piso radiante hidráulico: Salas de estar modernas por Dynamic444 (departamento de climatização)

O que TODOS precisamos de saber sobre piso radiante!!

Elisabete Figueiredo – HOMIFY Elisabete Figueiredo – HOMIFY
Loading admin actions …

Pés frios neste inverno? É natural que os tenha, e se calhar por agora o máximo que pode fazer é pôr-se em frente ao aquecedor e calçar um par de meias extra. Mas enquanto resiste às temperaturas baixas, que finalmente invadiram o nosso país, pode ir navegando no nosso site e planeando um próximo inverno menos penoso. Como? Lendo este artigo e ficando a saber tudo o que é necessário sobre piso radiante!

Não conhece? Ainda não é um equipamento muito vulgar em Portugal, mas está a ganhar cada vez mais adeptos entre aqueles que procuram sistemas de aquecimento económicos e muito eficientes. E pode parecer um sistema de aquecimento muito moderno, mas a ideia remonta à época romana, altura em que se utilizavam águas e vapores quentes dos fornos da casa a circular por baixo do chão e no interior das paredes. Eram no entanto sistemas frágeis, complexos e perigosos por causa dos incêndios e das intoxicações com monóxido de carbono proveniente dos processos de combustão.

Na década de 70 do século passado a ideia ressurgiu e de lá para cá tem evoluído significativamente ao ponto de se tornar um dos meios de aquecimento mais eficientes da atualidade.

Se já conhecia, saiba mais sobre o assunto. Se não conhecia, venha connosco e descubra este mundo de incrível conforto térmico, e acabe de vez com a sensação de frio quando acorda e põe os pés nus no chão gelado!

Vantagens e desvantagens

Quartos campestres por Beech Architects
Beech Architects

The old milking shed

Beech Architects

Este sistema de aquecimento não é mais do que conseguir a temperatura maia adequada em sua casa no inverno a partir do pavimento, com maior eficiência, maior conforto e melhor estética.

A eficiência deste tipo de piso é maior porque a percentagem de perdas de calor pelas paredes e pelo teto é menor, e porque, como o ar quente sobe, a perceção de calor é mais rápida para os utilizadores. Para além disso os gastos energéticos são substancialmente menores em comparação com os outros sistemas de aquecimento devido a essas perdas energéticas inferiores e ao facto de trabalhar a temperaturas bastante mais baixas.

Por outro lado proporciona maior conforto porque proporciona um aquecimento uniforme em todo o compartimento, e não localizado num ponto como noutros tipos de aquecimento.

Proporciona maior liberdade estética e espacial pois o sistema de aquecimento está dentro do pavimento e portanto não se vê nem ocupa espaço!

Por último temos um benefício mesmo obvio, mas importante para quem sofre de alergias, porque pela distribuição uniforme do calor há menos levantamento das poeiras ambientais.

No campo das desvantagens temos sobretudo o preço e o facto deste tipo de sistemas requerem tempos de aquecimento significativos, sendo um pouco mais lentos a reagir e a ajustar as temperaturas do que outros tipos de aquecimento, o que não é totalmente vantajoso em edifícios com necessidades de aquecimento reduzidas ou muito moderadas, como as casas energeticamente eficientes. Mas alertamos também que a este tipo de chão não se adequam a maior parte dos tapetes disponíveis para venda, e se é adepto de tapetes em casa estes serão bem mais caros, para além de dificultar qualquer tipo de reparação ou substituição que venha a ser necessária.

O que é o aquecimento por piso radiante?

Salas de estar modernas por Heat Mat Limited
Heat Mat Limited

View from the lounge

Heat Mat Limited

O aquecimento por piso radiante consiste na instalação de um sistema de aquecimento sob o soalho.

Isto pode ser feito na fase de construção ou posteriormente, embora seja mais fácil de instalar quando as obras ainda estão a decorrer.

Normalmente implica a instalação de dispositivos de condução do calor sob o chão, que variam conforme o tipo de aquecimento escolhido, sendo que podem ser hidráulicos ou elétricos, e conforme a fase de construção do espaço, pois se for instalado após a fase de construção as hipóteses podem ser mais limitadas.

Para além dos cabos ou tubagens debaixo do chão, este sistema implica ainda um dispositivo de alimentação de eletricidade, ou de água quente, conforme o tipo escolhido.

Também o tipo de pavimento escolhido deverá poder suportar este tipo de aquecimento e portanto ser escolhido segundo esse critério. Hoje em dia a variedade de pisos capazes de ser usados com este sistema é enorme e não coloca muitos entraves estéticos, embora possam colocar alguns obstáculos a nível orçamental.

Que pavimento se adequa?

Parede e piso  por Quick-Step
Quick-Step

Oak Natural Matt

Quick-Step

Hoje em dia existe uma panóplia muito variada de pavimentos que se podem utilizar com este sistema.

Pode usar-se madeira maciça de carvalho ou de faia, madeira flutuante, mosaico de cerâmica, pedra (granito ou mármore), laminado flutuante adaptado a este sistema, porcelana, entre outros. Cada tipo de pavimento tem um comportamento térmico específico e a sua eficiência varia, pelo que o mais indicado é escolher de acordo com as suas necessidades, em conjunto com os especialistas.

Os materiais com baixa condutividade térmica, como a alcatifa, a cortiça, e a maior parte das madeiras maciças, não devem ser utilizados com o sistema de piso radiante elétrico e também não são muito adequados para o hidráulico.

Os materiais que apresentam maior eficiência por permitirem o rápido aquecimento são os que têm maior condutividade térmica, como a pedra, os mosaicos de cerâmica ou a porcelana. Mas também se obtêm resultados excelentes com laminados adaptados como o do quarto da imagem acima!

Piso radiante elétrico

Instalação do sistema directo de piso radiante electrico:   por HCS - Heating Cable System
HCS – Heating Cable System

Instalação do sistema directo de piso radiante electrico

HCS - Heating Cable System

Atualmente existem no mercado duas opções para o piso radiante: – a água ou a energia elétrica.

O sistema de aquecimento por piso radiante elétrico consiste em instalar sob o pavimento, ou no próprio pavimento, um conjunto de resistências elétricas

O tipo de sistema a instalar depende diretamente da área a aquecer e do tipo de pavimento a ser colocado, existindo em três opções: – cabo radiante, tela radiante e filme radiante. O cabo radiante é adequado para a fase de construção e é o sistema mais barato de instalar. A tela radiante é muito útil para instalar aquando de renovações em que não se pode elevar o chão. E o filme radiante é especialmente útil quando não é possível fazer obras extensas, nem arrancar o pavimento preexistente, pois pode ser aplicado por cima do piso que já existe e depois colocar novo pavimento.

Este sistema é usualmente mais barato do que o hidráulico e não necessita de qualquer infraestrutura específica, como as chaminés ou caldeiras para alimentar o aquecimento, que é garantido pelo fornecimento de energia da rede elétrica. Este facto torna-o no entanto mais caro ao logo do período de utilização.

Por outro lado tem uma manutenção mais simples, as avarias não implicam vazamentos de água, e torna a regulação da temperatura mais rápida.

Piso radiante hidráulico

A escolha do piso radiante hidráulico é a escolha mais comum, e possivelmente mais acertada, para instalar na fase de construção de um edifícios, embora também seja possível fazê-lo após a construção, embora com mais constrangimentos.

O sistema consiste na instalação de uma rede de tubos sob o pavimento onde circula um líquido termodinâmico, muitas vezes água quente, como pode ver na obra da imagem acima, da responsabilidade da portuguesa Dynamic444 (departamento de climatização). Tem como maior vantagem a possibilidade de ser utilizado em conjunto com fontes de energia renovável, tais como bombas de calor e solar térmico. Mas também pode ser alimentado através de uma caldeira, a gás, gasóleo ou biomassa.

A longo prazo pode permitir uma poupança significativa, sobretudo se o líquido for aquecido com o recurso a energias renováveis.

Custos associados

Parede e piso  por LIGNUM Möbelmanufaktur
LIGNUM Möbelmanufaktur

Dielenboden Esche, natur

LIGNUM Möbelmanufaktur

O piso radiante elétrico é substancialmente mais barato do que o hidráulico e consegue-se instalá-lo por cerca de 16 euros por metro quadrado, embora o preço dependa diretamente do tipo de piso radiante elétrico escolhido.

O piso radiante hidráulico pode implicar custos cinco a sete vezes superiores

O investimento pode elevar-se com os custos de preparação do pavimento, tais como a remoção do antigo piso, a selagem do chão ou a instalação de isolamento térmico.

Peça sempre orçamentos detalhados à empresa que lhe vai fornecer o material e os serviços. Essas empresas são especialistas e podem acompanhar todos os passos necessários, desde a escolha do sistema, até à escolha do pavimento mais adequado!

Cuidados de manutenção

O chão em si não precisa de quaisquer cuidados especiais e deve ser tratado como qualquer outro pavimento não radiante.

O sistema de aquecimento, sim, pode avariar. E nesse caso as avarias podem ser mais complicadas do que noutros sistemas de aquecimento, como ar condicionado ou radiadores. Mas hoje em dia esse tipo de avarias é muito raro, se a instalação for feita corretamente.

No caso dos sistemas elétricos a manutenção é muito simples e resume-se a um teste funcional ao fim de um período de utilização estabelecido pelo fabricante, que muitas vezes faz parte da garantia do equipamento. Neste caso a avaria mais comum é nós termóstatos que podem ser facilmente substituídos, e forem tomados os devidos cuidados em futuras obras e não fizer furos no chão poderá ter um sistema de aquecimento para a vida.

O piso radiante hidráulico precisa de manutenção periódica que normalmente é feita simultaneamente com todo o sistema. É aconselhável ter um plano de manutenções periódicas por profissionais ao longo do tempo, e isso pode ser negociado com a empresa fornecedora logo antes da instalação.

Se é daqueles que prefere não ter aquecimento em casa, sejam quais forem as razões para isso, descubra como pode manter a sua casa confortável mesmo sem ele lendo o artigo ’Como manter a minha casa quente sem aquecedor?

Deixou-se seduzir pela ideia de pés descalços mas quentinhos, mesmo no inverno? Deixe-nos a sua opinião na caixa de mensagens!
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!