Ideias e segredos para reduzir a humidade em sua casa

Elisabete Figueiredo – HOMIFY Elisabete Figueiredo – HOMIFY
Isolamento Térmico - B, RenoBuild Algarve RenoBuild Algarve Casas mediterrânicas
Loading admin actions …

Quando compramos ou alugamos uma casa todos nós o fazemos com o sonho de construir um refúgio de paz e conforto, onde podemos descansar e desfrutar a vida em família. Um oásis de bem-estar, com a decoração ao nosso gosto e as condições ambientais mais perfeitas, sem qualquer defeito que possa pôr em causa a nossa saúde.

Mas, e quando a nossa casa não é exatamente como sonhámos? E quando algo corre mal? Aí tentamos consertar, corrigir ou melhorar, dirá o leitor, com toda a razão!

E porque a realidade muitas vezes se desvia daquilo que planeámos, hoje tocamos de novo num ponto sensível, e que muitos desgostos acarretam em tantas casas deste país: – a humidade interior.

Tanto a humidade demasiado elevada como a demasiado baixa acarretam problemas para a saúde. O ideal seria que a humidade relativa se mantivesse entre 40 a 55%, mas fatores como uma construção deficiente, aquecimento excessivo, humidade ambiental muito baixa ou muito elevada na zona em que a habitação está implantada, ou danos estruturais em paredes ou telhados, fazem estes valores cair fora do intervalo de conforto, e os problemas começam!

Neste artigo falamos de quando a humidade relativa é demasiado alta em sua casa.

Quando isto acontece é tão prejudicial para si como para o conteúdo da sua casa, e até para a própria estrutura da casa.

É prejudicial para si e para os seus porque o aumento de humidade alimenta e facilita a proliferação de bolores e ácaros, causando alergias, problemas respiratórios, e até asma.

Também é mau para o conteúdo da sua casa e para a casa em si, porque a humidade excessiva irá destruir progressivamente livros, mobília, roupas, e facilitará o aparecimento de bolores nos tetos e paredes, o que inevitavelmente levará a danos irreparáveis nos revestimentos.

Mas como para tudo há solução e prevenção, trazemos-lhe aqui hoje algumas medidas que pode e deve tomar para baixar os níveis de humidade em sua casa!

Aplique meios de isolamento

Outra coisa que ajuda muito no controlo da humidade em sua casa é o isolamento.

O isolamento é essencial para evitar que a humidade do exterior entre em sua casa. Ele também é necessário para evitar a perda de ar seco e quente do ar condicionado ou do aquecimento.

Existem inúmeros materiais de isolamento e hoje em dia nem sequer é necessário que fique no interior das paredes, podendo ser instalado no exterior da casa sem ter deixar de lá viver. Este é um método usado pela RenoBuild Algarve, autora do projeto de isolamento da imagem acima.

Mas se não pode fazer obras agora pode calafetar provisoriamente a sua casa com faixas de calafetagem, mantas de lã de vidro no pavimento do sótão, ou mesmo chouriços de serradura na fresta da porta. Tapetes e carpetes que também fazem um isolamento eficaz e agradável.

Instale meios de ventilação

Uma ventilação adequada é um passo extraordinariamente importante no caminho para controlar o excesso de humidade em sua casa. A ventilação pode ser natural ou forçada.

A ventilação natural é feita através de portas e janelas, mas também chaminés e grelhas de ventilação.

A ventilação forçada é feita através de ventiladores, extratores e exaustores.

Em zonas onde a produção de humidade é maior, como a casa de banho e a cozinha, a ventilação deve ser especialmente eficaz para poder retirar a maior parte do vapor de água produzido, sobretudo se não existir uma janela para o exterior. Nestes casos deve avaliar a quantidade de humidade, observando por exemplo os vidros das janelas e as superfícies frias, de pedra ou metal. Se verificar a existência de gotas a escorrer delas invista num extrator ou num sistema de exaustão!

Veja a casa de banho da imagem acima, uma magnífica e luxuosa criação do gabinete de designers de interiores de Lisboa ’’TIL the end studio’. Imagina-a poluída por manchas de bolor causadas pela acumulação de humidade? Parece uma profanação, certo? Por isso mesmo os criadores instalaram à partida um bom sistema de extração de ar, como é possível ver na imagem.

Coloque plantas em sua casa, mas escolha as plantas certas

As plantas são lindas é um facto. E todos gostamos de as ter em casa. Elas ligam-nos ao nosso eu primitivo permitindo-nos um contacto, ainda que limitado, com o ambiente natural. Mas também é sabido que as plantas libertam vapor de água na sua respiração e que isso pode bem ser contraproducente em casa onde a humidade em excesso é um problema.

Calma! Não precisa de deitar já o seu precioso vasinho de flores fora! Posicione-o para que a humidade produzida pela planta e pela água de rega vá para o exterior, junto a uma janela ou a um orifício de ventilação.

E quando essa plantinha murchar, substitua-a por uma mais vantajosa para a sua situação. Escolha plantas que precisam de pouca rega, como a Sansevieria da imagem, ou uma Jade (Crassula ovata) que cresce bem em solo seco. Pesquise bem e escolha as plantas certas para sua casa!

Instale sensores de humidade

Para poder agir sobre o excesso de humidade em tempo útil o melhor é controlar o seu grau com algum rigor. Assim o método mais seguro é instalar sensores de humidade pela casa. Eles podem ser integrados com o sistema de ar condicionado, ou mesmo com o desumidificador, que são ativados quando a humidade atinge níveis críticos.

Mas se as suas finanças estão em baixo pode optar por higrómetros ou termo higrómetros. São equipamentos mais baratos e pode escolhê-los de forma a que se integrem no seu estilo de decoração, e não pareçam deslocados no ambiente.

Tapete relva natural

E a par com as plantas, temos a relva natural que pode ter no seu jardim.

Existe relva natural em rolo e relva em tapete para que seja fácil e pratico de aplicar. Assim, a humidade fica toda do lado de fora da casa.

Peça ajuda a um arquiteto e tenha o jardim dos seus sonhos. E saiba que alternativas existem para além da relva natural e da relva sintética barata: aqui.

Utilize o sistema de ar condicionado

Para controlar a humidade em casa muitas pessoas utilizam o típico desumidificador.

Mas o sistema de ar condicionado também controla a humidade interior, pois seca o ar.

E hoje em dia existem inúmeros sistemas de ar condicionado do tipo split que já integra um sistema de aquecimento e de desumidificação. Isto significa unir as funções de climatização de temperatura e de controlo do excesso de humidade num só equipamento, o que poderá significar poupança na conta de eletricidade.

Crie soluções naturais

As soluções naturais são as melhores e as mais eficazes quando se trata de reduzir a humidade em sua casa. Estas soluções assentam na abertura de janelas, que não só controlam a humidade como são ótimas a deixar entrar a luz do sol, para além de melhorarem substancialmente o estilo de sua casa!

Se está agora a construir a sua casa invista em janelas, com layouts devidamente estudados pelos arquitetos responsáveis. A médio prazo vão sair mais baratas, pois abrir uma janela não gasta eletricidade ao contrário de ligar um extrator de ar!

A maior parte destas ideias são tidas em conta e tratadas em fase de projeto na construção com arquitetura inteligente. Quer conhecer o conceito? Então lei o artigo ’Arquitectura inteligente: uma casa bioclimática

Já conhecia estas medidas, ou nunca se deparou com este problema?

Precisa de ajuda com um projeto em sua casa?
Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!