materiais, mobiliário e decoração de tons claros, dá ainda mais ênfase à vontade de fazer um lugar parecer maior. 

Jogar às escondidas

Num espaço de pequenas dimensões, é importante ter uma zona de arrumação que preferencialmente não deixe todos os objectos à vista, pois uma casa não é um museu! Assim, a solução encontrada para arrumar todos os objectos desnecessários para o dia-a-dia foi a criação de uma área de serviço localizada na parte de trás deste apartamento. Em conjugação com a casa de banho e a lavandaria, o espaço de arrumos situa-se num volume revestido a betão, mesmo por baixo da zona de dormir. 

Outra das estratégias aqui utilizadas para dar a percepção de que este espaço parece maior foi a utilização de um espelho que remata essa mesma parede do fundo. Sendo este um espelho com toda a altura do piso, faz o corredor parecer ter o dobro do tamanho. 

E por falar em casa de banho

casa de banho deste apartamento, tal como foi dito, encontra-se de uma certa forma escondida num volume em betão. Apesar de por fora apresentar uma linguagem extremamente minimalista e de carácter industrial, por dentro assume uma linguagem completamente diferente. 

Totalmente revestida por uma série de mosaicos que variam entre o preto, branco e diversas tonalidades de cinzento, este espaço é completamente sedutor. Mais que este jogo de tonalidades entre as peças; a luz natural assume aqui um papel muito importante para a criação de uma maior sensação de bem estar. Não se esqueça: espaços pequenos precisam de muita luz para se tornarem maiores.

Uma cozinha industrial

Depois de uma visita às partes mais privadas da casa, está na hora de visitar a cozinha. Mais uma vez pode confirmar a importância que a luz natural e o mobiliário certo têm, para darem a percepção de que um lugar é maior do que aquilo que ele realmente é. Aqui, para dar mais ênfase ao carácter industrial procurado para a caracterização dos espaços, temos as bancadas em inox que ao distribuírem-se em L, proporcionam maior movimento e aproveitamento do espaço. A utilização de peças com linhas muito minimalistas e contemporâneas é também um dos pontos chave para não transformar este espaço num lugar repleto de ornamentos e acessórios que o levariam a parecer muito carregado de informação e consequentemente, torná-lo pequeno.

Um descanso divinal

E para finalizar este livro de ideias, nada melhor que um passeio pela zona do quarto. Apesar de ser um espaço muito reduzido, este assume um carácter extremamente privado e confortável. 

Este nicho em aglomerado de madeira suporta uma cama, televisão e um pequeno recanto para a leitura. Apesar de o espaço ser extremamente pequeno, está repleto de conforto e requinte. Afinal de contas, não são só as grandes mansões que estão repletas de luxo, pois não?!

Ficou com algumas ideias para utilizar na sua casa? Conte-nos aqui quais são as dicas que irá aproveitar!
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!