10 ideias para facilitar a manutenção do seu jardim

Solicitar cotação

Número incorreto. Por favor verifique o indicativo do país, da cidade ou número de telefone.
Ao clicar 'Enviar' eu confirmo que li os Política de privacidade e aceitei que a minha informação seja processada para responder a um pedido.
Nota: Poderá anular o seu consentimento enviando email para privacy@homify.com com efeito futuro.

10 ideias para facilitar a manutenção do seu jardim

Elisabete Figueiredo – HOMIFY Elisabete Figueiredo – HOMIFY
Villa Oleander: Jardins de fachada  por Jardíssimo,
Loading admin actions …

Já todos sabemos o privilégio que é ter um jardim para cuidar. Mas o que nem todos sabem é da trabalheira que esse cuidado representa! Planear e plantar é apenas uma pequena porção do trabalho, porque depois é preciso mondar, podar, adubar, limpar, varrer e muito mais. Toda uma panóplia de tarefas que consomem o tempo que às vezes nos falta.

Para quem pode, contratar um jardineiro, ou uma empresa de jardinagem, é a solução. Mas para quem não pode dispor desse capital, ou gosta mesmo das tarefas de jardinagem, e tem pouco tempo para se dedicar a elas, o melhor é fazer as escolhas certas na planificação, para depois simplificar o processo de manutenção.

Hoje trazemos-lhe algumas dicas que o podem ajudar a criar um jardim de baixa manutenção, que exige pouco de si, mas lhe pode dar muita beleza. Siga as nossas sugestões e liberte a sua vida!

1 – Decore com pedras

Cerro Azul 109: Jardins  por JARDIMGARVE,
JARDIMGARVE

Cerro Azul 109

JARDIMGARVE

As pedras são uma das dádivas mais preciosas da natureza no que toca à decoração, nos interiores mas também nos espaços exteriores. As pedras são resistentes, exigem zero manutenção e ainda ganham carisma com a passagem dos anos e as agruras do clima, ao contrário de estátuas e outras decorações de exterior.

Use as pedras para delimitar caminhos, fazer suportes para plantas, sombrear plantas sensíveis ou simplesmente para ficarem bonitas no cenário. Pode usar pedras em bruto, extraídas directamente da natureza e sem qualquer trabalho, mas para um aspecto mais refinado pode usar pedras talhadas com formatos diversificados. E também pode aproveitar o trabalho da própria natureza e usar pedras polidas pelas águas de um rio ou do mar. 

Além de duráveis e quase isentas de manutenção (pode ter de lhes dar uma limpeza de tempos a tempos, se acumularem lixo), as pedras são decorações muito baratas!

2 – Faça caminhos com materiais resistentes

Normalmente não se pensa muito nisto, mas os pavimentos também podem dar bastante trabalho, sobretudo quando precisam de pinturas e vernizes, como acontece com algumas madeiras. 

Se pretende madeiras certifique-se de que estas não vão precisar de nenhum trabalho para além de uma limpeza periódica. Pode escolher pavimentos específicos para exterior, que mantêm as suas características por muito tempo, ou optar por imitações fiáveis em madeira ou plástico reciclado, por exemplo.

Caminhos em pedra, cimento ou cerâmica de exterior também são boas alternativas, duráveis e sem manutenções periódicas.

3 – Faça canteiros com cascas de árvores ou cascalho

Jardim particular em Paços de Ferreira: Jardins  por Labirinto - jardins,
Labirinto – jardins

Jardim particular em Paços de Ferreira

Labirinto - jardins

Fazer canteiros com vários tipos de plantas e depois cobrir o solo com cascas de pinheiro ou cascalho do rio é uma solução que vai além do mero subterfúgio estético. Estes elementos vão facilitar muito a sua vida pois dificultam o aparecimento de ervas daninhas e outras pragas, sobretudo os caracóis. Por outro lado as cascas e as pedras também ajudam a manter a humidade na terra dificultando a sua evaporação, o que significa regas mais espaçadas e logo menos trabalho.

4 – Plante bolbos e misture com outras plantas resistentes

QUERIDO MUDEI A CASA EPISÓDIO#2410: Jardins  por Homestories,
Homestories

QUERIDO MUDEI A CASA EPISÓDIO#2410

Homestories

Quando toca a plantar, faça escolhas acertadas que lhe facilitem a vida depois. 

Os bolbos são uma boa opção, pois desenvolvem-se e florescem na Primavera e no Verão, ficando debaixo da terra durante o outono e o inverno. Mas para não ficar com um pedaço de terreno vazio durante estas épocas faça canteiros pequenos, e plante junto dos bolbos plantas resistentes compatíveis, mas resistentes ao clima. Assim não terá de plantar bolbos todos os anos, ao mesmo tempo que garante flores e folhagem nos canteiros ao longo de todas as estações.

5 – Árvores cá da terra

Jardim Contemporâneo com Áreas Espaçosas : Jardins de fachada  por Jardíssimo,
Jardíssimo

Jardim Contemporâneo com Áreas Espaçosas

Jardíssimo

Plante árvores autóctones do nosso país, como oliveiras ou sobreiros. Além de precisarem de poucas podas ainda requerem muito menos regas do que outro tipo de plantas vindas de países exóticos. Claro que nos primeiros tempos tem de as proteger e adubar muito bem, para promover o seu crescimento, mas assim que estiverem pegadas pode tratar de outras plantas, que estas não dão trabalho, para além de uma eventual poda para remoção de ramos velhos.

6- Reduza o espaço plantado

Moradia Moderna com Jardim e Piscina: Jardins de fachada  por Jardíssimo,
Jardíssimo

Moradia Moderna com Jardim e Piscina

Jardíssimo

Resistentes ou não, a verdade é que o pavimento ou os materiais soltos dão muito menos trabalho do que as áreas plantadas, por isso reduza a área plantada ao mínimo necessário para ser um jardim bonito, digno desse nome. 

Pode fazer caminhos em materiais resistentes ou desenhos geométricos com pedras ou cascas de pinheiro, para um jardim zen ou minimalista. Mas não se esqueça de usar materiais que não propiciem a proliferação de ervas daninhas ou fungos. Depois complemente com alguma vegetação bem resistente, como nesta imagem da JARDÍSSIMO, e terá um jardim epicamente simples de manter!

7 – As suculentas também funcionam no exterior

Relva Artificial: Jardins  por JARDIMGARVE,
JARDIMGARVE

Relva Artificial

JARDIMGARVE

As suculentas são aquelas plantinhas de folhas grossas que retêm a água, resistem a muitas agruras do clima e só precisam de regas muito espaçadas. Ficam lindas em vasos no interior, mas também são óptimas lá fora! 

Suculentas, cactos, piteiras, agaves… Todas estas plantas se dão bem por cá, podem ser planrtadas conjuntamente com outras espécies e não precisam de grandes cuidados. Só tem de se lembrar de as regar de vez em quando, no verão!

8 – A relva artificial é a sua melhor amiga

Relva Artificial: Jardins  por JARDIMGARVE,
JARDIMGARVE

Relva Artificial

JARDIMGARVE

Os jardins com grandes relvados são espectaculares e dão muito estilo a qualquer casa, mas todos sabemos como é difícil manter um relvado em boas condições. Já nem falamos das regas, que normalmente são automatizadas, mas o simples acto de aparar tem de ser feito com uma periodicidade curta, ou rapidamente terá um matagal em frente à casa. Se não pode contratar um jardineiro, o melhor é evitar grandes áreas relvadas, mas se não pode passar sem o seu campo relvado reduza-o a pequenas secções do jardim, para ser mais fácil de manter. 

Se não tem mesmo tempo a perder, e ainda assim quer mesmo ter relva no jardim, a melhor solução é colocar relva sintética. Adeus cortes, adubos e regas! E actualmente já tem no mercado opções muito realistas, que lhe vão dar um bom efeito de relva natural.

9 – Prefira maciços de crescimento natural

Jardim Gião: Jardins  por JARDIMGARVE,
JARDIMGARVE

Jardim Gião

JARDIMGARVE

Sabe como é difícil ter aquelas sebes e arbustos todos aparados? Imagina a arte e os utensílios de jardinagem que é preciso ter para conseguir dar formas a arbustos (a chamada topiaria)? É preciso um grande investimento de tempo e muito treino, que na maior parte das vezes só um jardineiro profissional lhe pode dar! Se não sabe como aparar sebes com bons resultados, nem pode perder tempo a fazê-lo, esqueça esse tipo de jardins. Opte por jardins mais naturais, com maciços de plantas de crescimento espontâneo.

Mas cuidado com a escolha das plantas! Evite plantas que se semeiam sozinhas, como as acácias, ou que tenham um crescimento rápido e de difícil controlo, pois de outro modo em vez de um maciço arbustivo rapidamente terá uma infestação.

10 – Facilite!

Jardim interior em Castelo de Paiva: Jardins  por APROplan,
APROplan

Jardim interior em Castelo de Paiva

APROplan

Se está naquele ponto em que só precisa de funcionalizar o seu jardim, e já não quer saber de jardinagem, seja qual for o motivo, mas definitivamente despensa ficar com um espaço de betão despido, opte pelas plantas artificiais. Esta solução é especialmente indicada para jardins muito pequenos, jardins interiores ou jardins em varandas.

Pode optar por fazer um jardim vertical, colocar uma trepadeira num canto ou mesmo uns vasos com plantas artificiais. Actualmente há no mercado várias plantas sintéticas em excelentes imitações das plantas verdadeiras, e feitas para resistir no exterior.

Inspire-se no jardim da imagem, mas lembre-se de que conseguir um ar tão vivo como o deste jardim pode ser difícil, uma vez que estas são plantas naturais. Deve adaptar as suas expectativas ao material que tem, mas se fizer boas escolhas pode conseguir um ar muito natural para a composição de plantas artificiais.

Quer ainda mais dicas de jardinagem? Então não perca o artigo ’Paisagismo – a arte de moldar a paisagem natural ao seu gosto pessoal’.

Qual destas opções vai por em prática no seu jardim?
Casas  por Casas inHAUS,

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa?
Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!