O Quarto do Rodrigo e da Sofia: Quartos  por Homestories

Quadros de decoração: dê vida às paredes da sua casa!

Sílvia Cardoso – homify Sílvia Cardoso – homify
Google+

Solicitar cotação

Número incorreto. Por favor verifique o indicativo do país, da cidade ou número de telefone.
Ao clicar 'Enviar' eu confirmo que li os Política de privacidade e aceitei que a minha informação seja processada para responder a um pedido.
Nota: Poderá anular o seu consentimento enviando email para privacy@homify.com com efeito futuro.
Loading admin actions …

O objectivo principal da utilização de quadros na decoração passa pela criação de ambientes personalizados e com mais vida. Os quadros emprestam cor, criatividade e dinâmica às paredes, tendo, ainda, a vantagem de serem acessíveis, fáceis de colocar, de substituir e de limpar. Consegue imaginar uma sala de estar de paredes vazias? Provavelmente, não! 

O desafio no que toca à utilização de quadros como elementos de decoração assenta na escolha das imagens e na forma correcta de as fazer conviver. O posicionamento, o tamanho, o local de instalação e até o estilo de moldura – ou ausência da mesma – são decisões importantes.

Mas, não desanime. O processo de colocação de quadros numa parede é relativamente simples e rápido. Deve, simplesmente, ser levado a cabo com cuidado. Pondere a forma como vai dispor os quadros, tenha as cores em atenção e tire medidas: o equilíbrio é fundamental e, deve por isso, evitar a todo o custo a saturação visual, assim como o contrário. 

Lembre-se que os quadros, sejam eles de que género forem, transmitem sensações que modificam, para melhor ou pior, o humor e o bem-estar das pessoas. Assim sendo, será seguro dizer que devem ser escolhidos com ponderação.

Deixamos-lhe, abaixo, algumas dicas para a colocação de quadros e ilustramos o artigo com alguns bons exemplos de espaços, onde os quadros sobressaem.  

1. Como posso organizar os quadros?

Os quadros podem ser incorporados em qualquer espaço da casa. Todas as divisões, do quarto à casa de banho, beneficiarão da existência dos mesmos.

Em termos de organização/disposição, tudo vai depender da superfície da casa onde os deseja colocar. Por norma, os quadros devem ser suspensos a, mais ou menos, 1.60m de altura, de forma a que todas as pessoas os possam ver sem impedimentos. De qualquer modo, pode jogar um pouco com a sua criatividade ou, como acontece na maioria dos casos, utilizar outros elementos – móveis, por exemplo – como referência de organização.

Saiba mais nas imagens que se seguem.

2. Quadros no quarto

O Quarto do Rodrigo e da Sofia: Quartos  por Homestories
Homestories

O Quarto do Rodrigo e da Sofia

Homestories

No quarto, os quadros podem ser organizados e alinhados em função de peças de mobiliário como a cama – por cima da cabeceira – ou como a cómoda. Neste quarto, optou-se por criar uma assimetria com a colocação de quatro quadros apenas num dos lados da cama. As molduras exibem tamanhos distintos, mas são todas pretas e as imagens assemelham-se em termos de estilo, o que torna a composição coesa.

3. Quadros na cozinha

Uma casa antiga repleta de cor: Cozinhas  por Architect Your Home
Architect Your Home

Uma casa antiga repleta de cor

Architect Your Home

Na cozinha, pode colocar os quadros e as imagens na parede por cima do balcão ou ao lado de uma mesa, no caso de esta estar encostada.

Tendo em conta as características do espaço e a sua utilização, deve ter um cuidado redobrado de forma a não escolher um local onde os quadros estejam desprotegidos e possam ser danificados por gorduras ou humidade.

Pode-se, ainda, aproveitar a especificidade da divisão para apostar em quadros que sejam temáticos, com imagens ou frases relacionadas com comida.

4. Quadros na sala

Apartamento Edifício do Parque - T4 MATOSINHOS: Salas de estar  por SHI Studio, Sheila Moura Azevedo Interior Design
SHI Studio, Sheila Moura Azevedo Interior Design

Apartamento Edifício do Parque – T4 MATOSINHOS

SHI Studio, Sheila Moura Azevedo Interior Design

Este é, possivelmente, o espaço com maior leque de escolha aquando da instalação de quadros ou imagens.

A nossa sugestão é que favoreça uma parede com interesse dentro da divisão como a que está por detrás do sofá ou do móvel de televisão. Esta não é uma regra de ouro, mas apenas uma referência. São paredes que, por norma, se destacam e que podem, por isso, ser valorizadas com quadros. Contudo, se houver uma parede despida e um canto demasiado morto dentro da sala, vire-se para ele.

A disposição dos quadros nas paredes pode, como já mencionámos, ser simétrica ou assimétrica, fazer uso de molduras iguais ou diferentes e de imagens que se assemelhem ou sejam totalmente discrepantes. Tem muito a ver com o estilo da decoração – se é clássica, ecléctica, minimalista, e assim por diante – e com o seu estilo pessoal. No fim, o importante é que o conjunto seja visualmente agradável.

Apartamento Edifício do Parque - T3 MATOSINHOS: Salas de estar  por SHI Studio, Sheila Moura Azevedo Interior Design
SHI Studio, Sheila Moura Azevedo Interior Design

Apartamento Edifício do Parque – T3 MATOSINHOS

SHI Studio, Sheila Moura Azevedo Interior Design

Se não quer ou não pode furar paredes, eis uma opção para introduzir quadros na sala ou em qualquer outra divisão. Tire partido dos móveis, pousando os quadros sobre eles e encostando-os às paredes. É uma abordagem despojada e que resulta sempre bem. Aliás, pode, até, usar o chão para o efeito. Se o fizer, convém que os quadros sejam maiores para não se perderem no todo.

5. Quadros na sala de jantar

Sala de jantar em Lisboa: Salas de jantar  por LAVRADIO DESIGN
LAVRADIO DESIGN

Sala de jantar em Lisboa

LAVRADIO DESIGN

Numa sala de jantar, um quadro sobre o móvel aparador está como para a cereja no topo do bolo. A imagem acima não nos deixa mentir. Nesta zona da casa, reunimos amigos e família para momentos de partilha e de convívio em torno de deliciosas refeições, pelo que é importante criar uma atmosfera confortável e intimista.

6. Quadros no escritório

Moradia Unifamiliar  - Gondomar - Tipologia T3: Escritórios e Espaços de trabalho  por EsboçoSigma, Lda
EsboçoSigma, Lda

Moradia Unifamiliar – Gondomar – Tipologia T3

EsboçoSigma, Lda

O ambiente de trabalho, principalmente para quem faz home office, não se quer frio e austero. Precisamos de nos sentir bem no local onde trabalhamos e, por isso, a utilização de quadros é uma mais-valia também para este espaço. Coloque imagens que o seduzam, que levem coisas boas à sua memória e utilize, por exemplo, a secretária como referência.

7. Quadros no corredor ou hall de entrada

Bairro Alto - Apartamento T2: Corredores e halls de entrada  por Sizz Design
Sizz Design

Bairro Alto – Apartamento T2

Sizz Design

São espaços de passagem que se querem funcionais e que, muitas vezes, não têm uma dimensão substancial. Faz, assim, todo o sentido que se recorra às paredes para decorar e personalizar estes ambientes. As paredes de um corredor são, aliás, um bom local para criar uma espécie de um “filme” de bons momentos.

8. Quadros na casa de banho

Casa de banho comum a dois quartos: Casas de banho  por Traço Magenta - Design de Interiores
Traço Magenta – Design de Interiores

Casa de banho comum a dois quartos

Traço Magenta - Design de Interiores

A casa de banho é uma divisão à qual nem sempre é dada a devida importância decorativa. Todavia, os quadros e as imagens também têm lugar na casa de banho e ajudá-lo-ão a personalizar a área. Tal como no caso da cozinha, deve apenas ter o cuidado de os manter um pouco mais afastados das zonas de maior humidade. Além do mais, como é uma área exígua, pode privilegiar quadros pequenos, tal como os da imagem.

9. Como dar destaque e fazer a manutenção de quadros e imagens?

Projeto 3D : Salas de estar  por BORAGUI - Design Studio

Para valorizar os quadros, escolha cuidadosamente as molduras (se eles precisarem de molduras) e, se assim o entender, utilize pontos de luz para lhes dar ainda mais destaque.

Procure sempre ir pelo caminho mais simples e eficaz e não deixe que a moldura se sobreponha àquilo que contém.

No que à iluminação diz respeito, não se esqueça que diferentes materiais pedem diferentes luzes e que, no caso das obras de arte, certos tipos de luz podem mesmo provocar danos, principalmente se estivermos a falar de pinturas de óleo sobre tela.

A Casa da Catarina e do Miguel: Salas de estar  por Homestories
Homestories

A Casa da Catarina e do Miguel

Homestories

A manutenção e limpeza de quadros deve ser feita de forma cuidada e regular, dependendo sempre das características do objecto. As molduras simples, limpam-se facilmente com um pano do pó e, no vidro, pode usar um limpa-vidros normal ou um pouco de vinagre branco.

Já as obras de arte são um caso totalmente diferente e obrigam a cuidados mais rigorosos. Convém não esquecer que a temperatura, a humidade, os aparelhos de ar-condicionado ou os produtos químicos podem danificar as telas. Chegando a este ponto, precisará de ajuda profissional e, nesse caso, a manutenção poderá atingir valores poucos simpáticos.

Recomendado:

Estas dicas foram-lhe úteis? E as imagens? O que achou delas?
Casas  por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!