Casa para idosos? Saiba o que deve ter em conta!

Mariana Garcia – Homify Mariana Garcia – Homify
Loading admin actions …

Bem sabemos como a população actual está cada vez mais envelhecida e como as respostas sociais para este tipo de público são cada vez mais prementes. Termos os nossos pais, os nossos avós ou outros familiares idosos em segurança pode não ser uma tarefa fácil, o que nos conduz à necessidade de os ter num lugar onde o tratamento que lhes é dado inclui uma vertente de cuidado com o meio ambiente, que lhes permita viver em segurança e com o mínimo de risco possível no que toca a acidentes. Esta é uma questão que deve ser tida em conta aquando a construção de uma infraestrutura que vá prestar um serviço de apoio à terceira idade, tanto em relação ao projecto de arquitectura como ao design e à decoração dos interiores. Mas é igualmente importante que se encontre um equilíbrio entre o aspecto e a segurança, caso contrário podemos correr o risco de tornar o ambiente muito seguro, mas com uma atmosfera muito deprimente.

No artigo de hoje trazemos-lhe algumas ideias do que deve ser uma resposta social para idosos (como um lar ou um centro de dia), para que o leitor saiba mais sobre o assunto e se torne um familiar ou um utente mais crítico e mais exigente. Sim, porque infelizmente ainda há muita gente com pouco conhecimento sobre este assunto e é de extrema importância que os nossos idosos tenham as condições necessárias nas respostas que os servem, com vista a que a sua qualidade de vida esteja num patamar minimamente digno!

Espaços exteriores

JARDIM PRIVADO DE URBANIZAÇÃO - MAIA: Jardins modernos por Oh!land studio, lda
Oh!land studio, lda

JARDIM PRIVADO DE URBANIZAÇÃO – MAIA

Oh!land studio, lda

Os espaços exteriores (terraços, varandas ou jardins) são elementos de extrema importância para o aumento da qualidade de vida em qualquer idade – e isso não é diferente com este público-alvo. Estes espaços permitem que os idosos possam apanhar ar fresco e sol e evitam que estejam constantemente dentro do edifício. Também são um excelente espaço para fazerem exercício físico, como caminhadas ou ginástica de manutenção. Há outras actividades que, sendo realizadas dentro da residência, podem também ser feitas lá fora – como jogos de tabuleiro, sessões fotográficas, tricot ou leitura.

Acessibilidade às diferentes zonas do edifício

Moradia Foz do Douro: Corredores e halls de entrada  por Karst, Lda
Karst, Lda

Moradia Foz do Douro

Karst, Lda

A acessibilidade é um dos pontos mais importantes numa resposta social e ao qual algumas intituições (principalmente as mais antigas) podem não dar o devido valor. Imagine o que é deslocar-se numa cadeira de rodas e ter escadas por toda a casa… Desconfortável, certo? Ou ter que ir de uma ponta à outra do edifício para passar do quarto para a casa de banho, a meio da noite, também não é o melhor cenário. As escadas devem ter degraus bem sinalizados, com largura suficiente para que o pé caiba todo e sempre do mesmo tamanho – tendo em conta que é preferível a utilização de rampas em vez de escadas; os corrimãos presentes devem estar bem fixados e devem ser simples; dar sempre primazia ao piso anti-derrapante em detrimento dos tapetes. Há que ser empático, perceber quais as limitações dos nossos idosos e procurar que o impacto destas no seu dia-a-dia seja o menor possível para que não se sintam enclausurados dentro da casa onde vivem.

Boa iluminação dos interiores

Lar Residencial "Torre Sénior": Casas modernas por Atelier Lopes da Costa
Atelier Lopes da Costa

Lar Residencial Torre Sénior

Atelier Lopes da Costa

A iluminação é outro ponto de extrema importância no que toca a uma resposta social para idosos. Deve tirar-se o máximo partido da luz natural, através de paredes envidraçadas ou de janelas grandes. No entanto, esta deve ser conjugada com luz artificial com interruptores facilmente acessíveis. Os candeeiros devem estar em sítios estratégicos, como mesinhas de cabeceira, casas de banho, corredores e escadas. Preferencialmente, locais como a cabeceira da cama devem ter interruptores que permitam a regulação da intensidade da luz, para que a visão dos idosos se vá habituando à claridade de manhã ou quando se levantam a meio da noite.

'Não' às superfícies escorregadias e desniveladas!

Jardins mediterrânicos por italiagiardini
italiagiardini

giardini a terrazza in Costa Azzurra

italiagiardini

Os pisos escorregadios andam sempre de braço dado com quedas – e qualquer queda na terceira idade pode ser fatal. Assim sendo, certifique-se de que os pavimentos existentes na residência não sejam propensos a situações dessas, com especial foco nos das casas de banho e exteriores (onde a probabilidade da presença de água é muito maior). Outro aspecto que se deve ter em consideração são os possíveis desníveis presentes (se atentarmos à imagem, verificamos que os paralelos se encontram ao mesmo nível uns dos outros, mas muitas vezes isto pode não acontecer e é importante que se vão minimizando estes pormenores).

Casas de banho de fácil utilização

casa de banho é uma divisão onde o cuidado deve ser redobrado por dois motivos simples: primeiro, porque a presença de água é provavelmente maior do que em qualquer outro sítio da resposta; em segundo, porque sendo um espaço de privacidade, a resposta de um profissional ou de outro utente a uma queda que um idoso possa dar demorará mais tempo a chegar do que se a mesma queda se der num local público (como um corredor ou a sala de estar). A legislação vigente também nos orienta muito bem aqui, mas os pontos essenciais são: optar por polibans sem base em detrimento das banheiras ou polibans com base, existência de barras de apoio no banho e sanita, torneiras de abertura fácil e piso anti-derrapante. Em caso de maior necessidade, a instalação de um assento dobrável para o banho é aconselhável.

Evitar as cores depressivas nas paredes

Dependendo da decoração dada aos espaços, tons pálidos como o cinza, o branco ou outros igualmente claros podem tornar o ambiente demasiado deprimente. Por isso mesmo, muitas vezes as paredes estão decoradas com frases motivacionais ou trabalhos realizados pelos idosos. No entanto, isso nem sempre alegra os espaços, por isso é óptimo quando há a possibilidade de pintar as paredes ou aplicar-lhes um papel mais colorido. Não precisam de ser todas e nem este é o ponto mais importante, mas com certeza que um ambiente mais divertido fará com que os idosos estejam mais felizes. Mas atenção: eles não são crianças! Portanto, há que ter algum bom senso na escolha da decoração das paredes.

Espaço para convívio

Área de estar: Espaços de restauração  por Palma Interiores
Palma Interiores

Área de estar

Palma Interiores

O convívio é fundamental para que a solidão seja combatida e a qualidade de vida aumente exponencialmente! Daí ser importante a existência de um espaço onde os idosos possam conviver, conversar ou jogar umas cartas. Aqui, devem existir assentos em número consonante com o número de utentes, mesas, iluminação de leitura e (no caso de não haver outro espaço para o efeito) televisões. O verde das plantas ajuda a que o ambiente seja mais alegre e deve existir aquecimento para os dias frios de inverno. No fundo, é uma divisão que funciona como sala de estar, logo tudo isto se resume a um espaço que ofereça conforto e onde seja agradável estar em qualquer altura do dia e do ano!

O artigo ajudou-o a ter mais conhecimento sobre o assunto?
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!