Casa inova com materiais e cores

Sílvia Cardoso – homify Sílvia Cardoso – homify
Google+
Loading admin actions …

A nossa realidade não possibilita que todas as pessoas tenham condições de financiar a construção das suas próprias casas. Estamos habituados a imaginar que o arquitecto é um profissional de luxo, contratado apenas por pessoas com alto poder financeiro. Porém, esta realidade tem vindo a mudar. Hoje em dia, é perfeitamente possível contratar um bom profissional a preços acessíveis e receber, em contrapartida, um projeto arquitectónico personalizado e com qualidade que requisitará um custo de construção e de manutenção compatível com a sua realidade financeira. Contrarie a ideia de que os arquitectos só prestam serviços aos ricos. Arquitectos, engenheiros e decoradores trabalham para quem pede os seus serviços, levando em conta a necessidade do cliente e, claro, sua condição financeira.  

A homify apresenta hoje o projeto da Casa Gabriela, localizada na cidade de Mérida, no México,  numa área residencial em desenvolvimento. O projecto, desenvolvido pelo estúdio TACO Taller de Arquitetura Contextual, cumpriu o objectivo de oferecer à moradora um refúgio funcional e sereno, considerando o desempenho térmico e a eficiência energética do edifício, assim como o baixo custo de construção e a facilidade de manutenção. A casa de 85m² combina materiais de baixo custo com soluções simples e inteligentes que, no final, fazem uma enorme diferença na qualidade da obra e dos ambientes.

Curioso para conhecer um pouco mais desta casa com qualidade construtiva e ambiental de alto padrão? Então, veja as imagens da Casa Gabriela que recebeu, inclusive, a medalha de prata no 1ª Bienal de Jovens Arquitetos na categoria residência unifamiliar. As imagens são de autoria do fotógrafo Leo Espinosa.3

Área exterior

Esta é a fachada posterior da Casa Gabriela. Como pode ver, a casa não possui janelas e a privacidade da moradora está protegida pela robustez do betão, rendilhado num dos volumes, lembrando a construção árabe. À noite, com o acender das luzes, é possível ver os vultos e sombras no interior da residência, mas nada mais. O terraço semiexterior dá acesso para o jardim situado na parte posterior do terreno. A vegetação, ainda incipiente, foi escolhida entre as espécies icónicas da região, valorizando a cultura local.

Fachada principal

O edifício situa-se junto às paredes das construções vizinhas e gera no seu espaço frontal uma área generosa que quase parece uma praça pública. O destaque desta praça privativa é o espelho de água situado junto à fachada. Este elemento foi criado para servir de controlador de mosquitos e para refrescar por meio da ventilação natural o interior da residência.

O que mais chama a atenção na fachada frontal da moradia é a ausência de janelas. As únicas aberturas estão situadas junto ao espelho de água e servem para permitir a passagem do ar que refrigera o interior da casa. Este foco no desempenho térmico, na segurança e na funcionalidade da casa reflecte-se na fachada composta por planos cegos, sem janelas, e superfícies revestidas de cimento, ou seja, aparentemente sem acabamento.

Andar sobre a água

Eis o acesso desta casa. Uma porta metálica robusta de cor vibrante marca a entrada principal que se faz através de uma pequena passagem imersa no espelho de água que, surpreendentemente, invade o interior da residência. No interior da casa predomina o revestimento em cimento, elementos em madeira e, claro, os móveis fixos, executados em betão aparente. A vantagem desta solução é o facto de ela dispensar a compra de mobiliário, gerando maior economia e funcionalidade.

O programa de necessidades é composto por uma área social que abriga a cozinha, a sala de estar e a sala de jantar e por uma área privativa constituída pela casa de banho e pelo quarto. Ambos espaços, social e privativo, desfrutam de terraços semiexteriores que funcionam como uma extensão dos mesmos.  

Note que a cozinha foi acabada com a instalação da torneira e a colocação das portas de madeira dos armários. Rápido, prático, barato e de excelente qualidade.

Casa de banho

Quanto aos acabamentos, eles são todos aparentes e visam a realçar as qualidades originais dos materiais. O piso é feito de cimento polido, assim como as placas pré-coladas no local do mobiliário fixo. As paredes e forros foram rebocados à base de cimento impermeável lustroso. A imagem da casa de banho ilustra bem todas estas soluções.

A casa de banho, de forma inteligente, está situada entre o dormitório e a área social, servindo  ambos espaços, o que resultou em economia, evitando a construção de um segundo banheiro. A bancada fixa, os armários com portas de madeira e espelhos, a cuba de apoio redonda e as superfícies de cimento criam um ambiente sóbrio e funcional.

Quarto

Eis mais uma grata surpresa. O dormitório possui pé-direito duplo e conta com iluminação zenital, através de clarabóias na cobertura, e além disto integra-se no pátio externo, situado na parte posterior do terreno. A abertura superior funciona como uma chaminé por onde o ar quente escapa.

Como podemos constatar, o quarto é composto, essencialmente, por mobiliário fixo como o armário do closet, a secretária de estudo e a cama cuja cor dialoga com a das superfícies do piso, paredes e tecto, revestidas de cimento.

Privacidade e liberdade

O quarto, como foi mencionado, integra-se diretamente no terraço, semiexterior, situado na parte posterior. O terraço é totalmente fechado com blocos rendilhados de cimento que permitem a entrada da luz natural e do ar, mas proporciona uma grande sensação de privacidade e principalmente segurança. A área do terraço é utilizada como uma extensão dos espaços contíguos. Aqui, o espaço é utilizado como uma área de estar, com uma rede de balanço que embala os momentos de relaxamento e descanso da moradora.

Elementos vazados

Outra função desempenhada pelos blocos de cimento perfurados é a de proteger o interior da residência dos raios directos do sol, da chuva, dos ventos e do vandalismo. Estes blocos desempenham um papel relevante no projecto, dando, não apenas identidade e personalidade ao edifício, mas contribuindo também para o desempenho térmico e para a eficiência energética.

Apesar da predominância de cores neutras, a cor é empregada na porta principal de entrada e no terraço, assim como no mobiliário e acessórios funcionais da casa. Estas cores, como o rosa e o amarelo, foram escolhidas a partir de elementos artesanais encontrados na cultura local.

O que achou deste fantástico projecto? O betão é usado extraordinariamente bem e os apontamentos de cor fazem toda a diferença. Deixe-nos a sua opi...
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!