Uma casa holandesa magnífica

Sílvia Cardoso – homify Sílvia Cardoso – homify
Google+
Loading admin actions …

A arquitectura holandesa tem tido destaque no panorama mundial nas últimas décadas. A maneira como os seus arquitectos e decoradores concebem os projectos está muito vinculada com as condições que o país oferece. As técnicas pioneiras de engenharia permitem que os holandeses possam drenar grandes áreas alagadas (inclusive áreas marítimas) e construir as fundações a poucos metros do lençol freático. Essas técnicas arrojadas devem estar sempre aliadas ao clima frio e chuvoso no Inverno e ameno no Verão. Enquanto em cidades europeias, como Paris e Roma, o calor pode atingir temperaturas muito altas, elas não são mais do que uma onda passageira para os Países Baixos.

A casa que hoje lhe trazemos, projectada pelo escritório Reitsema & Partners Architects, explora o clima tão particular das cidades holandesas da maneira mais proveitosa possível numa casa que, olhando de fora, lembra um chalé ou uma casa de apoio rural feito de tijolos aparentes. Este poderia ser o cenário para um filme romântico, mas, na verdade, é uma espectacular residência projectada com arrojo e extrema delicadeza na escolha dos materiais e da paleta cromática. Os clientes pediram ao gabinete responsável pelo projecto que os interiores tivessem muita luz natural e relações directas entre as diferentes áreas. Como a casa de fazenda era originalmente escura, colocou-se uma grande clarabóia acima das treliças do telhado, criando um emocionante jogo de sombra e de luz. As clarabóias consistem num painel de vidro de cinco metros de largura colocado no mesmo plano que a palha, de modo a preservar a forma tradicional do telhado.

A tradicionalidade do exterior

Um dos aspectos mais interessantes deste projecto é a capacidade de nos iludir. Afinal de contas, quem vê o exterior, dificilmente consegue imaginar o maravilhoso interior. O edifício é tradicional da região, construído em tijolo, e tem uma cobertura em colmo. A sua estrutura é imponente e sólida e o aspecto geral não passa despercebido. O único elemento que denuncia o estilo do interior é a moderna clarabóia de que falávamos na introdução.

O branco e o contraste

Ao entrar na casa, deparamo-nos com uma sala luminosa graças à clarabóia e à expressiva utilização do branco que cobre os pisos, as paredes e o tecto. A possível monotonia que esta predominância de branco poderia vir a proporcionar é quebrada por cores que se destacam subtilmente como o castanho das madeiras toscas e do tapete e do sofá num tom cinza azulado. O pé direito duplo aliado à maravilhosa lareira dão imponência e expressividade a esta decoração. É fácil imaginar o aconchego que o crepitar das chamas oferece a este espaço. De destacar, ainda, a Lounge Chair de Charles e Ray Eames que aparece no canto inferior esquerdo da fotografia. Uma sala que nos tira a respiração.

Luz e altura

Como já mencionámos, a Holanda e os países a Norte da Europa, têm poucos dias soalheiros. Talvez por isso os países nórdicos apostem tanto em ambientes de branco total pontuados apenas com cores suaves entre os neutros e o pastel. É, igualmente, de extrema importância que toda a luz natural seja captada, fazendo com que os arquitectos que actuam nestes países tentem tirar o máximo de partido da iluminação zenital (iluminação através de aberturas no tecto). Vemos isso na imagem. O escritório desfruta de duas fileiras de janelas para obter a maior quantidade de luz natural possível.

Cozinha minimalista

Esta casa segue uma regra em todos os seus ambientes, seja em cor, formas ou quantidade: o excesso de informações visuais não é, simplesmente, permitido. Esta linguagem estética traduz-se nesta cozinha que possui um bonito contraste entre o branco dos elementos modernos e as texturas de madeira dos móveis rústicos. Simples, mas com um forte impacto. O espaço é iluminado, arejado e agradável. A casa continua a roubar-nos o coração.

Estrutura de madeira

A estrutura, tão importante nas casas holandesas típicas, é feita inteiramente em madeira, formando um belo padrão visual através das vigas que se repetem e que são aqui colocadas em perspectiva conduzindo-nos até à sala. A textura da madeira oferece um forte contraste com o branco predominante, mas, ainda assim, o conjunto é delicado e a madeira harmoniza-se facilmente com os outros elementos.

Casa de banho

Ao contrário das restantes divisões, a casa de banho não tem qualquer laivo rústico, trazendo um espírito moderno que também está presente em toda a moradia. Em vez da madeira, encontramos revestimentos em cimento polido, uma das grandes tendências dos interiores modernos.

Cama com paisagem

quarto do casal possui uma baixa janela nivelada com a iluminação zenital e com parte da estrutura em madeira. Para além da beleza desse elementos e do contraste com o branco das paredes, a vista para o exterior pode ser vista mesmo sem ter que se sair da cama. Um privilégio.

Um projecto maravilhoso. Não há nenhuma divisão de que não gostemos. E você? Tem um espaço preferido? 
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!