Solicitar cotação

Número incorreto. Por favor verifique o indicativo do país, da cidade ou número de telefone.
Ao clicar 'Enviar' eu confirmo que li os Política de privacidade e aceitei que a minha informação seja processada para responder a um pedido.
Nota: Poderá anular o seu consentimento enviando email para privacy@homify.com com efeito futuro.

Qual destas mesas de cabeceira escolheria?

Sílvia Cardoso – homify Sílvia Cardoso – homify
Google+
Loading admin actions …

A mesa de cabeceira está para o quarto como a mesa de centro está para sala. Não só compõem e equilibram um conjunto, como também são essenciais para suporte dos nossos objectos pessoais ou tão-somente decorativos. É na mesa de cabeceira que pousamos o despertador, o livro que andamos a ler, um copo de água para nos acompanhar durante a noite, o candeeiro e até os produtos que integram a nossa rotina de beleza. A verdade é que quando chegamos a um quarto despido de uma mesa de cabeceira, damos logo pela falta dela e mesmo que nos identifiquemos com um estilo decorativo minimalista, sabemos encontrar uma forma de a inserir no espaço. Hoje em dia, as pessoas já não obedecem necessariamente ao exemplo das mesas de cabeceira em madeira, com um formato básico e a condizer com a demais mobília. Pelo contrário. São várias as ideias que lhes vieram tomar o lugar e é frequente encontrarmos objectos improváveis a servir de apoio. No artigo de hoje, mostramos dez quartos e dez mesas distintas. Estamos certos de que se identificará com algumas. 

Veja as nossas sugestões!

Espelhada

Quartos  por LEIVARS
LEIVARS

Marylebone

LEIVARS

No quarto da imagem decorado pela designer Rebecca Leivars sobressaem os revestimentos espelhados. No toucador, nos armários e, por fim, nas mesas de cabeceira. Já lhe deixámos, noutros artigos, a ideia de usar espelhos para criar uma ilusão de óptica que faz percepcionar o espaço como tendo maior amplitude. Note como este quarto, em particular, deles beneficia para criar essa impressão. Para além disso, uma superfície espelhada surge enquanto acabamento refinado e elegante que eleva, do ponto de vista decorativo, qualquer divisão.

Na própria cama

Na imagem, não existem mesas de cabeceira. No entanto, a cabeceira da cama é suficientemente larga para servir um propósito semelhante. Nela há espaço para pousar livros, o despertador ou o telemóvel. É ideal para um quarto estreito que não tem, por isso, espaço para a colocação de uma mesa-de-cabeceira convencional ou para marcar um ponto de vista decorativo diferente. Os candeeiros suspensos são a opção ideal se considerar uma cama semelhante à da imagem. Repare, contudo, que de lado, existem tomadas onde pode ligar um candeeiro de pé ou carregar a sua tecnologia. A decoração do quarto da fotografia vai ao encontro de uma estética minimalista que privilegia o espaço e o conforto em detrimento do excesso de móveis e outros objectos.

O pequeno banco

Neste quarto, a lembrar uma sala, nada é convencional. Os tectos trabalhados, o pavimento em mosaico, a grande lareira e a própria disposição do mobiliário desafiam a normalidade. A mesa de cabeceira mais não é do que um pequeno banco que serve de suporte a um ponto de luz que nos lembra uma lanterna. Usar um banco ou uma cadeira como mesa de cabeceira é uma ideia original e económica. Pode reaproveitar uma peça que tenha aí por casa, pintá-la e dar-lhe um novo intento.

Baú em palha

Quarto Natura: Quartos  por MUDA Home Design
MUDA Home Design

Quarto Natura

MUDA Home Design

É certo que nos referimos a ela como mesa de cabeceira, mas, não tem, necessariamente, que ser uma mesa no sentido literal. Pelo contrário. Muitos são os quartos em que as mesas de cabeceira mais não são do que objectos adaptados a outras finalidades. Seja um baú, sejam malas antigas ou uma pilha de revistas de moda. No quarto da imagem, decorado pela Muda Home Design, a mesa de cabeceira é um baú em palha que se coaduna em pleno com o estilo campestre, delicado e romântico de que se veste este espaço ocupado por uma menina. Para além de cumprir este fim, também dispõe de muita arrumação. Pode lá colocar cobertores, lençóis, edredões ou mantas para estarem à mão de semear nos dias mais frios. 

Se tiver um baú ou arca em casa, por que não dar-lhe, também, este destino?

Redonda e feminina

No quarto da imagem, a mesinha de cabeceira funciona não só como apoio à cama, mas também como objecto de ruptura em relação aos restantes elementos presentes. A peça de design simples, pintada a branco e com um formato orgânico e curvilíneo contrasta com as linhas rectas que prevalecem no quarto tornando-o, assim, mais feminino.

Inspiração exótica

Viajar é uma das melhores maneiras de encontrarmos inspiração. Para a vida e para a casa também. A cultura árabe, em termos de arte, é particularmente rica. Tem tecidos sublimes, cores frescas e vibrantes, mosaicos de cortar a respiração e peças de mobiliário singulares que vão de encontro ao estilo de vida nestes países. O Morocan Room decorado pela designer de interiores, Ana Rita Soares, assim o comprova. A mesinha de cabeceira recorda-nos as mesas de chá árabes em torno da qual as pessoas se reúnem a bebericar o famoso chá verde com folhas de hortelã e calda de açúcar em pequenos copos de vidro decorados. E é assim, de forma simples, que se traz um bocadinho de mundo até nossa casa.

Em suspenso

Neste quarto moderno e amplo, a mesa de cabeceira faz jus ao estilo minimalista. É suspensa e tem o rebordo inferior em branco. Prolonga-se em comprimento o que a torna espaçosa, permitindo a colocação de objectos decorativos e pessoais diversos. O facto de ser suspensa oferece a possibilidade de pôr o que quiser na parte inferior. É elegante e de linhas direitas, pelo que se torna mais fácil de limpar. A cor castanha clara com a parte inferior em branco é um pormenor interessante e distinto. Uma opção bem pensada tendo em conta o estilo do quarto.

Think outside the box!

É num moderno e sofisticado quarto que aparece esta mesa de cabeceira que é, na realidade, uma caixa em madeira pousada na vertical. Ainda que contraste com o estilo decorativo que prevalece na divisão, o facto de ter um candeeiro espelhado e um quadro pousado no interior eleva-a e fá-la ir ao encontro com os restantes elementos deste quarto. Uma ideia inusitada que vai, por certo, chamar a atenção de quem quer que se cruze com ela. Para além disso, quão simples é pô-la em prática?

Just Pinkit!

Terminemos com um projecto “made in Portugal”. A Pinkit, desenhada por Cristiana Macedo, é uma mesa redonda em nogueira natural e está disponível em cinco cores. Encontra-a à venda na Two.Six. Funciona na perfeição como mesa de cabeceira, mas pode, também, colocá-la em qualquer outra divisão, da sala ao escritório. Por ser pequena e versátil é também adaptável a qualquer que seja a área da casa. E sabem que mais? A Pinkit foi nomeada para os The Product Design Awards 2013 na categoria Table.

Clássicas

Quando temos uma cama de ferro é mais fácil elaborar um conjunto agradável de elementos decorativos e há uma liberdade maior na escolha das mesas de cabeceira. No caso das da imagem, a opção foi por linhas simples e românticas. A forma elegante do design e a própria cor adequa-se à decoração em tons de cinza, formando um conjunto harmonioso. Tem ainda a possibilidade de arrumação nas gavetas e também  um espaço inferior onde pode colocar objectos à sua escolha. De notar ainda, o contraste com a cor da parede que as faz sobressair sem, por isso, retirar a ambiência calma, quase balsâmica. Uma excelente escolha!

Tem preferidas? Identifica-se mais com um estilo clássico ou inconvencional?
Casas  por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!